Atualidades, Curiosidades, Family, Humor

A “TURMINHA BRAVA” contra o “DETETIVE BARDAHL”

Em 1939, uma pequena empresa americana iniciou a fabricação de um produto conhecido até os dias atuais: o aditivo Bardahl (para combater o atrito entre as peças do motor do carro).
Para divulgá-lo no Brasil (o produto começou a ser importado no início dos anos 50) a empresa criou a “Turminha Brava” (um bando de “malfeitores” que costumava atacar os “desprotegidos” motores dos veículos brasileiros). Esses terríveis meliantes atendiam pelos sugestivos nomes de “CHICO VÁLVULA PRESA”“ZÉ DOS ANÉIS PRESOS”“ANTONIO SUJO” e “CARVÃOZINHO”.
Em inglês, essa gangue se chamava Grimer Gang e seus membros se chamavam Black Carbon, Dirty Sludge, Gummy Rings e Sticky Valves, e quem os combatia era o Detetive Bardahl. A campanha foi criada no início dos anos 1950 por uma agência americana.
E aqui temos os originais: The Grimer Gang x Detective Bardahl
Segundo consta, o detetive Bardahl foi criado com base no personagem Joe Friday [interpretado por Jack Webb], detetive da série Dragnet (termo que indica batida policial) e que era muito popular nos Estados Unidos.
Os comerciais em desenho animado não apenas aumentaram as vendas do Bardahl, como também fizeram os personagens da Grimer Gang caírem no gosto popular. O comercial abaixo, que passou nas TVs americanas em 1959, foi um dos mais conhecidos:

O conceito da campanha era bem simples e objetivo: o Detetive Bardahl protegia o motor do carro contra os terríveis ataques da  Grimer Gang. Era o bem sempre vencendo o mal, como acontecia nos filmes e nas histórias em quadrinhos.

Quando a Bardahl resolveu trazer seus personagens – e essa campanha – para divulgar seus produtos no Brasil, em 1956, começou a veicular apenas em anúncios nos principais jornais do Brasil, como Estadão, Folha, Última Hora ou Diário da Noite.

Alguns dos anúncios que foram veiculados nos jornais de São Paulo foram estes:

Os comerciais de TV só passaram a ser divulgados no Brasil a partir de 1957. Eram os mesmos que passavam nos Estados Unidos, com uma dublagem brasileira. O comercial abaixo é de 1959 e passava muito na TV Tupi, na época uma emissora de muita audiência.

Os comerciais, que tinham inicialmente a assinatura “Com Bardahl tudo anda bem”, e posteriormente “Tudo anda bem com Bardahl”, enfocavam ora a Turminha toda, ora apenas algum de seus componentes, como no filme abaixo, dedicado ao Chico Válvula Presa:

Não demorou muito para surgirem os brindes, que eram ofertados nos postos de gasolina para serem colocados nos retrovisores. A série era disputadíssima pelas crianças, e hoje, quem tem todos os bonecos plásticos em bom estado não os vende por menos de R$ 3.000,00:

A partir de 1963, a Turminha Brava passou a contar com uma aliada: a Clarimunda, criada especialmente para o mercado brasileiro. Clarimunda tinha um corpo curvilíneo, numa tentativa de representação da mulher brasileira. Da mesma forma como acontecera com a Turminha Brava, Clarimunda foi introduzida inicialmente através dos jornais. Este anúncio saiu no jornal Última Hora, em 1963.

Logo a Clarimunda participou dos filmes com o resto dos vilões, em comerciais feitos aqui mesmo no Brasil, como este:

A personagem caiu no gosto popular, assim como os demais. Prova disso é que, nos anos 1960, havia um determinado tipo de mulher que recebeu o apelido de Clarimunda, feia de cara, mas boa de bunda!

Em 1968, a Bardahl começou a patrocinar um jovem piloto que despontava como promessa do automobilismo. Antes de ele ir para a Europa, esse piloto – campeão de Fórmula 3 – gravou um comercial de TV com… a Clarimunda e o resto da gangue!

Recentemente, essa turma toda foi recriada com um novo design e um novo figurino, e a Clarimunda passou a ser chamada de Drag Car, mais sensual.

Mas o que ficou mesmo na lembrança foi a turminha em preto e branco, e seu charme inigualável! Porque… tudo andava bem com Bardahl!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes:

 

Bardahl

anosdourados.blog.br

baudomaga.com.br

Anúncios

Um comentário em “A “TURMINHA BRAVA” contra o “DETETIVE BARDAHL””

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s