JORNALISTA NEGRA PROCESSA JAIR BOLSONARO

Citar

via JORNALISTA NEGRA PROCESSA JAIR BOLSONARO

Conheça as cidades mais quentes do mundo

Em algumas regiões do mundo as temperaturas podem chegar a 60°C

O inverno no Brasil está começando… e a temperatura, no primeiro dia, chegou a 30 graus em algumas regiões! Se você acha isso muito quente, saiba que há lugares muito mais quentes ao redor do mundo, com temperaturas que ultrapassam os 50°C!

Essa superelevação da temperatura é fruto de condições climáticas adversas, incluindo o famoso aquecimento global que, além de provocar um aumento na temperatura da atmosfera, também tem impacto em outros aspectos ambientais, como: enchentes, secas e elevação do nível do mar.

Por conta desse calorão, há cidades no mundo que, em certos períodos do ano, nem podem ser habitadas…

1 – Al ‘Aziziyah (Líbia)

Crédito: Reprodução/YouTube A cidade líbia de Al ‘Aziziyah já registrou impressionantes 57,8 °C

Existe uma controvérsia sobre qual é a cidade mais quente do mundo. Em 1992, a cidade de Al ‘Aziziyah, na Líbia, registrou impressionantes 57,8 °C, fazendo com que a região ganhasse o título de lugar mais quente do mundo. Apesar disso, a Organização Mundial de Meteorologia reconheceu, em 2017, que o Vale da Morte, na Califórnia, é o lugar mais quente do planeta. O deserto californiano também já registrou 57,8°C.

2 – Dallol (Etiópia)

Crédito: Anya Newrcha/iStock    Cercada pelo deserto de Danakil, Dallol tem uma temperatura média de 40 °C durante o ano

A cidade de Dallol, na Etiópia, já registrou, nada mais nada menos, pouco mais de 60°C. A proximidade com o vulcão Dallol é determinante para tanto calor. Com essa temperatura, é fácil de entender porque a cidade é fantasma; de fato, hoje não há sequer um só residente, embora já tenha sido povoada no começo do século passado, quando uma ferrovia levava o sal extraído da região.

3 -Wadi Halfa (Sudão)

Crédito: MarcPo/iStock    Wadi Halfa, rua comercial em Wadi Halfa, no Sudão.

Localizada em uma região de muita pobreza no centro do deserto do Saara, na fronteira com o Egito, o local chega a atingir picos de calor, a temperaturas de quase 53°C. Chegar lá também não é fácil. É preciso pegar, em Cartum, um trem que passa pelas margens do rio Nilo e por muitas ruínas milenares. Não há hotéis na cidade, apenas alojamentos, e o clima extremamente seco recebe um reforço do vento constante e muito quente que vem do Saara.

4 – Deserto Lut (Irã)

Crédito: BrasilNut1/iStock   A região já registrou temperaturas de 70°C

Considerado o 25º maior deserto do mundo, o Lut está localizado no sudeste do Irã e já chegou a registrar temperaturas de superfície acima de 70°C, medida pela Nasa. Também é marcado pelos lagos Dasht, que se estende para o sul por cerca de 300 km.

5 – Tirat Tsvi (Israel)

Crédito: Science News   Os termômetros registraram em Tirat Tsvi a temperatura recorde de 54°, em junho de 1942

Com temperaturas escaldantes, a cidade, pertencente à área de HaZafon, é o lugar mais quente da Ásia, com temperaturas que beiram os 54 ºC. A cidade funciona, também, como kibutz e se situa no vale Beit Shean, a 10 km ao sul de Beit Shean, em Israel, e faz fronteira a oeste com o rio Jordão.

6 – Timbuktu (Mali)

Crédito: Oversnap/iStock   Timbuktu é uma das regiões habitadas mais quentes do mundo

Localizada no Mali, país do oeste africano, e nas proximidades do rio Niger, a cidade foi fundada por volta de 1100 para servir as caravanas que traziam sal das minas do deserto do Saara, em troca de ouro e escravos. Em 1330, a região era parte do império do Mali e, dois séculos depois, passou a ser governada pelo império Songhay, fazendo de Timbuktu uma importante cidade universitária e capital religiosa, habitada por muçulmanos, cristãos e judeus. Também é famosa pelas altas temperaturas, que já chegaram a 54,4ºC.

7 – Queensland (Austrália)

Crédito: DarrenTierney/iStock  Queensland, na Austrália, possui beleza estonteante

A temperatura já chegou a quase 69ºC no Estado australiano, situado no nordeste do país, e que ocupa mais de 20% da África. Marcada por vastas florestas tropicais, com clima seco e semidesértico, a região atrai turistas do mundo inteiro todos os anos, graças às ilhas costeiras e à grande barreira de coral.

8 – Kebilli (Tunísia)

Crédito: IdealPhoto30/iStock A cidade de 18 mil habitantes registrou a temperatura mais alta de que se tem notícia na África, em 1931

A cidade localizada no sul da Tunísia e capital da província homônima já chegou a registrar picos de 55ºC. Também pudera, já que a região fica à beira de um oásis no deserto do Saara. Com cerca de 100 mil tamareiras, é um dos principais centros comerciais da região, sendo um local de grande relevância histórica. Esses dias muito quentes não afastam os seres humanos, que habitam a área há mais de 200 mil anos.

9 – Ghadamés (Líbia)

Crédito: Pascalou95/iStock   Mesquita berbere em Ghadames, na Líbia

A cidade de Ghadames (ou Ghadamés) é dividida entre nova e antiga. Ela é habitada por cerca de 15 mil pessoas e possui uma beleza impressionante. Ambas as regiões reservam temperaturas na casa dos 55°C. A zona antiga é rodeada por uma muralha e já foi considerada patrimônio Mundial da Unesco, além de possuir uma arquitetura resistente ao calor. E uma das principais atrações do local é o lago com água salgada que a circunda por cerca de 20 km, no distrito de Nalut, a sudoeste de Trípoli, próximo às fronteiras com a Argélia e a Tunísia.

10 – Sulaibiya (Kuwait)

Crédito: Reprodução/YouTube     Cidade fica a cerca de 30 quilômetros da capital do Kuwait

Em 2012, Sulaibiya,  a cerca de 30 quilômetros da capital do Kuwait, registrou uma temperatura de 53,8°C. A capital do país sofre constantes tempestades de areia, e a população também suporta temperatura constante na casa dos 45ºC e 47°C. A Cidade do Kuwait, a capital, é conhecida por sua arquitetura moderna, que inclui arranha-céus e as incríveis Kuwait Towers, torres que são caixas-d’água cujo design lembra as cúpulas em azulejos de uma mesquita clássica. Essas torres têm capacidade para 4500 metros cúbicos de água.

As Kuwait Towers

 

 

Fonte:

catracalivre.com.br

AS BRUXAS DA NOITE: AS AVIADORAS QUE ATERRORIZAVAM TROPAS NAZISTAS

Obra de Ritanna Armeni reconstrói a história das soviéticas que lutaram durante a Segunda Guerra

Aviadoras soviéticas, mais conhecidas como “bruxas da noite” – Divulgação

A Segunda Guerra Mundial foi um conflito de homens e mulheres. Nunca antes em toda a História tantas mulheres, em diferentes países, foram chamadas a contribuir com um esforço de guerra como entre os anos de 1939 e 1945. Elas ocuparam funções que antes eram consideradas masculinas, como engenheiras, supervisoras de produção e motoristas de caminhão, por exemplo, e também se alistaram nas Forças Armadas.

A obra As Bruxas da Noite, da jornalista e escritora italiana Ritanna Armeni, conta a história das aviadoras soviéticas que defenderam seu país durante a Segunda Guerra Mundial e foram responsáveis pelos bombardeios que atingiram e dizimaram tropas alemãs.

Recentemente lançada pela Editora Seoman, a obra reconstrói a trajetória das aviadoras do 588º Regimento de Bombardeio Aéreo Noturno Soviético, que, ao todo, realizaram mais de 23 mil vôos noturnos em 1100 noites de intensos ataques.

Para escrever sua narrativa, Ritanna Armeni entrevistou a última aviadora viva, Irina Rakobolskaja, hoje com 96 anos. A jornalista deixa bem claro em sua obra a importância dessas mulheres durante as batalhas contra o Terceiro Reich.

O apelido de Bruxas da Noite lhes foi atribuído pelos alemães, pois se sentiam ameaçados por essas mulheres. Elas sempre atacavam os nazistas durante a noite e com os motores desligados, com o intuito de não chamarem a atenção.

A função do 588º regimento era o de espalhar o pânico nas tropas alemãs, bombardeando suas linhas de defesa avançadas dentro da URSS, causando pânico e impossibilitando o descanso das tropas.

O bombardeio de assédio é uma tática psicológica, na qual, de modo imprevisto mas constante, fustiga-se o inimigo com bombas de baixa potência, imprimindo às tropas assediadas elevado estresse, baixando o moral e minando sua aptidão para a luta.

Esse regimento aéreo surgiu porque, durante a guerra, ficou evidente a necessidade de ampliar a força aérea soviética para impor alguma defesa contra a poderosa e soberana Luftwaffe (a Força Aérea Alemã), tendo as mulheres também sido incumbidas nessa função.

Grande parte da concepção do regimento aéreo feminino partiu dos esforços da Coronel Marina Raskova, uma aviadora russa com status de celebridade por seus trabalhos em aerodinâmica e na Zhukovsky Air Academy (Academia Aeronáutica Zhukovsky).

Marina Raskova, como tantas outras aviadoras, não sobreviveu à guerra, morrendo em 4 de janeiro de 1943 em um acidente aéreo às margens do rio Volga. Talvez o acidente tivesse sido evitado se o 588º regimento dispusesse de aviões mais modernos. Créditos: autoria desconhecida.

Raskova usou sua influência para persuadir Joseph Stalin, que concordou em criar três regimentos femininos na aviação soviética, emitindo a ordem de criação em 8 de outubro de 1941 e operando efetivamente a partir de 1942.

Cada regimento aéreo possuía cerca de 400 mulheres, todas marcadas pela coragem e voluntariedade de servir às Forças Armadas e tendo a maioria vinte e poucos anos de idade. O corpo militar era completamente formado por mulheres, seja pilotando, consertando, administrando ou comandando.

Devido à pressão exercida pelo exército alemão, o tempo de treinamento de aviadores e aviadoras foi reduzido de 4 anos para poucos meses.

As mulheres do 588º regimento voavam nos antiquados biplanos criados na década de 1920, os Polikarpov’s Po-2. Os Po-2 eram lentos, desconfortáveis, inflamáveis e presas fáceis para qualquer bateria antiaérea que os avistasse. Créditos: autoria desconhecida.

Para realizar suas funções, as aviadoras receberam os obsoletos Polikarpov’s Po-2, aviões criados em meados da década de 1920 e geralmente utilizados para o ensino de navegação aérea ou utilidade agrícola. A velocidade máxima do aparelho aéreo, mesmo embalado, não ultrapassaria os 150 km/h.

Os Polikarpov’s Po-2 eram construídos praticamente com madeira, lona e algum tecido, ficando incrivelmente suscetíveis a incêndios devido à sua composição altamente inflamável, onde apenas o motor era constituído de aço. Muitas vezes bastavam apenas alguns tiros para que os aviões se tornassem verdadeiros cometas desgovernados antes de se chocar contra o solo.

Além de lentíssimos, possuíam pouca capacidade de carga (aproximadamente 300 quilos), obrigando as aviadoras ao cumprimento de várias missões numa mesma noite, muitas vezes chegando a quase 20 incursões.

Em meio às desvantagens de se pilotar aeronaves tão antigas, surgiram algumas vantagens inesperadas. Uma de grande importância residia no fato de que os modernos caças da Luftwaffe possuíam a velocidade mínima bem superior à máxima dos Po-2, o que fazia com que os pilotos alemães, embora experientes, arriscassem a vida em manobras reprováveis por qualquer comando aéreo, sendo praticamente inúteis contra as Bruxas da Noite.

Focke-Wulf, versão Fw 190. Suas melhorias o tornariam, de acordo com especialistas, o melhor caça a pistão da guerra. Contudo, sua velocidade mínima praticamente o incapacitava para atacar os infames Polikarpov’s Po-2. Créditos: autoria desconhecida.

Outra vantagem dos Polikarpov’s Po-2 era a fácil tarefa de encontrar alvos terrestres para atacá-los com maior precisão. Esse fato se devia justamente à baixa velocidade e excelente manobrabilidade.

Ainda, as aviadoras realizavam voos em baixíssima altitude, deixando os alemães ainda mais perdidos sem saber onde se esconder

Mesmo com tamanha dedicação ofertada em prol da sobrevivência do estado soviético, o intransigente conservadorismo e o preconceito, sobretudo de gênero, permeava a sociedade soviética e prevaleceu, encerrando prematuramente a carreira das aviadoras.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, as Bruxas da Noite, assim como tantas outras mulheres, foram sumariamente desligadas das Forças Armadas, entrando a maioria no esquecimento e até sofrendo desprezo por parte da população.

As aviadoras também tiveram dificuldade em publicar suas memórias de guerra devido à forte censura do Estado liderado por Stalin, que retirava qualquer passagem tida como inapropriada à URSS.

Ritanna Armeni busca, então, reconstruir a história das Bruxas da Noite em seu livro, pois segundo a autora, a sociedade nunca deveria ter apagado da memória a luta dessas guerreiras.

 

 

 

Fontes:

aventurasnahistoria.uol.com.br

incrivelhistoria.com.br

 

Itália: conheça os dialetos e curiosidades do italiano

Engana-se quem pensa que o único idioma na Itália é o italiano. Apesar de ser a língua mais falada e mais popular no país europeu, hoje vamos mostrar que por lá o idioma italiano não é o único na tão multifacetada e fantástica bota.

Qual é o idioma oficial na Itália?

O idioma na Itália, oficialmente, é o italiano. Porém, a língua também é considerada oficial em San Marino, na Suíça e no Vaticano.

O italiano foi estabelecido como língua oficial na Itália e, depois de 1861, quando da unificação do país, foi imposta como obrigatória.

Quais outros idiomas se falam na Itália?

São 21 idiomas e dialetos falados no país além do italiano. Sim, mesmo que a gente tenha a ideia de que o idioma na Itália é um só, isso nos mostra, mais uma vez, que o mundo é muito maior do que se imagina.

Confira a lista dos idiomas e dialetos falados na Itália e as regiões onde se fala:

  • Vêneto – Veneza e Sardenha;
  • Sardo – Sardenha;
  • Friulano – Friul-Veneza Júlia;
  • Tirolês – Trento;
  • Occitano – Turim, Ligúria e Calábria;
  • Sassarese – Província de Sassari;
  • Corso gallurese – Província de Ólbia-Tempio e Província de Sassari;
  • Arberesh – Sul da Itália, Sicília, Calábria, Apúlia, Molisem Campânia, Basilicata e Abruzzo;
  • Francoprovençal – Turim, Aosta, Foggia  e Calábria;
  • Ladino-dolomita – Bolzano, Trento e Veneza;
  • Esloveno – Trieste, Gorizia e Udine;
  • Catalão – Sardenha;
  • Francês – Aosta;
  • Grego – Calábria e Apúlia;
  • Lígure tabarchino – Carloforte e Calasetta;
  • Bávaro – Trento;
  • Croata – Molise;
  • Carintiano – Udine;
  • Cárnico – Veneza;
  • Tirolês (pusterese) – Veneza;
  • Romaniska – Sardenha.

Mapa da Itália

Dialetos falados na Itália

Esses idiomas são oficiais?

Não, como explicado no início, o idioma oficial é o italiano. Porém, com uma formação social e étnica muito plural, praticamente cada região do país possui um dialeto ou idioma. De norte a sul, a Itália é uma colcha de retalhos e isso se deve à sua história de conquistas e invasões.

Porque existem tantos idiomas diferentes na Itália?

A história do país é rica e muito vasta, especialmente quando se trata de conquistas e invasões. Antes do Império Romano se estabelecer e se expandir por outras regiões da Itália e da Europa, diversas línguas e dialetos já eram falados na região. Daí a diversidade nesse aspecto.

Qual a origem da diversidade?

No passado, os territórios foram colonizados por diferentes povos e nações, como Espanha, França e o Império Austro-Húngaro. Apesar de unificados durante um período pelo Império Romano, é preciso levar em consideração que a Itália teve uma unificação tardia comparada a outros países do continente. Com início em 1815, o processo de unificação só foi finalizado em 1871.

O latim, por exemplo, sempre foi muito falado nos reinos que hoje compõem a Itália, especialmente no Vaticano. Por isso, o mais correto seria afirmar que todos os idiomas e dialetos falados no país derivam do latim e não do italiano.

É uma confusão, mas que faz todo o sentido quando você percebe que a história da Itália enquanto nação não é algo linear e retilíneo. Contou com diversos desdobramentos que resultaram, inevitavelmente, nessa pluralidade de línguas tão diferentes entre si, mas que possuem muito em comum.

Dicas para você aprender italiano

Se você quer aprender mais sobre a língua, é importante lembrar algumas dicas preciosas quando o assunto é aprender um novo idioma. NOTA: essas dicas servem pra estudar qualquer idioma.

A primeira dessas dicas é querer. Sim, parece básico, mas muito do aprender um novo idioma passa pelo querer.

É importante que você parta do começo. Aprenda o alfabeto, como se pronunciam as palavras, as formações silábicas e tente estabelecer conversas breves. Aquele famoso – “oi, tudo bem?” – pode sempre ser considerado um bom começo.

Assista filmes e séries em italiano

Além disso, outra coisa fundamental para se fazer é acostumar os ouvidos ao idioma. Ou seja, comece a assistir filmes italianos e tente colocar a legenda também em italiano. Você pode buscar por emissoras de rádio e TV do país europeu, como a RAI.

Algumas séries também podem ajudar. Uma delas é Suburra e, apesar de conter cenas de violência, mostra o italiano falado no dia a dia e pode ser uma mais-valia para você que quer aprender o idioma. Outra é Amiga Genial, da HBO, que mostra o dialeto falado em Nápoles.

Ouça música

Ouvir música também ajuda a montar uma lista com os principais vocabulários. Por exemplo, você ouve a música e vai traduzindo no Google Tradutor. Dessa maneira, o seu cérebro começa a se acostumar com o idioma, a forma como é falado e o contexto.

Você pode começar aprendendo a letra e significado do hino italiano.

Apps

Os aplicativos para celular também ajudam. O Duolingo é um deles e pode ser uma ajuda e tanto já que, além de gratuito, ele traz exercícios e pode ser instalado no seu smartphone.

Aulas

Claro, não dá pra prescindir das aulas com um professor.

Por último: um idioma se aprende todos os dias, por isso, pratique.

Buona fortuna!!

 

 

 

Fonte:

http://www.eurodicas.com.br

12 Previsões que os Jetsons acertaram

Lançado em 1962 e relançado com novos episódios em 1985, o clássico desenho animado “Os Jetsons” mostrava como seria a vida de uma família no futuro, com tudo que as modernidades do século 21 poderiam trazer. Bem, ainda falta um tanto até chegarmos à época retratada no desenho, mas muita coisa comum na rotina dos Jetsons já virou realidade em 2020. Sabe o seu relógio inteligente? Estava lá. Esteiras rolantes em todo lugar? Também. E robô que cuida de tudo na casa? Bem, ainda não chegamos a tanto, mas os aspiradores-robô já existem.

Veja algumas coisas que foram previstas e se tornaram realidade, de forma parcial ou total, logo abaixo.

Smartwatch

Era bastante comum para George, Jane ou outros adultos do desenho se comunicarem usando o seu relógio de pulso, que tinham funções muito mais complexas do que apenas mostrar as horas. Parece bastante familiar com os tão cobiçados smartwatches de hoje em dia, né? A função de videochamada ainda não tem nos modelos atuais, mas em breve, quem sabe?

Chamadas de vídeo

As próprias chamadas de vídeo pareciam algo incrivelmente tecnológico para quem assistia aos desenhos. Imagina só poder ver com quem você está falando? Hoje isso soa tão natural com as chamadas de vídeos de nossos celulares e computadores. Do Skype ao WhatsApp, vários programas têm essa funcionalidade.

TVs de tela plana

As televisões eram frequentemente mostradas no seriado, e mesmo que alguma delas parecesse muito com aparelhos de tubo, chama a atenção como eles previram a evolução tecnológica dos televisores ao mostrar telas planas e gigantes, como as que estão se popularizando atualmente.

Tablet

Em vez de abrir um jornal para saber as novidades, George Jetson se sentava diante de uma tela e lia as notícias. E vez ou outra essa tela trazia imagens em movimento. Um jeito bastante interativo de ler, como em um tablet! Será que ele também encontrava tempo para brigar com desconhecidos nas caixas de comentários?

Esteiras rolantes

Chamava bastante a atenção a ideia de existir uma esteira que levava você para lá e para cá, sem precisar gastar solas de sapato ao andar na rua. Em alguns lugares já encontramos isso, como em aeroportos e estações de metrô.

Câmaras de bronzeamento artificial

No futuro as pessoas —principalmente as ricas— teriam bem pouco tempo para tomar sol, por isso inventaram lugares próprios para que você se bronzeasse artificialmente. Só precisavam avisar o pessoal do seriado que pode ser perigoso recorrer a esse método, conforme estamos descobrindo no presente.

Viagens para a Lua

Segundo os Jetsons, ir para a Lua era como ir para a casa na praia. O menino Elroy ia quase sempre com seus colegas escoteiros. É curioso pensar que, quando o desenho foi lançado, a humanidade ainda não havia pisado na Lua, mas hoje em dia começa até mesmo a estudar a oferta de voos de turismo para o satélite. Você iria?

Máquina de comida instantânea

A ideia de chegar em casa, apertar um botão e um aparelho fazer uma comida rapidamente para a família toda era um sonho. Já experimentamos parte disso com as comidas pré-aquecidas e o forno microondas. Mas graças à tecnologia de impressoras orgânicas 3D, isso tem melhorado. Já existe até mesmo um restaurante dedicado à cozinha feita em máquinas como essas, como a rede Food Ink.

Assistente pessoal

No desenho, o pequeno Elroy tinha um computador que ajudava com o dever de casa, respondendo a perguntas matemáticas. Ele falava o problema e a máquina respondia. Hoje temos assistentes de voz como a Siri e Google Assistente, que também fazem isso, além de apps que podem solucionar problemas matemáticos usando a câmera do celular.

Esteira canina

Donos de cães sem tempo para se exercitar optam por usar esteiras caninas para ajudar a manter seus bichinhos ativos. Coisa que George fazia em companhia do seu cachorro, Astro.

Despertadores com comando de voz

George sofria nas mãos do seu despertador que insistia em acordá-lo. Era normal vê-lo discutir com o aparelho, que respondia a seus comandos de voz. Coisa que parecia algo inimaginável na década de 1960. Mas eles já existem!

Robô que limpa a casa

Rosie, a empregada robô da família, era muito mais do que apenas uma máquina de limpar o chão. Ela também cozinhava e ajudava os personagens a se vestirem. Em 2020 existe uma série de robôs de várias funções, inclusive os de limpar a casa, como a Rosie. Será que a a iRobot Roomba é tão eficiente ao tirar a poeira do chão quanto a empregada dos Jetsons?

 

 

 

 

Fonte:

uol.com.br/tilt/ Raphael Evangelista

Interpretação de Texto – como você está nessa?

Tenho notado, e a cada dia que passa com mais frequência, a grande dificuldade das pessoas em interpretar textos. E não são apenas os jovens, não – aqueles que, segundo o entendimento comum, não conseguem ler nada mais extenso que um tuíte. Isso ocorre em todas as idades… Por isso, para ajudar com essa dificuldade, trago este post com algumas dicas.

1. Leia mais (eu sei que é clichê, então vou te dar alternativas bacanas)

Algumas pessoas mais espertas do que eu diziam o seguinte sobre leitura:

  • Quem não lê mal ouve, mal fala, mal vê. (Monteiro Lobato)
  • O homem que não lê bons livros não tem nenhuma vantagem sobre o homem que não sabe ler. (Mark Twain)
  • Ler é beber e comer. O espírito que não lê emagrece como o corpo que não come. (Victor Hugo)

Se você quiser interpretar melhor, você deve ter O QUE INTERPRETAR. Sabe, não adianta ficar querendo tapar o sol com a peneira e pedir para divindades que tudo dê certo. Querer todo mundo quer. Você tem que ter seu algo a mais. Leia.

“Pô, LER MAIS? Odeio ler!”

Não, você não odeia LER. Talvez odeie ler os livros chatos que os professores da escola indicavam quando você era criança. Machado de Assis? Blergh! Olavo Bilac? Parnasiano aguado! Manuel Bandeira? Não, não, não, por favor!

Para fugir disso e melhorar sua interpretação de textos, leia o que você achar delicioso. Vou te mostrar algumas boas opções para fugir do lugar-comum.

Histórias em quadrinhos

Tem muita gente que aprendeu a ler com Turma da Mônica ou com os gibis da Disney. E soube interpretar desde cedo que o Cebolinha falava “elado” porque ele era uma criança ainda aprendendo a falar com mais dificuldades do que as outras crianças.

Sites de fofocas

Exemplo: Papel Pop: os sites de fofocas colocam duplo sentido em um milhão de textos, e isso é fantástico para você. Toda vez que você não entender alguma coisa, pergunte-se: o que será que o autor do texto quis dizer com isso? Você começa entendendo frases simples nesse tipo de site e acaba conseguindo interpretar textos em geral.  Isso é muito legal, né não?

Livros infantojuvenis com personagens maaaais ou menos infantis

Não é por acaso que Stranger Things é uma das séries originais da Netflix mais adoradas. Ela tem um ingrediente fascinante para qualquer pessoa de qualquer idade no mundo inteiro: crianças pré-adolescentes ou adolescentes enfrentando coisas mais fortes do que elas. E esse roteiro não é novo: existe em Harry Potter, Percy Jackson, Jogos Vorazes, Guerra dos Tronos (sim, lá estão o Jon, a Dany, a Arya, a Sansa, o Jofrey, o Bran…) porque todo mundo adora uma creepy child (criança esquisita), e os livros relacionados a elas são do tipo que você começa pela manhã e só termina quando chega à última página.

Letras de músicas

Você está a fim de decorar uma nova música? Pegue a letra dela, não tente decorar somente pela cantoria da pessoa. Além de treinar sua interpretação, você treinará sua memória (é mais fácil decorar uma letra entendendo o sentido dela).

2. Veja se o sentido faz sentido

Eu já ouvi um incontável número de pessoas cantando músicas que não condiziam com a letra original, trocando totalmente o sentido da coisa. Isso acontece por dois motivos simples:

  1. o som da música não permite que as pessoas entendam direito o que se fala; e
  2. ninguém interpreta o que está cantando.

Quer alguns exemplos?

O texto original fala:

Na madrugada a vitrola rolando um blues
Tocando B. B. King sem parar

Não faz sentido, em um contexto comum, rolar um blues na madrugada e trocar de biquíni sem parar ao mesmo tempo!

Outra:

O texto original fala:

Eu perguntava “Do you wanna dance?” (Você quer dançar?)

Faz sentido você estar em uma festinha, conhecer alguém e perguntar as coisas em holandês? Só na Holanda, né?

E há vááários outros exemplos! Amar a pé, amar a pé… (amar até, amar até); Ôh Macaco cidadão, macaco da civilização… (Ôh pacato cidadão); Leste, oeste solidão… (S.O.S. solidão); São tantas avenidas… (São tantas já vividas); e assim vai!

A dica que fica é: o que você interpretou não fez sentido? Então procure ENTENDER o que você ouviu! Fazendo isso, você conseguirá conectar os fatos muito melhor e até memorizar mais rápido.

Em Interpretação, as palavras não são soltas, então não as trate como se estivessem ali sozinhas. Eu vou repetir.

Em Interpretação, as palavras não são soltas, então não as trate como se estivessem ali sozinhas.

Você ouve “trocando” “de” “biquíni” “sem” “parar”. Só que, se você junta tudo isso, o troço não vai fazer sentido algum! Não trate as palavras como se elas fossem solitárias.

3. Pratique com frases de motivação

Frases de motivação são umas lindas.  Elas são ótimas professoras de interpretação. Veja os exemplos (logo abaixo, há os significados das frases, caso você ainda esteja com a interpretação em baixa):

Perfeição é uma palavra capciosa. Ela denota algo positivo, mas leva a resultados negativos. Não busque a perfeição. Busque os resultados. Seja real.

Essa frase é de George Eliot. O sr. Eliot mal saberia que muitos anos após sua morte, muitas pessoas falariam coisas como:

“Eu tenho filhos.”

“Eu tenho pais.”

“Sou muito magro.”

“Sou muito gordo.”

“Não gosto de português.”

“Nunca me dei bem em matemática.”

Todos os dias pessoas têm algum motivo sem noção para desistir (ou para não entrar em ação). A idade é um dos campeões do desculpismo.

A verdade, entretanto, é só uma: ficar na inércia é que não vai trazer resultados a ninguém.

Colonel Sanders chegou a pensar no suicídio aos 65 anos de idade. Quando começou a escrever sua carta de adeus, decidiu falar tudo o que faria diferente para que sua vida tivesse seguido o rumo que ele sempre quis. Ao invés de se matar, Sanders começou a vender sua própria receita de frango frito de porta em porta. Aos 88 anos, o fundador do Kentucky Fried Chicken (KFC), nos Estados Unidos, tornou-se um bilionário.

Basicamente: coloque a mão na massa!

Existem milhares de outras frases de motivação por aí. Faça uma por dia. E, claro, interprete cada uma delas.

4. Interprete as Coisas em sua Vida – E Reflita sobre O Que os Outros Falam

Existe um livro em inglês chamado Happy for No Reason (Feliz sem Ter Motivo), da autora Marci Shimoff. De acordo com Shimoff, existem as pessoas que não são felizes, existem as pessoas que são felizes por algum motivo (geralmente por estarem com outras pessoas) e existem as pessoas que são felizes sem ter motivo.

No primeiro caso, de acordo com a autora, as pessoas estão em um estágio de depressão profunda; no segundo caso, as pessoas estão felizes, mas, como estão felizes por um MOTIVO, esse motivo pode ser retirado delas; e no terceiro caso as pessoas são felizes apenas por ser (entretanto, poucas conseguem chegar lá).

Um dos casos em que as pessoas buscam a felicidade por um motivo (aquela que pode ser tirada delas) é o da má interpretação. A pessoa se martiriza internamente por uma frase que pegou fora de contexto, ou cria algum tipo de raiva por algo que ouviu falar por terceiros, e a infelicidade a encontra.

Por isso, interpretar o que ocorre em sua vida dentro de um contexto lógico te ajudará em muitos aspectos. Em 90% dos casos, você perceberá que não é pessoal, e isso não será problema seu. Nos outros 10% (se for pessoal), o problema também não é seu.

5. Aprenda Gramática Aplicada ao Texto, e Não Gramática Pura

Querendo ou não, interpretar textos também significa aprender a Língua Portuguesa. Saber qual é o sujeito, qual é o advérbio, qual é o objeto indireto poderá te salvar de várias situações ruins.

O lance é que a gramática pura (por si só) não te ajudará em basicamente nada se você não conseguir aplicá-la. E aprender gramática consiste no seguinte:

Certo? Depois de muito treino, você estará com a preparação em nível avançado na interpretação de textos.

Que vai lhe servir em concursos, em provas de recuperação, em vestibulares e… pra não passar vergonha nas redes sociais e na vida em comum!

 

 

 

 

 

Fonte:

esquemaria.com.br  – Carol Alvarenga

A Irlanda saiu de um conto de fadas

As fotos a seguir comprovam que esse país tem cenários que parecem ilustrações de livros ou efeitos especiais do cinema!

A Irlanda não é apenas um país com lindas ilhas, praias e fiordes, berço da cerveja Guinness e do grande escritor e poeta Oscar Wilde. A história e a cultura também impressionam e se veem refletidas em outras lindas paisagens. Lá, tudo respira magia e encantamento: cada castelo, cada muro, cada moinho e até mesmo cada caminho rural tem alguma lenda que acaba sendo transmitida de geração em geração.

Aparentemente, a natureza desta ‘ilha esmeralda’ foi criada para os amantes da solidão. O clima geralmente cinzento, com ventos frios até mesmo no verão, e a paisagem solitária e a natureza selvagem abraçados pelo Oceano Atlântico, impedem que a ilha fique lotada de turistas.

Mas quem decide conhecer esse lindo lugar não se arrepende. Quando o momento que vivemos hoje se encerrar e pudermos viajar novamente, recomendo uma visita à Irlanda. E poderá verificar pessoalmente se ela não parece mesmo algo saído dos contos de fadas!

O céu sobre as colinas.

Castelo de Doonagore.

O Castelo de Cashel foi residência dos reis Munster durante 7 séculos, antes da invasão da Normandia.

A Calçada do Gigante é uma área única com mais ou menos 40.000 colunas de basalto, resultado de uma erupção vulcânica.

Aurora boreal sobre as ruínas do Castelo de Dunluce.

Uma vista da costa.

A ponte de Glanworth, no Condado de Cork.

Um farol na costa de Lough Swilly.

O Castelo medieval de Ashford, nas costas de Lough Corrib e do Rïo Cong.

Ovelhas na Península Dingle.

Fiordes em Moher.

A ponte de cordas de Carrick-a-rede é uma ponte suspensa de cordas situada perto de Ballintoy, condado de Antrim

Ponte para as estrelas, em Wicklow.

 

 

 

Fonte:

incrivelclub.com

O Instant Ageless funciona?

Em dois minutos, Instantly Ageless reduz imediatamente a aparência de bolsas sob os olhos, linhas finas, rugas e poros, e o seu efeito dura entre 6 a 9 horas.

Ele é um micro-creme que diminui visivelmente os sinais de envelhecimento como: rugas, marcas de expressão, sulcos faciais, linhas finas e bolsas abaixo dos olhos.

(E todos aqueles sinais que se tenta esconder com a maquiagem, mas que não funciona!)

O EFEITO do creme é literalmente IMEDIATO!

É possível ver o resultado em aproximadamente 1 minuto e meio, e a pele vai ficar linda, jovem e sem marcas por cerca de 8 horas!!!

Ele pode ser usado no rosto, colo, pescoço e nas mãos (que é onde as marcas do envelhecimento aparecem primeiro!)

Além disso, se a pessoa tem a pele oleosa, pode ficar tranquila, pois o creme é 100% livre de óleo, e não vai deixar o rosto brilhando.

DICAS DE APLICAÇÃO PARA AS ÁREAS-ALVO:

E como o Ageless funciona, exatamente?

O princípio ativo do creme é um peptídeo chamado Argireline. Ele é que proporciona o efeito de Botox Instantâneo na pele! Além disso, ele contém sódio e sicalanato de Magnésio, que combinados na quantidade exata, retraem os poros da pele e diminuem as rugas.

Como usar?

É bem simples.Com a pele limpa, basta aplicar uma pequena quantidade na área desejada e dar leves batidinhas.Depois de fazer isso, é só aguardar a “mágica” acontecer! Pode usar um cronômetro e vai ver que a pele já fica diferente entre 1-3 minutos.

Lembrando que um único sache do Instantly Ageless é suficiente para em média 3 aplicações!

Veja no vídeo abaixo como aplicá-lo:

Para Quem Serve o Creme?

O Instant Ageless funciona para homens e mulheres com idade a partir de 25 anos. E vai funcionar para você em todas as situações abaixo:

➜ Se você tem bolsas embaixo dos olhos;

➜ Se você tem rugas e linhas de expressão;

➜ Se você tem o colo e pescoço marcado por linhas ou cicatrizes;

➜ Se você está percebendo os primeiros sinais de envelhecimento e quer disfarçá-los para uma ocasião especial;

➜ Se você tem alguma marca no rosto que te incomoda muito, e não consegue tirar;

➜ Se você não quer gastar dinheiro com cirurgias;

➜ Se você quer um método inteligente de ficar mais jovem!

Como Comprar?

O creme é vendido somente por canais autorizados. Isso garante a sua segurança em comprar o produto original.

A caixa do Instant Ageless vem com 25 ampolas. Se usado na quantidade correta, uma caixa de Ageless vai servir para no mínimo 50 aplicações.

Isso significa que a pessoa pode obter um efeito Cinderela, que dura entre 6 a 9 horas, gastando menos de R$ 15,00 a cada aplicação!

Adquira o seu aqui, e aproveite, junte-se à nossa família!

 

COMO FAZER UMA MAQUIAGEM PERFEITA COM PRIMER JEUNESSE

Você sabe como fazer uma maquiagem perfeita? Se você é apaixonada por maquiagem e não vive sem, vamos te ensinar o passo a passo para deixar a pele linda que resultará em uma maquiagem perfeita.

COMO FAZER UMA MAQUIAGEM PERFEITA – PASSO A PASSO

De acordo com o maquiador profissional Fernando Torquatto, para uma pele perfeita é preciso fazer uso de: primer, base, corretivo, pó e blush. Confira o passo a passo a seguir e como utilizar cada produto.

  • Primer facial: para uma pele de aparência saudável, aplique primeiro o primer. Em suma, a função do primer é fixar a maquiagem e deixar a pele muito mais vistosa.
  • Base: a base é utilizada para uniformizar a pele, e prefira as bases de alta definição. Elas garantem uma maior cobertura e luminosidade.
  • Corretivo: o corretivo deve ser utilizado na área dos olhos para corrigir olheiras ou iluminar a área. Além do queixo, centro da testa e nariz.
  • Pó: o pó deve ser utilizado para selar a pele, em geral, garante maior durabilidade da maquiagem. Você pode retocar durante o dia e eliminar aquele brilho indesejado de oleosidade.
  • Blush: para finalizar a maquiagem, o blush é utilizado para dar um rubor de saúde na pele e um ar de frescor. Prefira os de tonalidade pêssego, rosados ou o que mais combina com a sua cor de pele.

Para obter uma maquiagem perfeita, o contorno é essencial. Além, é claro, de utilizar produtos com boa qualidade e durabilidade. Confira na imagem abaixo como contornar cada tipo de rosto e saiba como fazer uma maquiagem perfeita.

O QUE É PRIMER E PARA QUE SERVE?

Em síntese, o primer é uma espécie de base incolor. Mas afinal, para que serve o primer? A função do primer é: reduzir os poros, atenuar linhas de expressão, uniformizar a pele. E, quando utilizado por baixo da maquiagem, aumenta a durabilidade dos produtos utilizados. Em geral, o primer prepara a pele para receber a base, deixando-a com um aspecto mais aveludada e naturalmente bonita.

A Jeunesse tem uma linha completa de maquiagem, NV.

Linha NV – Maquiagem Spray da Jeunesse com Células Tronco inclui:  um primerbase e bronzer perfeitos para a pele que lhe entregam um acabamento  invejável e profissional.

A linha de maquiagem NV da Jeunesse tem um Primer, uma Base (com 9 tons) e um Bronzer, todos em SPRAY, de fácil, rápida aplicação e são ótimos para a saúde da sua pele. Um dos grandes diferenciais da NV é que, além de serem produtos com ingredientes especiais,  ela possui a exclusiva Tecnologia APT200 da Jeunesse, que consiste em mais de 200 fatores de crescimento de células-tronco humanas adultas. Ou seja, enquanto você utiliza a linha NV sua pele está sendo tratada, reparada e rejuvenescida a nível celular!

CONHEÇA O PRIMER DA JEUNESSE!

O primer proporciona um efeito airbrush profissional em segundos, encobrindo imperfeições e oferecendo uma cobertura de efeito imediato. Confira a seguir, o antes e depois da aplicação do produto.

COMO USAR PRIMER DA JEUNESSE?

Quando usado de forma correta, o primer pode fazer milagres e ser um ótimo aliado. Além de garantir uma maquiagem perfeita, duradoura e super profissional.

Em primeiro lugar, é importante saber que o primer deve ser o primeiro produto a ser aplicado antes da base, pó ou corretivo. Todavia, é preciso preparar a pele antes de receber o produto. Siga o passo a passo a seguir e saiba como preparar a pele para maquiagem e como passar o primer corretamente.

Preparando a pele para maquiagem:

  • Passo 1: Lave bem o rosto e certifique-se que ele esteja bem limpo e livre de qualquer resíduo;
  • Passo 2: Tonifique a pele;
  • Passo 3: Hidrate o rosto.

É importante esperar cada passo secar antes de começar a aplicar os demais produtos.

1. PREPARE

Agite o produto por 5 segundos.

2. CORRIJA

Antes de aplicar a base em todo o rosto, para disfarçar imperfeições, aplique o produto no dorso da mão e deposite na pele com os dedos apenas nos lugares desejados.

3. APLIQUE

Feche os olhos, segure o frasco 20 centímetros do rosto e aplique uniformemente no rosto.

4. MISTURE

Aguarde 10 segundos e espalhe o produto para um acabamento impecável.

LEVE

Aplique uma vez sobre o rosto.

MÉDIO
Aplique duas vezes sobre o rosto.

COMPLETO
Aplique três vezes sobre o rosto.

E a base tem 9 tons diferentes:

PARA REMOVER: Remova com sabão, água e uma toalha de banho. Removedor de maquiagem e toalhetes também são eficazes.

Dê uma olhada no vídeo:

O NV pode ser removido facilmente das sobrancelhas, cílios e boca, porém, pode ser deixado para ser usado como primer para sombra de olho, batom nos lábios e pintura de sobrancelha.

Compre a Linha NV – Maquiagem Spray da Jeunesse em Nossa loja Oficial: Clique Aqui

 

 

 

 

Fontes:

belezainterativa.com

belezaejuventude.com

Jeunesse