Os 60 anos de James Bond no cinema!

No dia 5 de outubro de 1962 chegava aos cinemas britânicos o filme 007 contra o Satânico Dr. No, a primeira adaptação para as telonas dos best sellers de Ian Fleming, estrelada por um desconhecido escocês, Sean Connery. Nascia um fenômeno cultural que, seis décadas depois, ainda encanta diferentes gerações.

Detalhe do cartaz anunciando a estreia do filme

James Bond é um agente secreto fictício, também chamado pelo código 007, do serviço de espionagem britânico Secret Intelligence Service (SIS), conhecido como MI-6. O personagem foi criado pelo escritor Ian Fleming e teve sua primeira aparição em 13 de abril 1953, no livro Casino Royale.

O código 00 de Bond, 007 (no original sempre chamado de “double-o-seven”) lhe foi atribuído porque ele teve que matar dois adversários anteriormente. No segundo livro, Live and Let Die, o código 00 significa uma morte passada; somente no terceiro livro, Moonraker, é que o numeral 00 significa uma “licença para matar“.

CURIOSIDADES

  • A série de filmes do 007 criou vários ícones na cultura pop mundial, como a célebre frase com a qual ele se apresenta… “Bond, James Bond”. O curioso é que ele deve ser o único agente secreto que revela sua identidade logo de cara… 😂
  • Outro ícone é seu drinque favorito, “batidonão mexido“…

Que é o mais clássico, amado e requisitado drinque do mundo. Com sua receita simples e seu toque sofisticado, o Dry Martini tornou-se obrigatório em qualquer bar mais requintado.

O Dry Martini, segundo algumas teorias, foi inventado em 1911 pelo barman do Hotel Knickerbocker, de Nova York, Martini de Arma di Taggia, e é aristocrático em sua origem. Ele surgiu por exigência do magnata norte-americano John D. Rockefeller, que queria degustar um drink ao mesmo tempo simples e sofisticado. Barman experiente, Martini testou várias combinações até chegar a esta criação, que conquistou Rockefeller e os demais frequentadores do hotel, como o tenor Enrico Caruso. A partir daí, a combinação de gim, vermute e azeitona conquistou o mundo.

  • Durante os 60 anos de James Bond, o personagem foi interpretado por seis atores, sendo Roger Moore quem o interpretou por mais tempo, totalizando 7 filmes.
Pela ordem, do primeiro ao último ator (até agora…) e da esquerda para a direita: Sean Connery, George Lazenby, Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e Daniel Craig.
  • Um destaque sempre lembrado são as “bond girls“, atrizes bonitas que se tornam ou o interesse amoroso do espião, ou suas companheiras na luta contra os vilões. A estrela do mais recente filme de 007, Sem Tempo para Morrer, e o último com Daniel Craig, é Ana de Armas – estrela também de outros filmes, como Blonde.
  • Um dos pontos fortes e unânimes é a música de James Bond, com artistas pop de destaque. Abaixo, a minha lista das sete melhores canções, pela ordem de preferência.
  • Claro que não poderia faltar o tema de James Bond, de Monty Norman e John Barry.
  • Inicialmente, Ian Fleming queria que Roger Moore interpretasse James Bond, mas o ator não aceitou o papel pois já estava comprometido com a série de TV “O Santo”. Outros nomes cogitados foram o de Max Von SydowCary GrantTrevor Howard e Rex Harrison.
  • Sean Connery foi contratado após ter seu nome sugerido pela esposa do produtor Albert R. “Cubby” Broccoli, que o tinha visto atuar em Darby O’Gill And The Little People. Veja aqui mais informações sobre esse filme da Disney – onde Connery ainda está dentuço e até canta! Mas já usa peruca 😉
No Brasil, o filme foi batizado de A Lenda dos Anões Mágicos e está na plataforma de streaming Disney +
  • O homem que aparece na abertura de O Satânico Dr. No não era Sean Connery, e sim o seu dublê Bob Simmons. A explicação do criador das sequências de títulos, Maurice Binder, é épica: “Naquela época ninguém conhecia Sean Connery nem Bob Simmons, então que diferença faria?” 
  • Ian Fleming queria que seu primo, o ator Christopher Lee, fosse o intérprete do Dr. No. Lee terminou não sendo contratado para o papel, mas atuou em outro filme da série, 007 Contra O Homem Com A Pistola De Ouro como o vilão Scaramanga. Lee, para quem não sabe, foi o mais conhecido Drácula do cinema, além do inesquecível Saruman, de O Senhor dos Anéis.
  • A filial japonesa da United Artists cometeu um erro ao interpretar o título original do filme, acreditando que o filme se chamasse “Dr.? No!”. Com a gafe, vários cartazes com este título chegaram a ser produzidos, contendo ainda a seguinte tagline: “We don’t want a doctor”. O erro foi descoberto pouco antes do lançamento do filme nos cinemas japoneses.😒

Para saber mais detalhes sobre como James Bond foi criado, tem este meu post, onde conto que o personagem foi concebido… em Portugal! Ah, e os filmes de James Bond também têm seus momentos bizarros, alguns deles bem estilo Didi Mocó, dos Trapalhões… confira neste meu post.

Fontes:

jamesbondbrasil.com

Wikipedia

revistaadega.uol.com

Publicado por Julio

Uma pena eu não ter nascido herdeiro ou milionário. Pois tenho um grande potencial pra isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: