Em 1964, a imprensa disse sim ao golpe militar

Fonte: blog de Mário Magalhães

Há mais de 50 anos, o Brasil viveu uma virada política com a instauração do regime militar, que durou de 1 de abril de 1964 até 15 de março de 1985, sob comando de sucessivos governos militares. O blog de Mário Magalhães relembrou as primeiras páginas de jornais e capas de revistas publicadas nas horas quentes do princípio de abril de 1964:

“Mais do que informação, constituíam propaganda, notadamente a favor da deposição do presidente constitucional João Goulart.

Até onde alcança o conhecimento do blogueiro, as imagens configuram a mais extensa amostra (ficarei feliz se não for) do comportamento do jornalismo brasileiro meio século atrás. Trata-se de documento histórico, seja qual for a opinião sobre os acontecimentos.

Dos periódicos aqui reunidos, oriundos de cinco Estados, a maioria são jornais diários, alguns dos quais já não circulam, e dois são revistas hoje extintas.

Apenas três se pronunciaram em defesa da Constituição: ”Última Hora”, ”A Noite” e ”Diário Carioca”. Nos idos de 1964, os dois últimos não tinham muitos leitores.

Os outros, em diferentes tons, desfraldaram a bandeira golpista.

As fontes da garimpagem foram: Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional; Google News Newspaper Archive; sites e versões impressas de jornais; não menos importantes, blogs e sites, aos quais sou imensamente grato.

É muito provável que, quanto mais capas se somarem, maior seja a proporção das publicações que saudaram o movimento que pariu a ditadura de 21 anos.

Para não ser original e repetir uma expressão consagrada: em 1964, a imprensa disse sim ao golpe”.

O Globo (Rio), 2 de abril de  1964:”Empossado Mazzilli na Presidência”.
Título do editorial: ”Ressurge a democracia!”

O Dia, 3 de abril de 1964: ”Fabulosa demonstração de repulsa ao comunismo”.

Jango chegou ao Rio Grande do Sul no dia 2. De lá, iria para o Uruguai. ”O Dia”: ‘‘Jango asilado no Paraguai!”.



Jornal do Brasil (Rio), 1º de abril de 1964: ”S. Paulo adere a Minas e anuncia marcha ao Rio contra Goulart”.

”’Gorilas’ [pró-Jango] invadem o JB.”

Folha de S. Paulo, 2 de abril de 1964: ”Congresso declara Presidência vaga: Mazzilli assume”.

”Papel picado comemorou a ‘renúncia’ de João Goulart.”

A Noite (Rio), 1º de abril de 1964: ”Povo e governo superam a sublevação”.

Contrário ao golpe, jornal aposta no triunfo de Jango.

Diário de Piracicaba (SP), 2 de abril de 1964: ”Cessadas as operações militares: A calma volta a reinar no país”.

No dia seguinte: ”Relação de deputados que poderão ser enquadrados: Comunistas ou ligações com o comunismo”.

Diário de Pernambuco, 2 de abril de 1964: ”Jango sai de Brasília rumo a Porto Alegre ou exterior: posse de Mazilli”.

Governador constitucional Miguel Arraes, vestido de branco no Fusca, é preso e cassado.

Última Hora, 2 de abril de 1964: ”Jango no Rio Grande e Mazzilli empossado”.

Jogando a toalha: ”Jango dispensa o sacrifício dos gaúchos”.

O Estado de S. Paulo, 2 de abril de 1964: ”Vitorioso o movimento democrático”.

É a contracapa, porque a primeira página, era o padrão, só tinha notícias do exterior.

O Cruzeiro, 10 de abril de 1964: ”Edição histórica da Revolução”.

Revista celebra um herói da ”Revolução”, o governador de Minas, Magalhães Pinto, um dos artífices do golpe.

Fatos & Fotos, abril de 1964 (data não identificada): ”A grande rebelião”.

Uma revista em júbilo.

Diário da Noite (São Paulo), 2 de abril de 1964: ”Ranieri Mazzilli é o presidente”.

O jornal dos Diários Associados trata a nova ordem como ”legalidade”

Diário Carioca, 1º de abril de 1964: ”Guarnições do I Exército marcham para sufocar rebelião em Minas Gerais”.

O jornal defendeu a Constituição.

Correio da Manhã (Rio), 1º de abril de 1964: ”(?) Estados já em rebelião contra JG”.

Editorial clama pela deposição de João Goulart: ”Fora!”.

Diário de Notícias (Rio), 2 de abril de 1964: ”Marinha caça Goulart”.

”Ibrahim Sued informa: É o fim do comunismo no Brasil.”


Publicado por Julio

Uma pena eu não ter nascido herdeiro ou milionário. Pois tenho um grande potencial pra isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: