Encontrado diário de explorador da Antártica um século depois

Hoje, não temos mais áreas em branco no mapa, e nem cadeias de montanhas a mapear. A Terra está cercada de satélites que vasculham o cantinho mais escondido que houver.

Mas esta história é daqueles tempos heroicos em que o planeta era repleto de locais inexplorados e apenas os mais audazes e corajosos se aventuravam nessas perigosas expedições, desbravando o mundo. Nomes como Edmund Hillary, o primeiro a chegar ao topo do Everest, em 1953. Ou Hiram Bingham, que descobriu Machu Picchu no Peru em 1911, ou ainda o Coronel Percy Harrison Fawcett, um famoso arqueólogo britânico que desapareceu em 1925 ao organizar uma expedição para procurar por uma civilização perdida na Serra do Roncador, em  Mato Grosso.

Vamos contar a história de uma dessas aventuras, a Expedição Terra Nova!

A Expedição Terra Nova (1910–1913), oficialmente chamada de Expedição Britânica—Antárctica de 1910, foi liderada por Robert Falcon Scott com o objetivo de ser o primeiro a atingir o Polo Sul. Scott e quatro companheiros chegaram ao Polo a 17 de Janeiro de 1912, e verificaram que um grupo norueguês, liderado por Roald Amundsen, já tinha estado lá no dia 14 de Dezembro do ano anterior. Scott, e os outros quatro membros, acabariam por perder a vida na viagem de regresso do Polo.

Scott, na ponta da mesa, celebra seu aniversário no navio que o levou até o Polo, seis meses antes de sua jornada no gelo.

O navio Terra Nova

Algumas fotos tiradas durante a expedição, que tinha outros objetivos além de “garantir ao Império Britânico a honra de serem os primeiros a alcançar o Polo Sul”. Havia uma série de experimentos científicos e estudos geográficos programados.

4789356422_a6c6e50205_b-1

lrc35-1

oifocjk

ponting_1911_dog_listening_to_gramophone_antartica-1

Abaixo, o percurso que eles fizeram e os locais onde acabaram falecendo, seja por escorbuto, queimaduras causadas pelo frio extremo e má nutrição, além das condições atmosféricas adversas. A última entrada no diário de Scott, que foi encontrado mais tarde pelas equipes de resgate, dizia:

“Todos os dias estivemos preparados para ir para o depósito 18 km dali, mas fora da tenda continua um cenário de tempestade. Penso que já não podemos esperar por algo melhor. Vamos ficar até ao fim, mas estamos cada vez mais fracos, claro, e o fim deve estar próximo. É pena, mas acho que não consigo escrever mais. R. Scott. Pelo amor de Deus, olhem pelos nossos.”

1024px-Antarctic_expedition_map_(Amundsen_-_Scott)-en.svg

Pois bem, recentemente foi encontrado o diário de um membro da expedição, George Levick, que ficou na base de Terra Nova e não seguiu com o grupo do capitão. Ele e outros companheiros viajaram ao longo da costa para realizarem observações científicas, mas acabaram ficaram retidos muito tempo na base por causa das tempestades. Eles, mesmo assim, sobreviveram comendo o que encontravam, incluindo pinguins e focas.

23out2014---o-diario-do-explorador-george-murray-levick-foi-enviado-para-a-instituicao-antartic-heritage-trust-na-nova-zelandia-onde-uma-especialista-trabalhou-durante-dez-dias-para-separar-e-reparar-1414121192397_615x470

Apesar dos danos sofridos após um século enterrado sob o gelo (e degelo), o diário de Levick ainda é legível. As páginas do diário foram enviadas à Nova Zelândia para tratamento e nova encadernação, sendo devolvidas à Antártica, onde algumas organizações trabalham para preservar cinco locais utilizados pelos exploradores da expedição de Scott.

Após sobreviver à Antártica, Levick participou da sangrenta batalha de Galípoli, durante a I Guerra Mundial, e trabalhou para a Inteligência Militar britânica na II Guerra Mundial, falecendo de causas naturais em 1956.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Encontrado diário de explorador da Antártica um século depois

  1. E você Julio, um explorador de coisas interessantíssimas e inusitadas! Fiquei imaginando a emoção da releitura desse diário. Que aventura!
    Um grande abraço,.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s