Drone português dá vexame na estreia e mergulha no mar

Filme na internet faz sucesso ao registrar o voo desastrado do aparelho diretamente para a água diante da presença das autoridades da Marinha.

LISBOA – O lançamento do primeiro drone produzido em Portugal terminou embaixo d’água. O aparelho lançado por um fuzileiro da marinha nem chegou a voar, caindo diretamente no mar. A Marinha portuguesa atribuiu o fracasso a um erro de lançamento.

Na segunda tentativa, o drone vou por alguns minutos e, segundo as autoridades, “cumpriu o plano de voo previamente definido pelo centro de operações”. 

O ministro da Defesa de Portugal elogiou o projeto de desenvolvimento do aparelho não tripulado da Marinha, em parceria com a empresa tecnológica portuguesa Tekever.

A apresentação do drone português foi na base naval do Alfeite, na semana passada. A cerimônia foi acompanhada pelo ministro da defesa José Pedro Aguiar Brancoe pelo chefe do Estado-Maior da Marinha, almirante Macieira Fragos.

A notícia no jornal “Correio da Manhã”

O ministro declarou que o drone “vai ser altamente eficaz nas missões que a Marinha tem de cumprir”. O aparelho poderá ser utilizado em missões de busca e salvamento, fiscalização da atividade pesqueira, apoio ao combate à poluição e à segurança marítima.

Apesar do sucesso na segunda tentativa, o filme que faz sucesso no youtube é o do primeiro lançamento, quando o drone faz um mergulho diante da observação atenta das autoridades.

 

Nossos irmãos de Portugal tinham que aprender conosco como conduzir um drone com sucesso:

(notícia de 8 de abril)

A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) realiza nesta segunda-feira uma operação pente-fino no Centro de Detenção Penitenciária (CDP) de São José dos Campos. A revista, que está sendo feita desde as 8 horas, pelo Grupo de Intervenção Rápida (GIR), tem o objetivo de apreender celulares ou drogas que estariam em um pacote lançado por um drone dentro do presídio na manhã de ontem.

Os agentes penitenciários flagraram, na manhã deste domingo, 6, um drone lançando um pacote em um dos pátios do presídio. Os agentes chegaram a disparar contra o drone, mas o aparelho, movido a controle remoto, não foi derrubado após ter feito o lançamento.

O caso ocorreu às 9h45, em pleno horário de visitas, que foram suspensas por questões de segurança. Os visitantes que estavam no interior do presídio foram retirados, e os que estavam do lado de fora não puderam entrar para visitar parentes.

Na manhã desta segunda, uma equipe do GIR, com cerca de 40 homens, foi acionada para fazer a revista na tentativa de recuperar o conteúdo do pacote lançado pelo drone. Esta foi a segunda vez, em menos de 30 dias, que um drone foi usado introduzir objetos no mesmo presídio. Em 27 de fevereiro, um mini-helicóptero conseguiu lançar um pacote num dos pavilhões. Em revista no pavilhão, os agentes apreenderam cerca de 250 gramas de cocaína.

 

Fonte:

http://economia.estadao.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s