O 1º de abril na música, em 1965…

No dia 1º de abril, muitas pessoas pregam peças nos amigos e contam mentiras. No mundo da música não é muito diferente, seja de forma intencional ou não. E aí, todo mundo cai na “pegadinha”, os fãs, os músicos, os radialistas e, inclusive, a gravadora.

Dentre os inúmeros casos desse tipo de pegadinha e envolvendo o mais famoso grupo da história, os Beatles, o mais conhecido surgiu em 1967, sobre um acidente de carro que teria vitimado fatalmente ninguém menos que Sir Paul McCartney. Com evidências encontradas nas capas do disco, letras de música e outras fontes, a lenda se fortaleceu ao longo dos anos e há quem defenda que o Paul que conhecemos hoje é, na verdade, um sósia do lendário baixista.

O acidente de fato ocorreu e a única vítima fatal foi um dente da frente… Substituído prontamente por uma prótese. No vídeo abaixo, gravado logo depois do acidente para promover o lançamento de “Rain” nos Estados Unidos, podemos ver o “remendo” feito às pressas para a gravação (veja em 0:44). Eles achavam que, mesmo precário, esse remendo era melhor do que mostrar o Paul banguelão.

Esse não tinha sido o único “primeiro de abril” envolvendo os Beatles. Dois anos antes, em 1965, surgiu uma gravação nas rádios que todo mundo achava ser o novo lançamento do grupo de Liverpool. Naquela altura, o auge da “beatlemania”, o grupo tinha acabado de voltar de sua segunda e bem sucedida tour pela América do Norte e seus membros haviam tirado férias de dois meses antes de gravar seu próximo álbum, “Rubber Soul”.

Folheto com a data e local de todos os shows dessa turnê.

Então, todos os radialistas ficaram alvoroçados ao receber um disco para promover, chamado “Lies”, do desconhecido grupo The Knickerbockers. Eles apostavam, pela sonoridade, que era um novo lançamento dos Beatles que, por conta de seu lado brincalhão, resolveram usar esse “pseudônimo”. O ritmo contagiante era igual a outros sucessos do grupo, e a voz de John Lennon estava lá, inconfundível. Claro que eram os Beatles! Eles estavam de férias, mas para não deixar os fãs sedentos até o próximo álbum, enviaram esse petisco para adoçar a boca de todo mundo.

Lies:  The Knickerbockers

Ao contrário do que todos pensaram, aquele som não viera de Abbey Road, mas de New Jersey, nos Estados Unidos… Os Knickerbockers existiam de verdade e faziam covers de cantores e duplas famosas nos clubes onde tocavam. O que impressionava a plateia é que eles conseguiam imitar quem quer que estivesse fazendo sucesso na época. Quando os membros do grupo souberam que Lennon e McCartney escreviam suas próprias músicas, decidiram compor uma, e saiu “Lies” – que se tornou a mais pedida em seus shows de covers.

O resto é história: um produtor os ouviu, levou-os para gravar, a gravadora sacou que o som era igual dos Beatles e, por baixo do pano, começaram a promover a música como “a faixa perdida dos Beatles”. Até que a canção fez sucesso nos Estados Unidos, mas depois dela o grupo desapareceu. E até hoje, muita gente ainda acredita que “Lies” é a “faixa perdida”… Confira (ouvindo de olhos fechados):

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s