Atualidades, Curiosidades, Novidades

Brazilian Fruits

Os estrangeiros sempre foram fascinados pela diversidade de frutas encontradas no Brasil. A ilustração abaixo é de Albert Eckhout, artista plástico e botânico holandês. Ele chegou ao Nordeste do Brasil em 1637, na comitiva do príncipe Maurício de Nassau, onde permaneceu até 1644. A sua missão como pintor era a de registrar a paisagem brasileira. Muitas de suas pinturas ajudaram a Europa a ter uma ideia do Novo Mundo.  Em terras da Nova Holanda, como eles chamavam o norte e nordeste brasileiros, retratou os habitantes, a fauna e a flora com riqueza de detalhes.

Algumas dessas centenas de frutas nós aqui do Sul e Sudeste conhecemos bem, como açaí, que tem 100 vezes mais vitamina C do que a laranja, ou a goiaba, rica em vitaminas A, B e C. Sem falar no caju, na jabuticaba, na graviola, na jaca (argh!), maracujá, cacau, caqui, carambola, pitanga…

Mas quando você acha que já conhece muita coisa, dá de cara com frutas assim:

Buriti

 O óleo de Buriti aumenta a elasticidade e diminui o ressecamento da pele exposta à radiação solar.

Araticum

Também conhecida em algumas regiões como fruta-da-condessa, dizem que é ainda mais saborosa do que a fruta-do-conde. Além do consumo in natura, são inúmeras as receitas de doces e bebidas que levam o sabor perfumado e forte de sua polpa, acrescida, muitas vezes, pelos sabores de outras frutas: batidas, licores, refrescos, bolachas, bolos, sorvetes, cremes, geléias, gelatinas, compotas, quindim, docinhos, doces-de-coco, doces-de-leite, etc.

Abiú

Abiú vem do tupi-guarani e significa “Fruta com ponta”.  A forma da fruta difere bastante de uma variedade para outra, podendo ocorrer frutos inteiramente redondos, ovais e mesmo alongados,  todos eles do tamanho aproximado de um ovo grande de galinha ou de pata.  A polpa branca é  muito doce, e envolve de uma a quatro sementes lisas e pretas. Pode ser consumida ao natural ou como geléia. Como fruta fresca, deve ser consumida exclusivamente quando estiver bem madura e amarela, pois, do contrário, sua casca libera um leite branco e viscoso que adere aos lábios, provocando uma sensação bastante desagradável.

Pequi

Seu forte gosto e perfume penetrante ficam na língua  por horas. Se o desavisado mordê-lo, aí então é que nunca mais vai esquecê-lo. Com o pequi não tem meio termo: ou se ama ou se odeia. O fruto é utilizado das mais variadas formas: cozido, no arroz, no frango, com macarrão, com peixe, com carnes, no leite, e na forma de um dos mais afamados licores de Goiás. Seu grande atrativo, além do sabor, são os cristais que se formam na garrafa, que dizem, são afrodisíacos.

Seriguela

A seriguela é uma fruta pequena e de formato oval que lembra bastante o cajá. Pode ser encontrada mais facilmente na região Nordeste do Brasil, possui gosto bastante adocicado e ao amadurecer assume uma cor laranja-avermelhado ou amarelo. Além do consumo in-natura, a fruta pode ser usada em sucos e fica muito bem com vodka e gelo, a famosa (pelo menos na Bahia) Sirigueloska.

Feijoa

Também conhecida como goiaba-serrana, tem polpa clara e gelatinosa de cor creme. A feijoa tem um formato oval com a casca rugosa. Possui um delicado sabor doce e um aroma que lembra o do abacaxi. A fruta pode ser utilizada na culinária, no preparo de sucos, sorvetes , sobremesas, saladas, coquetéis e em diversos tipos de doces. A feijoa contém um importante regenerador conhecido como Alfa 3, que contribui para a oxigenação do sangue e das células.

Cagaita

Essa frutinha, abundante no cerrado, é porreta. A planta pode ter fim ornamental; sua casca, empregada na indústria do curtume e o fruto, utilizado como alimento com importantes características funcionais. A cagaita é um fruto globoso, levemente ácido, de sabor agradável, com coloração amarelo pálido.  O fruto in natura serve de matéria prima para sorvetes, geleias, infusões, sucos, bolos, balas, pães e compotas. A polpa da cagaita pode ser armazenada congelada por até um ano, sem perdas de suas propriedades nutricionais. Quando fermentado, pode ser empregado na produção de vinagre e álcool.

E tem muito, muito mais…

Anúncios

2 comentários em “Brazilian Fruits”

  1. Excelente postagem! A seriguela eu já conheço, se consome muito aqui em Pernambuco, o pessoal até vende de saquinho na praia! É bem doce com um fundo leve azedinho, é muito bom! Fruta é tudo de bom!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s