Motos voadoras e robôs são as novas armas da polícia de Dubai

Combater o crime está perto de se tornar um trabalho muito mais futurista para a polícia de Dubai, nos Emirados Árabes. Os policiais em breve farão suas patrulhas montados em hoverbikes, uma espécie de cruzamento entre uma moto e um drone. O anúncio foi realizado durante um evento de tecnologia que é realizado anualmente no Dubai World Trade Center.

Quem assistiu ao filme “O Retorno do Jedi”, da saga Star Wars, vai se lembrar das motos voadoras zunindo em alta velocidade pela floresta. Pois bem, elas se tornaram realidade…

As speeder-bikes de Star Wars.

Até o nome das motos voadoras de Dubai é legal. O Hoversurf Scorpion-3 foi apresentado ao mundo por uma startup russa. Ele é movido por energia elétrica, com autonomia de voo de 25 minutos. Está em fase de testes pela polícia de Dubai para definir as melhores situações em que ela pode ser empregada, como no acesso às áreas em que veículos terrestres não chegam ou para atender emergências em vias com trânsito.

De acordo com o CEO da Hoversurf, Alexander Atamanov, a moto-drone pode chegar a até 28,5 metros de altitude. Por questão de segurança, porém, os policiais voarão a apenas cinco metros acima do solo. (só acho que eles vão ter que cobrir as hélices com alguma proteção, uma espécie de para-lamas…)

As motos devem, em breve, dividir o espaço aéreo de Dubai com outro drone para passageiros. Trata-se do Ehang 184, uma espécie de Hover-Taxi que atua como um veículo voador autônomo, e que chega até a 300 metros de altitude e velocidade de até 100 km/h, com autonomia de voo de meia hora. Também em fase de testes, ele levantou voo pela primeira vez em julho do ano passado. A expectativa é que até 2030, 25% do transporte da cidade será por meio desses táxis voadores, que serão controlados por uma central (como no metrô), já que cada veículo é operado remotamente, pois são automáticos.

As novidades tecnológicas da maior cidade dos Emirados Árabes não param por aí. Além de sobrevoar a cidade, os policiais de Dubai em breve vão contar com ajudantes robôs.

Espalhados pela cidade, os robocops da vida real são equipados com um sensor de reconhecimento facial para identificar criminosos a até 20 metros de distância, além de uma tela sensível ao toque no peito e microfone, possibilitando a qualquer um o contato rápido com a polícia ou pagar multas de trânsito, por exemplo. O projeto também visa o ano de 2030, quando devem formar até um quarto da força policial da cidade.

Parece coisa de ficção-científica, mas, em Dubai, essas coisas são possíveis. Por exemplo, eles têm os melhores e mais velozes carros de polícia do mundo…

 

 

 

 

Fontes:

Galileu

Hooversurf

O dia em que Frank Sinatra quase foi “Dirty Harry”

Imaginem se Frank Sinatra fosse Harry, o Sujo.

oneill10_ph3

Frank Sinatra

Harry “Dirty” Callahan ou “Dirty Harry” (traduzido no Brasil para Harry, O Sujo) se tornou um dos personagens mais famosos de Clint Eastwood, a ponto de se confundir, durante algum tempo, a personalidade fictícia com a persona real do ator.

Harry não tem fama de durão à toa: tem como companheira a sua arma, uma Magnum 44, pois diz que ela é boa para atravessar com balas os vidros de carros em fuga.

Também é muito citada a sua frase “Go ahead, make my day” que ele disse em Impacto Fulminante, outra das sequências do primeiro filme, quando se dirigia a um bandido. Em tradução livre, seria: “Vá em frente, me faça ganhar o dia!”, o que significa dizer algo como:”Reaja e deixe-me feliz por dar-me um motivo para crivá-lo de balas”.

A imagem acima poderia ser totalmente diferente se Frank Sinatra tivesse conseguido o papel. O estúdio já havia escolhido o cantor/ator para interpretar o policial de San Francisco, e os produtores estavam tão confiantes que tudo iria dar certo que publicaram um anúncio em jornais e revistas anunciando o futuro lançamento.

Eles só não contavam que Frank sofresse um acidente durante as filmagens de outra produção e quebrasse o pulso. Clint Eastwood tinha visto antes o primeiro roteiro, mas como não era ainda tão famoso, eles preferiram consultar outros superstars para o papel.

  

John Wayne ficou p* da vida e recusou o papel, porque não gostou que lhe oferecessem “algo que Sinatra não quis”. Robert Mitchum também recusou, porque disse que “aquele roteiro não era nada mais do que monte de lixo”. E Burt Lancaster desistiu, dizendo que não concordava com a violência do filme.

Aí, os produtores foram conversar de novo com Clint Eastwood, perguntando se ele ainda estava interessado. O resto é história…

Leia, Solo, Vader: saiba a origem de nomes dos personagens de “Star Wars”

 

A saga “Star Wars” nunca foi tão popular quanto atualmente. A caminho de se tornar o filme mais visto da história do cinema, o sétimo episódio tem despertado o interesse de fãs e não-fãs por tudo que se relaciona à sua produção. E um dos temas mais curiosos é a origem dos nomes de seus principais personagens.

O site de línguas “Babbel” fez um glossário com a origem e a etimologia de nomes de personagens. Confira algumas curiosidades:

maxresdefault (1)

Chewbacca – O copiloto de Han Solo e braço direito do contrabandista espacial foi inspirado no cachorro de George Lucas, o criador da franquia. O animal, da raça Malamute, do Alasca, se chamava Indiana, nome que pode ter dado origem mais tarde ao aventureiro Indiana Jones. Já em relação à origem do nome do wookie favorito da série, acredita-se que está relacionada com a palavra cachorro em russo.

Darth-Vader_6bda9114

Darth Vader – A hipótese mais aceita sobre o nome do vilão mais famoso de “Star Wars” seria a de “Dark Father”, já que “Darth” é parecido com “dark” e “Vader” em holandês significa “pai”. Mesmo assim, o próprio George Lucas teria afirmado que o nome surgiu da combinação entre as expressões “death water” e “dark father”.

Han Solo – A origem do nome do famoso contrabandista espacial e piloto da potente nave Millenium Falcon surge de Han, uma forma arcaica de John, e de Solo, como o sobrenome de Napoleon Solo, da série de televisão da década de 1960 “The Man From U.N.C.L.E”.

ObiWanNewHope

Obi Wan-Kenobi – Um dos jedis mais importantes da saga teve seu nome influenciado pelos filmes de Kurosawa. Em japonês, “obi” é a faixa que prende o quimono, “ken” é “espada” e “wan” se parece com o termo “san”.

Ordre_Jedi_protecteurs_1.1

Jedi – Por falar em “jedi”, a palavra Jedi, que define os cavaleiros do lado bom da Força, pode ter várias origens. Uma delas provém dos lordes de Barsoom do livro de Edgar Rice Burroughs, conhecidos por Jed Jeddark. Outra teoria é que o nome teria se inspirado nos filmes de Akira Kurosawa, já que o tipo de roupa usado pelos seus personagens se chama “jidaigeki”.

AP FILM FIVE MOST A FILE ENT ZZZ

Luke Skywalker – O nome de um dos protagonistas mais importantes da franquia é derivado do grego “Loukas”, similar a “Leukos”, que significa luz. Essa hipótese é bem aceita pelos fãs de “Star Wars”, pelo fato do personagem lutar contra o lado negro da Força. O nome também teria uma grande ligação com o sobrenome de George Lucas. Já Skywalker, traduzido do inglês, significa “peregrino do céu”.

Yoda – A origem do nome do mestre jedi mais poderoso de todos (pegando carona com Luke na imagem acima) não é muito certa, mas duas teorias existem sobre ela. O nome poderia ter sido influenciado pelas palavras “yoddha”, que em sânscrito significa “guerreiro”, ou yodea, que em hebreu é “aquele que sabe”.

princesa-leia-original

Princesa Leia Organa – A princesa e uma das líderes rebeldes contra o Império tem um nome que lembra muito o da princesa Dejah Thoris (que se pronuncia Déia Tóris), do clássico de Edgar Rice Burroughs, “John Carter of Mars”, da década de 1930. Já Organa seria uma referência à escolha da personagem de ficar do lado natural e orgânico da Força.

 

A saga começou na década de 1970, quando o então desconhecido George Lucas escreveu um roteiro para seis horas de filme. Após ter o trabalho rejeitado, ele dividiu a peça em seis episódios e conseguiu aval para produzir os três últimos. O filme “Star Wars” foi lançado em 25 de maio de 1977 e conquistou a maior bilheteria do ano: $775,3 milhões de dólares. A partir de então, Lucas produziu os demais episódios e tornou-se um dos mais respeitados empreendedores de Hollywood. Atualmente, a saga já rendeu mais de $20 bilhões de dólares e tem fôlego para muito mais, sob o comando da Disney.

Vamos aguardar os próximos episódios!

cena-do-novo-star-wars-episodio-vii---o-despertar-da-forca-do-diretor-j-j-abrams-1417202987241_715x500

Confira o calendário com algumas das maiores estreias do cinema em 2016

Para você que gosta de cinema, segue uma lista das grandes estreias do ano que se inicia. Fique atento, reserve espaço na sua agenda, e grana em seu bolso. Há muita coisa boa vindo por aí, como Batman Vs. Superman, Capitão América 3, Independence Day 2, Kung Fu Panda 3, Star Trek 3, entre outros!

4 de fevereiro: O Regresso (The Revenant, 2015)
No século 19, o explorador Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) comanda uma ação no rio Missouri, EUA. No local ele acaba sendo atacado por um urso e seu filho morre. Em vez de ajudarem, os trabalhadores que o acompanhavam o deixam à própria sorte. Para a surpresa do grupo, o explorador sobreviveu e ele está sedento por vingança. O Leo di Caprio é uma grande aposta para receber o Oscar de melhor ator por seu desempenho nesse filme.

11 de fevereiro: Deadpool (Idem, 2016)
O mercenário Wade Wilson (Ryan Reynolds) é um anti-herói do universo Marvel, conhecido como Deadpool. Depois de ser submetido a um experimento para ganhar fator de cura, o mercenário tagarela, armado com suas habilidades e um senso de humor negro, vai atrás do homem que quase destruiu sua vida.

18 de fevereiro: Zootopia – Essa Cidade é o Bicho (Zootopia, 2016) – animação da Disney
Habitante de Zootopia, Nick Wilde, uma raposa falastrona, é acusada por um crime que não cometeu e foge. A melhor policial da cidade, uma coelha, segue seu rastro implacavelmente determinada a fazer justiça, mas os dois inimigos acabam se unindo ao se verem vítimas de uma grande conspiração. Outra grande aposta do ano, desta vez da Disney.

3 de março: Kung Fu Panda 3 (Idem, 2016)
O desajeitado urso panda Po (dublado originalmente por Jack Black), segue sua jornada ao lado do mestre Shifu (Dustin Hoffman), Tigresa (Angelina Jolie), Macaco (Jackie Chan), Víbora (Lucy Liu) e Louva-Deus (Seth Rogen). O grupo precisa enfrentar uma força sobrenatural e Po vai finalmente conhecer o seu pai verdadeiro, que havia sumido.

17 de março: A Série Divergente – Convergente (The Divergent Series: Allegiant, 2016)
A sociedade baseada em facções, na qual Tris Pior (Shailene Woodley) acreditou um dia, desmoronou, destruída pela violência e por disputas de poder. Agora, Tris terá de lidar com novos desafios e se vê mais uma vez forçada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor.

24 de março: Batman Vs. Superman – A Origem da Justiça (Batman v Superman: Dawn Of Justice, 2016)
Após os eventos de O Homem de Aço, Superman (Henry Cavill) divide a opinião da população mundial. Enquanto muitos contam com ele como herói e principal salvador, vários outros não concordam com sua permanência no planeta. Bruce Wayne (Ben Affleck) está do lado dos inimigos de Clark Kent e decide usar sua força de Batman para enfrentá-lo. Enquanto os dois brigam, porém, uma nova ameaça ganha força. O trailer já está rodando nas nossas telas.

14 de abril: Mogli – O Menino Lobo (The Jungle Book, 2016)
Baseado na série literária de Rudyard Kipling, a trama gira em torno do jovem Mogli (Neel Sethi), garoto de origem indiana que foi criado por lobos em pela selva, contando apenas com a companhia de um urso e uma pantera negra. Mais um aguardado lançamento da Disney.

28 de abril: Capitão América 3 – Guerra Civil (Captain America: Civil War, 2016)
Os fãs da Marvel esperam este filme com ansiedade. O Capitão América (Chris Evans) lidera a nova equipe dos Vingadores em seus esforços para manter a humanidade em segurança. Depois que outro incidente internacional envolvendo os Vingadores causa danos consideráveis, o aumento da pressão política resulta na implementação de um sistema de responsabilidade e um conselho governamental. O ato divide as opiniões, originando duas facções. Uma se alia ao Capitão América, sem a interferência do governo. Já a segunda é liderada pelo Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), que decide apoiar as decisões governamentais.

19 de maio: X-Men – Apocalypse (X-Men: Apocalypse, 2016)
A Marvel, agora da Disney, também fez altas apostas neste filme. En Sabah Nur, mais conhecido como Apocalipse, se considera o mutante mais antigo que existe. O vilão retorna com planos de mergulhar o mundo em um apocalipse para garantir a supremacia. Hora de reunir os X-Men para enfrentar a ameaça global.

9 de junho: Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos (Warcraft, 2016)
A região de Azeroth sempre viveu em paz, até a chegada dos guerreiros Orc. Com a abertura de um portal, eles puderam chegar à nova Terra com a intenção de destruir o povo inimigo. Cada lado da batalha possui um grande herói, e os dois travam uma disputa pessoal, colocando em risco seu povo, sua família e todas as pessoas que amam.

9 de junho: Truque de Mestre 2: O 2º Ato (Now You See Me 2, 2016)
Após enganar o FBI um ano antes, o grupo de mágicos é forçado a se reunir mais uma vez e realizar uma nova série de golpes elaborados que culminarão na maior ilusão que já fizeram até agora.

23 de junho: Independence Day – O Ressurgimento (Independence Day: Resurgence, 2016)
Depois da destruição que alienígenas fizeram 20 anos atrás, a população mundial sempre soube que um dia eles voltariam. O governo americano se prepara para um novo ataque usando a tecnologia alienígena recuperada no primeiro ataque. Mas isso não é o suficiente e as pessoas se unem para lutar mais uma vez pela liberdade e evitar a aniquilação.

14 de julho: As Caça-Fantasmas (Ghostbusters, 2016)
Na Universidade de Columbia, um grupo de estudantes de física realiza experiências avançadas sobre as dimensões da existência. Mas quando os testes dão errado, um grupo de caça-fantasmas formado por Erin (Kristen Wiig), Abby (Melissa McCarthy), Jillian (Kate McKinnon) e Patty (Leslie Jones) precisa solucionar este caso.

1 de julho: A Lenda de Tarzan (The Legend of Tarzan, 2016)
Releitura da clássica lenda de Tarzan, na qual um pequeno garoto órfão é criado na selva, e mais tarde tenta se adaptar à vida entre os humanos. Na década de 30, Tarzan (Alexander Skarsgård), aclimatado à vida em Londres com sua esposa Jane (Margot Robbie), é chamado para retornar à selva onde passou a maior parte da sua vida onde servirá como um emissário do Parlamento Britânico. O vilão é o Capitão Ron (Christoph Waltz).

21 de julho: Star Trek: Sem Fronteiras (Star Trek Beyond, 2016)
Após sofrerem com a ira de John Harrison/Khan (Benedict Cumberbatch), Kirk (Chris Pine), Spock (Zachary Quinto), Uhura (Zoe Saldana), McCoy (Karl Urban), Sulu (John Cho), Chekov (Anton Yelchin) e Scotty (Simon Pegg) retornam à Enterprise para uma nova e difícil aventura intergaláctica.

4 de agosto: O Esquadrão Suicida (Suicide Squad, 2016)
Reuna um time dos super vilões mais perigosos já encarcerados, dê a eles o arsenal mais poderoso do qual o governo dispõe e os envie a uma missão para derrotar uma entidade enigmática e insuperável que a agente governamental Amanda Waller (Viola Davis) decidiu que só pode ser vencida por indivíduos desprezíveis e com nada a perder. Então, assim que o improvável time percebe que eles não foram escolhidos para vencerem, e sim para falharem inevitavelmente, será que o Esquadrão Suicida vai morrer tentando concluir a missão ou decidem que é cada um por si?

3 de novembro: Doutor Estranho (Doctor Strange, 2016)
O neurocirurgião Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) sofre um acidente e como sequela ele perde a habilidade com as mãos. Desesperado para voltar a ser um médico de prestígio, Stephen vai ao Himalaia em busca de cura e lá se torna aprendiz de um mestre, que o ajuda a se tornar o grande mago.

15 de dezembro: Star Wars – Rogue One (Rogue One: A Star Wars Story, 2016)
No primeiro filme derivado da franquia Star Wars, guerreiros rebeldes partem em missão para roubar os planos da Estrela da Morte e trazer nova esperança para a galáxia. A história se passa antes dos eventos do episódio IV “A Nova Esperança”, então Darth Vader deve aparecer nesse filme!

 

 

 

 

 

 

 

 

A tradução que estraga a piada

Como todos os nerds – e os não-nerds – sabem, saiu mais um episódio da Saga Star Wars, aquela que trouxe o vilão mais amado do cinema.

darthDesta vez, a saga está sendo produzida sob o guarda-chuva da Disney, uma vez que seu criador George Lucas vendeu tudo para a empresa do Mickey e está agora apenas como “consultor”, vivendo uma aposentadoria mais do que merecida.

Quem sabe virão bons filmes…

Mas a lenda de que existe um brasileiro brincalhão na equipe de criação persiste, mesmo com todas essas mudanças. Esse brasileiro estaria lá só pra sacanear com o George Lucas, sabendo que o pessoal não entende português, então seria ele o criador dos nomes bizarros dos personagens.

Vejam só os nomes que foram criados:

No episódio 2, de 2002, “Ataque dos Clones”, o grande Christopher Lee aparecia como um personagem que aqui foi traduzido como Conde Dookan, mas o nome dele é Conde Dooku.

Abaixo, vemos o comentarista de duas cabeças que aparece no episódio 1, “Ameaça Fantasma”, de 1999:

fodesinbeed-thumb-600x255-62277

Eles são chamados de Fode e Beed… Só não sei quem Fode… er… Você entendeu.

Tem mais, no mesmo episódio 1, o Capitão Panaka foi batizado aqui de Capitão Panaci. Imagina no cinema, quando alguém o chamasse pelo nome…

Tem mais alguns exemplos, ainda, como o Capitão Typho e a princesa Amidala.

Mas acho que o pior é um personagem que (ainda) não apareceu nos filmes, é apenas citado, e que aqui foi rebatizado como Zaifo-Vias, mas cujo nome original é… Syfo-Dias!

Ahahahahah!

SD-HS Sifodyas Sifo-Dyas_Holo

Mais acima, eu disse que o tal brasileiro brincalhão continuaria na equipe, mesmo com a mudança para a Disney e sendo comandada pelo J. J. Abrams. Pois bem, tenho provas.

No novo episódio de Star Wars, tem uma cena que mostra uma nave do Império destroçada em um planeta. Adivinha o nome do planeta?

Planeta Jaku!

Ahahahahaha!

Só para terminar, tenho um protesto a fazer, ainda no tema “traduções” e “Star Wars”. Não sei se quem assistiu percebeu, mas na nova trilogia (aquela dos episódios 1, 2 e3), o famoso Lado Negro da Força foi trocado por “Lado Sombrio da Força”.

Pô! “Lado Negro” é muito mais legal que “Lado Sombrio”!

Mas essa foi uma vitória do lado negro… Ops!… Do lado sombrio do “politicamente correto”, pelo que entendi. Porque “negro” tem conotação preconceituosa e blá-blá-blá.

Ouvi boatos de que essa mudança não se restringirá ao ex-Lado Negro da Força. Parece que teremos outras mudanças, também:

Lado-sombrio-Classificados2

Lado-sombrio-Raca

Aí, eu penso… Lado negro não pode, mas Black Friday pode?

 

 

Por trás das câmeras

Muita gente – eu também – fica imaginando o que acontece nos bastidores das filmagens. Na verdade, os grandes astros são apenas “gente como a gente” (ou quase como a gente…), que brincam e se divertem como qualquer um.

As fotos a seguir comprovam isso, mas não deixa de ser estranho, não deixa de quebrar um pouco a magia, você ver, por exemplo,  o Luke Skywalker confraternizando com a Miss Piggy, ou o Hannibal Lecter comendo uma batatinha frita…

1d5b41bbcbb742cbc3b043659295c9a5_650x 11ce7d7ae152c648d48edf3a624ef5e4_650x 42c7a3e01375922c659fe3a1fe5e70ae_650x 46ba23013f5e965f16aba05ea7e37cff_650x 58bc4554e49aa7f831bc46e5535dc7d8_650x 63bdc218d70c80e730a32f85f358fc5e_650x 400b138a925f7f85d3bafed55f4259f1_650x 7063cf36be9fb70422dfb15c7d493e66_650x 78294eefaf5f668c3fc4a03de440e9bf_650x 298956001ff6dc2af9af115b04475d3e_650x a37bb14e9e6b1e4a910cce0aad80cafa_650x da735f5dde17204090fd107bfea2cbd7_650x

 

 

Uma dica ótima de minha amiga Lúcia Moro!

 

 

Construções fantásticas

Vi essas fotos e fiquei pensando: de fato, não há limites para a arquitetura e a engenharia (não bastaria o arquiteto bolar essas maluquices, alguém teria que torná-las realidade, certo?). Em alguns casos, como o do edifício do “Acredite se puder” (Believe it or Not), eu até entendo, eles chamaram a atenção até mesmo para seu edifício. Mas em outros casos, realmente fiquei pensando o que levaria alguém a  habitar num conjunto de apartamentos que parece mais uma construção feita com Lego?

Mas há projetos fantásticos, como os de Madri ou de Barcelona. Outros, apenas bizarros. Sem falar que morar na casa dos Ewoks deve ser beeem divertido…

A casa do “Acredite se Puder”

Ontario, Canadá

Tóquio, Japão

Torres KIO, Madri.

Edifício Mirador, Madri.

Colorado, EUA.

La Pedrera, Barcelona.

43-theeggbuilding-thumb

Londres, Inglaterra.

Hotel Atlantis, Dubai.

Montreal, Canadá.

Sede da empresa que fabrica essas cestas. Ohio, EUA.

Biblioteca pública de Kansas City, EUA. A população votou nas “lombadas” dos livros que deveriam compor a fachada.

Guimarães, Portugal.

09-cubichouses-thumb

Rotterdam, Holanda.

12-dancingbuilding-thumb

Praga, República Checa.

E, para encerrar…

A “casa torcida” em Sopot, Polônia. Foi construída em 2003 com projeto baseado nas telas e ilustrações de Jan Marcin Szancer e Per Dahlberg. Parece saída de um desenho animado e o  interessante é a forma como os construtores conseguiram criar esta ideia genial, mas a casa é um fato e todos admiram sua criatividade!

A casa por dentro:

Fontes:

thechive.com

villageofjoy.com