Coisas que ninguém nunca me contou…

Então… A vida é complicada, e isso todo mundo já percebeu – até os irmãozinhos caçulas quando têm que enfrentar o irmão mais velho… Mar de rosas? Só para alguns, tipo aqueles senhores de terno de tecido brilhante e cabelo pintado, com um séquito de seguidores (puxa-sacos?) atrás, bradando aos quatro ventos que “rouba, mas faz”. Se bem que, hoje em dia, até esses senhores correm o risco de perder essa boquinha.

Seja como for, a vida é complicada e quase ninguém tem a ousadia de nos dizer a verdade, nua e crua. Mas a gente precisa ouvi-la, de vez em quando. Descobri no site “Stuff no one Told Me” um cara que fez isso. Sabe que as coisas que ele fala nos fazem pensar?

Confira algumas delas!

Os mais durões são muitas vezes os que mais precisam de afeto.

Você não TEM que participar da sacanagem de ninguém.

De vez em quando é bom ter preguiça.

Não é coincidência que as pessoas mais admiráveis são também as mais modestas. ““Não fiz nada de importante na vida, mas vou ficar me gabando nas próximas horas, cara!”

Confie nos seus instintos. “Estou com aquele pressentimento estranho de novo…”

Não se leve muito a sério.

As mulheres têm tanto tesão quanto os homens. Acontece que elas sabem disfarçar melhor.

Esteja aberto às coisas novas. “Em 1441. A imprensa vai acabar com tudo!” “Hoje em dia. A internet vai acabar com a cultura!”

Não esconda nada e então não terá nada a esconder. ““…e essa é minha coleção de pornô anal…”

Pessoas que ferram qualquer um, vão mais que provavelmente pisar na sua cabeça pra ferrar qualquer um. Afaste-as da sua vida.

Algumas pessoas acham normal te julgar… tente não ser como elas. E ignore essas pessoas.

Ninguém se importa com as duas semanas que você “morou” nos Estados Unidos/Europa/Ásia… Pare de ficar se gabando. “Na Europa, as pessoas peidam por trás!”

Ser bem sucedido tem significado diferente para cada um. Respeite isso.

Às vezes, “vai se foder” é a melhor resposta. Mas nem sempre… infelizmente.

Não espalhe sua raiva pela internet, fazer isso é uma coisa idiota e todos vão poder dizer que você faz isso porque tem um pinto pequeno.

Você não é tão estranho quanto acha que é… Todo mundo se sente diferente dos outros.

Não dá pra se livrar de todos os seus medos… Mas dá pra aprender a viver com eles. “Quer mais chá?”

Algumas vezes, desistir é a decisão mais corajosa.

Pensar demais pode te levar a conclusões equivocadas. “Eu te amo!” “Que merda você fez agora?”

Ninguém fica contando quantas vezes você fez merda na vida… Então, relaxa, porra!

Quando a maioria dos botecos está mais limpa do que a sua casa, é hora de fazer uma limpeza… ou de ir para os botecos.

“Oi”é a palavra mais poderosa contra solidão. “Oi!”

“Afinal, o que é inteligência?”

isaac-asimov

Por Isaac Asimov, a melhor definição para inteligência.

Quando eu estava no exército, fiz um teste de aptidão, solicitado a todos os soldados, e consegui 160 pontos. A média era 100. Ninguém na base tinha visto uma nota dessas e durante duas horas eu fui o assunto principal.

(Não significou nada – no dia seguinte eu ainda era um soldado raso da KP – Kitchen Police)…

Durante toda minha vida consegui notas como essa, o que sempre me deu uma ideia de que eu era realmente muito inteligente. E imaginava que as outras pessoas também achavam isso.

Porém, na verdade, será que essas notas não significam apenas que eu sou muito bom para responder um tipo específico de perguntas acadêmicas, consideradas pertinentes pelas pessoas que formularam esses testes de inteligência, e que provavelmente têm uma habilidade intelectual parecida com a minha?

Por exemplo, eu conhecia um mecânico que jamais conseguiria passar em um teste desses, acho que não chegaria a fazer 80 pontos. Portanto, sempre me considerei muito mais inteligente que ele.

Mas, quando acontecia alguma coisa com o meu carro e eu precisava de alguém para dar um jeito rápido, era ele que eu procurava. Observava como ele estudava a situação enquanto fazia seus pronunciamentos sábios e profundos, como se fossem oráculos divinos.

No fim, ele sempre consertava meu carro.

Então imagine se esses testes de inteligência fossem preparados pelo meu mecânico. Ou por um carpinteiro, ou um fazendeiro, ou qualquer outro que não fosse um acadêmico.

Em qualquer desses testes eu comprovaria minha total ignorância e estupidez. Na verdade, seria mesmo considerado um ignorante.

Em um mundo onde não pudesse me valer do meu treinamento acadêmico ou do meu talento com as palavras, e tivesse que fazer algum trabalho com as minhas mãos ou resolver alguma coisa complicada, eu me daria muito mal.

A minha inteligência, portanto, não é algo absoluto, mas sim algo imposto como tal, por uma pequena parcela da sociedade em que vivo.

Vamos considerar o meu mecânico, mais uma vez. Ele adorava contar piadas.

Certa vez, ele levantou a cabeça por cima do capô do meu carro e me perguntou:

“Doutor, um surdo-mudo entrou numa loja de materiais de construção para comprar uns pregos. Ele colocou dois dedos no balcão como se estivesse segurando um prego invisível e, com a outra mão, imitou umas marteladas. O balconista trouxe então um martelo. Ele balançou a cabeça de um lado para o outro, negativamente, e apontou para os dedos no balcão. Dessa vez, o balconista trouxe vários pregos, ele escolheu o tamanho que queria e foi embora. O cliente seguinte era um cego que queria comprar uma tesoura. Como o senhor acha que ele fez?”

Eu levantei minha mão e “cortei o ar” com dois dedos, como uma tesoura.

“Mas você é muito burro mesmo! Ele simplesmente abriu a boca e usou a voz para pedir!”

Enquanto meu mecânico gargalhava, ainda falou:

“Tô fazendo essa pegadinha com todos os clientes hoje.”

“E muitos caíram?” perguntei, esperançoso.

“Alguns. Mas com você, eu tinha certeza absoluta que ia funcionar”.

“Ah é? Por quê?”

“Porque você tem muito estudo, doutor, sabia que não seria muito esperto”

E algo dentro de mim me disse que ele tinha alguma razão…

 

****

Isaac Asimov (1920-1992) foi um escritor e bioquímico russo, naturalizado americano, responsável por diversas obras de ficção e divulgação científica. Asimov escreveu e revisou mais de 500 obras ao longo de sua vida, além de cerca de 90 mil cartas.

A sua obra mais famosa é a série Fundação, referida muitas vezes como Trilogia da Fundação. Apesar disso, o conto I, Robot” (“Eu, Robô”) ficou em evidência graças ao filme de mesmo nome, estrelado por Will Smith.

Com uma visão muito além da sua época, Asimov é considerado por muitos especialistas um dos autores mais produtivos de todos os tempos. A área da robótica era uma das mais exploradas pelo escritor, e ele acertou em muitas de suas previsões a respeito das tecnologias que temos hoje.

Por ser escritor de ficção científica, muito do que Asimov falava em sua época era considerado um absurdo, apenas fantasia de uma mente criativa. No entanto, o autor previu o surgimento de várias tecnologias utilizadas nos dias de hoje.

Em 1988,  ele deu uma ideia de como seria a propagação do conhecimento no futuro. O modelo descrito por ele nada mais é do que a internet como conhecemos hoje. Nas palavras do autor: “[…]Uma vez que tenhamos computadores em casa, cada um deles ligado a bibliotecas enormes, qualquer pessoa pode fazer perguntas e ter respostas, obter materiais de referência sobre qualquer assunto em que esteja interessada em saber.”.

Qualquer semelhança da descrição acima com a Wikipédia e vários outros serviços da internet não é uma mera coincidência…

 

 

 

 

 

 

 

Fonte:

awebic.com

Segurar o xixi por muito tempo faz mal?

manneken-pis

“O banheiro estava sujo, faltou papel higiênico, fiquei tempo demais concentrado em uma tarefa”. A maioria das pessoas, principalmente as mulheres, já se deparou com algumas dessas situações e acabou segurando o xixi por um período muito longo de tempo. Mas segurar a urina faz mal à saúde?

Se for algo esporádico, a resposta é não.

O problema é quando a retenção do volume urinário é algo recorrente — como em pessoas que só usam o banheiro de casa, por exemplo. Essa retenção provoca uma distensão do músculo da bexiga, que tende a se tornar mais flácida com o passar do tempo. Por causa da flacidez, a contração da bexiga (que ajuda a eliminar a urina) vai perdendo força, e o resultado é a redução ao longo do tempo da capacidade de esvaziamento, ou seja, fica cada vez mais complicado de segurar o xixi.

Mas a retenção pode causar infecção urinária.

Quando isso acontece repetidas vezes, o sistema urinário pode ser lesado e levar a quadros de hipertensão, insuficiência renal e, em alguns casos extremos, até a morte por conta de infecções agudas severas.

De acordo com os especialistas, o indicado é ir ao banheiro a cada três ou quatro horas e tomar, ao menos, 1,5 litro de água por dia. Para se ter uma ideia, a bexiga de um adulto consegue armazenar de 400 ml a 700 ml de líquido por vez.

A quantidade de xixi que um adulto faz por dia pode variar de 600 ml a 2 litros, dependendo de quanto líquido ele costuma ingerir e da temperatura do ambiente. Já em crianças, o volume depende do tamanho corporal, mas costuma ser em torno de 2 a 3 ml por quilo, por hora. Por exemplo: uma criança que pesa 10 quilos, em três horas, deve produzir cerca de 90 ml de xixi.

Sentiu dor ao urinar?

Aquela dor logo abaixo da barriga assim que você faz xixi, depois de longas horas segurando, acontece porque, com a retenção, a tendência é que a bexiga faça mais força para esvaziar. Esse esforço costuma causar desconforto e, eventualmente, dor.

Mas se você sente queimação quando o xixi sai, é melhor procurar um médico. Pode ser inflamação.

Por que o xixi é importante?

A urina, formada nos rins, é resultado da filtração do sangue pelo órgão. É composta de água e diversas substâncias dissolvidas, como ureia, creatinina, sódio, potássio, hormônios, ácidos decorrentes da queima de gorduras e açúcares e bilirrubinas.

Além de eliminar praticamente tudo o que não se aproveita do sangue, ela serve para manter a homogeneidade dos líquidos corporais, permitindo funcionamento dos sistemas metabólico, respiratório, digestivo, hormonal e outros.

 

 

Foto de abertura: É o célebre  Manneken Pis. Essa estátua, que não tem mais que 60 centímetros de altura, de um menino fazendo xixi dentro de uma fonte, é extremamente famosa na Europa. A estátua original foi colocada no alto da fonte em 1619 e existem várias lendas sobre sua origem. Alguns contam que um menino salvou Bruxelas de um incêndio com seu xixi, apagando a chispa de uma bomba inimiga. Outros asseguram que um rico burguês da cidade perdeu seu filho nas ruas do centro e, finalmente, o encontrou na posição em que se encontra a estátua hoje.

 

 

 

Fonte:

Ciência UOL

Corrigindo velhos ditados

 

“É dando que se ………. engravida“.
“Quem ri por último……… não entedeu“.
“Quem com ferro fere……… não sabe como dói“.
“Quem tem boca……….. fala. Quem tem grana é que vai a Roma!”
“Quem espera………… fica de saco cheio.”
“Quando um não quer……….. o outro insiste.”
“A esperança…………..e a sogra são as últimas que morrem.”
“Quem dá aos pobres………….. cria o filho sozinha.”
“Antes tarde do que ………….. mais tarde.”
“Em terra de cego quem tem um olho é ………… caolho.”
“Quem cedo madruga……………fica com sono o dia inteiro.”
“Pau que nasce torto…………… urina no chão.”

Provérbios chineses

A China, rodeada por desertos, montanhas e mares, ficou isolada do resto do mundo durante milhares de anos. Por volta de 1.650 a.C., uma grande parte da China era governada por uma dinastia, os Chang (ou Shang). Construíram palácios, túmulos reais e oficinas para fabricar armas e belos objetos de bronze.

A escrita começou por volta de 1.400 a.C.. Para prever o futuro, os sacerdotes gravavam perguntas em ossos-oráculos. Esses eram aquecidos até rachar, então os sacerdotes “liam” os desenhos feitos pelas rachaduras.

Por volta de 1.000 a.C., os reis Chang foram derrotados pelos Zhou. Os novos reis (+ou- 1.100-221 a.C.) permitiam que as famílias nobres pudessem ter suas próprias terras em troca de lealdade e auxílio em caso de guerra. Mas os nobres ficaram mais poderosos que os reis e criaram os seus próprios reinos, passando a lutar entre si constantemente.

Os primeiros pensadores chineses reagiram a essa situação criando novas maneiras de pensar sobre o mundo.

Kung Fu-Tzu, ou Confúcio (551-479 a.C.) era um deles e tentou restaurar os velhos costumes e cerimônias. Seus alunos anotavam seus ensinamentos, que depois se tornaram a religião oficial do governo chinês. Existiram outros pensadores, como Láo-Tsé (+ou- 604-531 a.C.), fundador da religião Taoísta.

Por volta de 221 a.C., o reino de Quin, no noroeste da China, conseguiu unir o território criando um grande império. O rei de Quin intitulava-se Quin Shhuandi, que significa “Primeiro Imperador da China”. Quin Shhuandi mandou construir uma enorme muralha para proteger o seu império de ataques das tribos do norte. A Grande Muralha foi construída unindo várias pequenas muralhas deixadas por reis anteriores. Ainda hoje é a maior estrutura construída pelo ser humano em todo o mundo.

Quin Shhuandi morreu em 210 a.C. e foi enterrado em um enorme túmulo, com um exército de mais de 7.500 soldados feitos em terracota e em tamanho real.

Os chineses foram os primeiros a fazer papel, e inventaram muitas outras coisas que ainda usamos hoje, como a pólvora, o carrinho de mão, o guarda-chuva, o garfo, a tecelagem da seda e a bicicleta.

Mas talvez sua maior contribuição sejam mesmo as ideias de seus filósofos, tão atuais como nunca:

O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros. (Confúcio)

Escolha um trabalho que ama e não terá que trabalhar um único dia em sua vida. (Confúcio)

Quem conhece os outros é sábio; quem conhece a si mesmo é iluminado.  (Lao-Tsé )

A alma não tem segredo que o comportamento não revele.  (Lao-Tsé )


COMO SE MANTER JOVEM

  • Deixe de fora os números que não são essenciais. Isso inclui a idade, o peso e a altura. Deixe que os médicos se preocupem com isso.  

  • Mantenha só os amigos divertidos. Os depressivos puxam para baixo. (Lembre-se disto se for um deles!)
  • Aprenda sempre:
    Aprenda mais sobre computadores, artes, jardinagem, o que quer que seja. Não deixe que o cérebro se torne preguiçoso. “Uma mente preguiçosa é oficina do Alemão.” E o nome do Alemão é Alzheimer!

  • Aprecie mais as pequenas coisas.
  • Ria muitas vezes, durante muito tempo e alto. Ria até lhe faltar o ar. E se tiver um amigo que o faça rir, passe muito e muito tempo com ele!

  • Quando as lágrimas aparecerem, aguente, sofra e supere. A única pessoa que fica conosco toda a nossa vida somos nós mesmos. VIVA enquanto estiver vivo.
  • Rodeie-se das coisas que ama: a família, animais, plantas, hobbies, o que quer que seja. O seu lar é o seu refúgio.
  • Tome cuidado com a sua saúde: se é boa, mantenha-a. Se é instável, melhore-a. Se não consegue melhorá-la, procure ajuda.

  • Diga às pessoas que ama que as ama a cada oportunidade que tiver.