Atualidades, Curiosidades, Family

Uma breve história da Avon

Conversando com a amiga Clene Salles, ficamos nos perguntando sobre quando começou a expansão de alguns negócios, como a Coca-Cola, ou a Avon.  Pesquisando sobre a Avon, para a qual a Clene criou diversos livros que foram vendidos pelo catálogo, encontrei o seguinte relato, que é um resumo da história da empresa:

mcconnell.david.h-LO

O sistema de vendas diretas no qual a empresa se firmou começou quando o vendedor de livros porta em porta David H. McConnell, fundador da Avon, passou a oferecer um frasco de perfume como brinde para suas clientes. Ele criou uma fragrância de rosas para presentear com vidrinhos de perfume quem aceitasse ouvir sua apresentação, geralmente as donas de casa, pois não era bem recebido – aliás, como geralmente acontece com os vendedores… Os perfumes fizeram mais sucesso que os livros e  McConnell resolveu mudar de ramo em 1886.

199_Perfume_company
Os primeiros perfumes da recém-fundada California Perfume Company, que mais tarde se expandiu pelo mundo, com o nome de AVON.

O negócio começou em um espaço não maior do que uma despensa de cozinha. Ele próprio produzia os perfumes, era o caixa,  o despachante e o office boy. Nascia, então, a California Perfume Company, e como seu foco eram as vendas em domicílio, McConnell convidou Florence Albee para ser a primeira revendedora de sua nova empresa. Durante seis meses, Florence foi sua única funcionária e viajava de trem, charrete ou a cavalo para vender os produtos.

landingAvon_nuestraCompania_01

A empresa começou também a mudar o papel das mulheres na sociedade.  Vivendo em uma época em que a única ocupação aceitável para uma mulher era a de dona de casa, Ms. Albee apostou no modelo de negócio e convidou outras amigas para assim montar o primeiro grupo de revendedoras da história da Avon.

Representação dessas pioneiras.

Menos de uma década após sua fundação, em 1896, a empresa apresentava seu primeiro catálogo. Por meio dele, as consumidoras podiam escolher entre perfumes, sabonetes, pó-de-arroz, cremes para a pele, xampus, entre outros produtos. Logo, as representantes começaram a visitar as residências, como na foto abaixo, tirada em 1918.rep1

Em 1928 a empresa já estava presente em 48 estados norte-americanos, fazendo com que a marca Companhia de Perfumes Califórnia parecesse regional demais. O nome Avon surgiu em 1929, para uma linha de produtos. Era uma homenagem a William Shakespeare, escritor nascido na cidade inglesa de Stratford-on Avon, de quem McConnell era grande fã. Dez anos mais tarde, em 1939, o nome foi adotado para toda a companhia.

logo_history
A história do logotipo da Avon

Na década de 1950, com o crescente sucesso dos perfumes fabricados exclusivamente para a Avon, a empresa resolveu expandir seus negócios e se espalhou rapidamente pelos cinco continentes.  Em 1954 as vendas atingiam a marca de US$ 55 milhões, uma fábula na época, e a famosa campanha publicitária “Avon Calling!” (Avon Chama!) foi lançada nos Estados Unidos e, depois, mundialmente.

Anúncio de 1961, contando a história da Avon e usando o slogan “Avon Chama”.

Hoje, a companhia é uma das maiores do mundo e opera em mais de 100 países, dentre os quais o Brasil figura como uma de suas maiores operações, e  não é por acaso: o país é o terceiro maior mercado global em produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, atrás apenas dos Estados Unidos e Japão.

A Avon do Brasil tem cerca de um milhão e meio de representantes, cobrindo praticamente todo o território nacional.

 

Atualidades, Family, Novidades, Sabedoria

Dez profissões em baixa (parte 2 de 2)

(continuação do post anterior, que fala das profissões em baixa, segundo os headhunters)

Psicologia

Crianças brincando na Associação Lugar de Vida – Centro de Educação Terapêutica do Instituto de Psicologia (IP) da USP

Recém- formados em psicologia têm dificuldade em abrir clínicas e conseguir pacientes, que geralmente preferem os profissionais mais experientes. E, com a mudança no mercado de Recursos Humanos, que passou a absorver profissionais de outras formações para compor quadros organizacionais, as oportunidades diminuíram para quem não busca uma formação complementar em negócios.

Venda porta a porta

Executivo carregando mala

A área de vendas está aquecida, mas aquele tipo de vendedor que vai de porta em porta vendendo produtos é uma figura em extinção, de acordo com Thiago Sebben, diretor da Hays. “Hoje a gente fala em comércio eletrônico, então representante comercial que vai de porta e porta vai acabar”, diz. A dica é se adaptar às mudanças do mercado procurando qualificações complementares que permitam a ampliação da atuação na área comercial para não correr o risco de tornar-se obsoleto.

Pedagogia

professora em sala com as crianças

A necessidade de professores da educação de base existe e sempre vai existir, mas a carreira é pouco atrativa se levados em conta condições de trabalho e salários oferecidos. Por isso, diz Cuellar, têm mais chances os pedagogos que expandem a sua atuação, não ficando restritos a salas de aula. “Se o pedagogo se fechar em uma caixa fica mais complicado, ele pode pesquisar e inventar novos métodos de ensino, é uma possibilidade”, diz Cuellar.

Serviço Social

assistente social

As oportunidades de trabalho para assistentes sociais também são mais raras, de acordo com a consultoria Michael Page. “Não tem vaga para trabalhar de assistente social dentro de uma empresa”, lembra Cuellar. Setor público e terceiro setor geralmente absorvem estes profissionais, mas não 100%, já que a oferta de formandos é maior do que a demanda. “Mas, se o profissional estiver atento à demanda pode migrar para outras áreas, como recursos humanos, por exemplo, e buscar formação complementar”, diz Cuellar.

História

CAPH – Centro de Apoio à Pesquisa em História. Entrada e armazenagem de novas dissertações e teses

“Se o profissional quiser ser apenas historiador terá, como no caso dos geógrafos, o ramo acadêmico e de pesquisa”, diz Cuellar, para justificar a restrição do mercado de trabalho. Mas ele indica que há outras possibilidades para quem for flexível. “O historiador pode ser roteirista de seriados históricos, por exemplo”, lembra. “É questão de abrir a cabeça e procurar uma qualificação complementar”, diz Sthaell.

Nos próximos posts, vou falar de cargos e especializações onde o salário pode passar de R$ 30 mil por mês. Quem sabe você não se qualifica? E, depois, os posts seguintes vão comentar as profissões que podem ficar aquecidas nos próximos anos, além das boas oportunidades no setor público. Um serviço de utilidade pública do blog O TrecoCerto!