Conheça a Harpia…

…Uma ave tão grande que algumas pessoas acham que é alguém fantasiado

Na mitologia grega, conta-se que, nos céus da antiga Grécia, voavam seres amedrontadores que possuíam rosto de mulher e corpo de águia, além de belos seios para distrair os homens desavisados. Esses seres voavam a grandes velocidades, possuíam olhos mais apurados que os das águias e eram capazes de cortar um homem ao meio com suas poderosas garras.

Eram as Harpias.

Na história de Jasão, as harpias foram enviadas para punir o cego rei trácio Fineu, roubando-lhe a comida em todas as refeições.

Esses estranhos seres também aparecem numa história do Tio Patinhas, criada pelo genial Carl Barks em 1955 e publicada no Brasil com o título “Em Busca do Velo de Ouro”.

Carl Barks gostava tanto desse mito que, mais de 20 anos depois de criar essa aventura, fez uma tela a óleo retratando a harpia ameaçando os pobres patos.

Mas existe uma harpia na vida real. E aqui mesmo no Brasil!

Não parece mesmo alguém vestindo uma fantasia?

A nossa harpia, também chamada de gavião-real, é considerada a maior e mais poderosa águia do mundo. É uma ave de rapina impressionante, as fêmeas pesam pouco mais de 9 kg e alcançam uma envergadura de até 2 metros.

Suas garras são maiores que as de um urso-pardo, com unhas de até 7 cm de comprimento.

A harpia é rápida e possante em suas investidas. É tão forte fisicamente que consegue erguer um carneiro sem maiores dificuldades. Ela voa alternando rápidas batidas de asa com planeio. Tem um assobio longo e estridente e, nas horas quentes do dia, costuma voar em círculos sobre florestas e campos próximos.

As harpias conservam energia se empoleirando silenciosamente, vendo e ouvindo por longos períodos de tempo. 

É uma predadora especializada na captura de macacos, bugios e bichos-preguiça, por vezes capturando animais com o peso/tamanho da própria ave. É uma águia florestal muito rara, encontrada na região amazônica e em alguns pequenos trechos de Mata Atlântica.

Sua alimentação é composta de animais de porte médio, como outras aves, macacos, preguiças e até macacos maiores, como o bugio.

É uma ave feroz. Orgulhosa. Majestosa. Com um brilho de aço nos olhos que praticamente diz: “É melhor você não mexer comigo, garoto, eu como pessoas como você no café da manhã.”

Fontes:

avesderapinabrasil.com

Wikipedia

Bored Panda


Anúncios

Os sonhos: você sabia que todo mundo sonha?

Sim, todo mundo sonha, homens, mulheres, até os bebês sonham. Inclusive aqueles que alegam nunca sonhar – exceto em casos de extrema desordem psicológica. Os pesquisadores descobriram até que as pessoas normalmente têm vários sonhos durante a noite, que podem durar entre 5 e 20 minutos. Isso significa que uma pessoa passa uma média de 6 anos sonhando durante toda a vida!

Outros fatos interessantes sobre os sonhos:

A gente esquece 95% dos sonhos assim que acordamos! De acordo com uma teoria dos pesquisadores, as mudanças no cérebro que ocorrem durante o sono não suportam o processamento de informações e a capacidade de armazenamento necessária para a formação da memória. Por isso, esquecemos de nossos sonhos. Ao escanear pessoas dormindo, os estudiosos perceberam que o lobo frontal, a área do cérebro que é chave na formação da memória, fica inativa durante o período de sono mais profundo, que é o estágio durante o qual os sonhos acontecem.

Nem todos os sonhos são coloridos! A gente pode sonhar em preto e branco, embora 80% dos sonhos sejam em cores. E as cores em tons pasteis, bem suaves, são as predominantes.

Durante mais de 40 anos, o pesquisador Calvin S. Hall reuniu mais de 50.000 relatos de sonhos de estudantes universitários. Esses relatos davam conta de que muitas emoções são vividas durante nossos sonhos, como alegria, felicidade ou medo. O interessante é que a mais comum das emoções é a ansiedade, e as emoções negativas são geralmente muito mais comuns nos sonhos do que as positivas.

Nossa mente não inventa rostos. A gente vê rostos de pessoas que vimos ao longo da vida, mesmo que não lembremos delas. Por isso, nosso cérebro tem uma infinidade de rostos para utilizar durante os sonhos!

Outro ponto interessante é que sonhar pode ajudar a resolver problemas. Pelo menos foi isso que apontou um estudo recente. De acordo o estudo, é o aspecto visual, e muitas vezes ilógico, dos sonhos, que os tornam adequados para o tipo de pensamento que é necessário para resolver certos problemas. “Seja qual for o estado em que estamos de sono, nós ainda estamos trabalhando nos mesmos problemas”, afirmou um pesquisador, acrescentando que os nossos sonhos podem ter sido aperfeiçoados pelo tempo para várias tarefas, inclusive para ajudar a “reiniciar” o cérebro e resolver problemas.

Finalmente, os sonhos são simbólicos. Mesmo que sonhemos sobre um assunto em particular, nem sempre o significado disso é explícito. Será que quem sonha em ganhar na loteria ou em sofrer um acidente, deve se preparar para que essas coisas realmente aconteçam? Difícil, embora muita gente acredite em sonhos premonitórios. Mas, até hoje, não há evidências científicas que corroborem essa hipótese. O que há, sim, são formas de interpretar os sonhos.

 

 

 

Fontes:
psychology.about.com
noticias.r7.com
vocesabia.net

 

 

 

A máquina mais inútil do mundo

Na década de 50, o matemático americano Claude Shannon criou um aparelho que era basicamente uma caixa de madeira com um botão de liga e desliga. Quando ligado, o mecanismo acionava uma peça que saía da caixa e a desligava. O aparelho só fazia isso, portanto foi apelidado de “Caixa Inútil”.

Claude Shannon

A Caixa Inútil