A pegadinha da Tv Record

O cantor Duke Hazlett, sósia de Frank Sinatra, que participou de pegadinha da Record em 1963

O cantor Duke Hazlett, sósia de Frank Sinatra, que participou de pegadinha da Record em 1963

Houve um tempo, na pré-história da televisão no Brasil, em que era possível fazer uma pegadinha que enganasse uma cidade inteira. Claro, isso acontecia apenas porque não existia internet, nem telefones celulares – e a telefonia fixa era restrita e precária. Ou seja, as notícias demoravam a circular e a apuração delas também era mais difícil e lenta.

Um dos casos mais famosos aconteceu em março de 1963, época em que a TV Record era a líder inconteste de audiência. Proporcionalmente, sua penetração em todas as camadas da população, e por consequência a popularidade de seus astros, era muito maior do que a TV Globo de hoje. Foi lá, em seus programas e festivais de música, que surgiram e se consolidaram artistas como Caetano Veloso e Chico Buarque, apenas para citar dois nomes. E foi lá que a Jovem Guarda mudou a música e os costumes dos jovens de então, com o programa do mesmo nome apresentado por Roberto Carlos.

Voltando a março de 1963, após vários anúncios, um mistério movimentou a cidade de São Paulo: quem seria a grande atração internacional que viria ao Brasil para se apresentar na Record? O fato é narrado pelo radialista e pesquisador Fernando Morgado no livro Blota Jr. – A Elegância no Ar (Matrix Editora), lançado no ano passado.

Durante um mês, a emissora, que completaria dez anos, exibiu incontáveis chamadas em sua programação e publicou anúncios nos principais jornais e revistas revelando as novidades para aquele ano. Uma delas era o programa “Convidados Bombril”, apresentado por Blota Jr. (1920-1999), lendário apresentador que comandou dezenas de programas na Record.

Blota Júnior

Blota Júnior

Os anúncios traziam uma frase misteriosa: “Em fins de março, o ‘astro’ que você esperou por 10 anos para poder ver”. Afinal, quem poderia ser? Frank Sinatra (1915-1998)? Yves Montand (1921-1991)? Os jornalistas faziam suas apostas e se esforçavam para tentar descobrir antes de 31 de março, o domingo para quando estava marcada a apresentação. Quando esse tão aguardado dia chegou, dezenas de repórteres se posicionaram em torno da sede da Record, mas nenhum deles conseguiu ver o tal “astro”. O jeito foi esperar a noite chegar e ligar a TV.

De acordo com Morgado, faltavam poucos minutos para a meia-noite quando Blota Jr. surgiu no vídeo, anunciando que, finalmente, seria desfeito o mistério que causou tanto alvoroço em São Paulo e no restante do Brasil. “Em seguida, a câmera focalizou uma cortina translúcida. Projetada nela, estava a silhueta de um homem que começou a cantar acompanhado pela orquestra da Record. Quem estava vendo e ouvindo poderia jurar: era Frank Sinatra, the voice, em carne e osso”, conta.

Apesar do alvoroço momentâneo, era um ledo engano: após o segundo número musical, Blota Jr. invadiu a cena para fazer uma revelação.

“Logo as cortinas se abriram e surgiu Duke Hazlett, considerado, por muitos anos, o mais perfeito sósia de Sinatra em todo o mundo. Depois disso, só restou ao Doutor, como era conhecido o apresentador, desejar um feliz primeiro de abril para todos”, explica Morgado.

Evidentemente, de acordo com o pesquisador, muitos jornalistas da época não viram graça nenhuma na pegadinha…

 

 

 

Fonte:

THELL DE CASTRO

noticiasdatv.uol.com.br

A Ultra TV da Samsung e a pegadinha do meteoro

A Samsung lançou novas TVs de 84, 98 e 110 polegadas.

TV Samsung de ultra-alta definição com tela de 110 polegadas apresentada na feira IFA 2013, em Berlim. (Foto: Bruno Souza Araujo/G1)

Na TV de 98 polegadas, por exemplo, a tela tem 2,5 metros de diagonal e, num jogo de futebol, o jogador fica quase do tamanho real. No Brasil,  a TV de 84 polegadas e com mais outras coisinhas (full HD e sei lá o que mais) está na faixa de R$ 35.000,00…

No Chile, para comprovar a fidelidade da imagem, eles prepararam uma pegadinha simulando uma entrevista de emprego, e a “janela” da sala era, na verdade, essa TV de 84 polegadas. A reação das pessoas foi incrível, mas uma das “vítimas” não gostou da brincadeira.

Pensando na situação do rapaz, que estava procurando emprego e acabou passando por esse constrangimento, eu acho que também não gostaria da pegadinha.

Mas que a imagem da TV é impressionante, isso é…

 

Tropeçando na língua portuguesa?

Por que será que a gente nunca tem certeza dos porquês do uso dessa expressão? A língua portuguesa não é fácil (eu já comentei sobre isso neste post), mas também não é o fim do mundo.

Ortografia, cujo significado é escrever direito, é um dos assuntos mais temidos pelos jovens  em virtude do número de regras existentes. É difícil memorizar todas, pois não leem muito nem escrevem sistematicamente, dois dos principais segredos para aprender a escrever as palavras adequadamente.

Quem tem o hábito de realizar boas leituras e de escrever ao menos um texto por semana aprende com mais facilidade a arte de escrever corretamente, se aliar a isso consultas constantes a dicionários de boa qualidade.

Mas concordo que o nosso idioma tem muitas “pegadinhas”. Veja só:

Por que, porque, por quê ou porquê:

Forma Quando usar Exemplo
Por que Nas perguntas ou quando estiverem presentes (mesmo que não explícitas) as palavras “razão” e “motivo”. Por que você não aceitou o convite?

Todos sabem por que motivo ele recusou a proposta. Ela contou por que (motivo, razão) estava magoada.

Por quê Nos finais de frases. Por quê? Você sabe bem por quê.
Porque Quando corresponder a uma explicação ou a uma causa. “Não, Bentinho; digo isto porque é realmente assim, creio…” (M. Assis, Dom Casmurro). Comprei este sapato porque é mais barato.
Porquê Quando é substantivado e substitui “motivo” ou “razão”. Não sabemos o porquê de ela ter agido assim. É uma menina cheia de porquês.
Gerundismo

zumbis-gerundistas

O gerúndio expressa uma ação que está em curso ou que ocorre simultaneamente ou, ainda, que remete a uma ideia de progressão. Sua forma nominal é derivada do radical do verbo acrescida da vogal temática e da desinência -ndo.  Exemplos: comendo; partindo.

Veja, a seguir, o uso do gerúndio na prática:

E a lama desceu pelo morro, destruindo tudo que encontrava pela frente.

Depois de vários dias chuvosos o sol despontou, alegrando o coração de todos.

Rindo, ele se lembrava com saudades dos dias felizes que tivera.

Abrindo o laptop, começou a escrever.

Como vimos nos exemplos, o gerúndio pode ser empregado de diferentes maneiras em nossa língua sem que tenhamos praticado nenhuma heresia.

Já com o gerundismo é outra história. Nesse caso, trata-se do uso inadequado do gerúndio. Um vício de linguagem que se alastrou de modo tão corriqueiro e insistente que até já virou piada.

Então, se você usa expressões como: “Vou estar pesquisando seu caso.” “Vou estar completando sua ligação”, mude imediatamente sua fala para: “Vou pesquisar seu caso.” “Vou completar sua ligação.” Note que, nos dois casos, a ideia temporal a ser transmitida é a de futuro e não de presente em curso.

Quando usar “ç”

“Uma das intenções da casa de detenção é levar os que cometeram graves infrações a alcançar a introspecção, por intermédio da reeducação.”

Nessa frase, há seis palavras escritas com Ç: intenções, detenção, infrações, alcançar, introspecção e reeducação. As regras quanto ao uso do Ç são as seguintes:

1- Usa-se Ç em palavras derivadas de vocábulos terminados em -TO, -TOR e -TIVO. Por exemplo:

Canto – canção / Ereto – ereção

Infrator – infração / Setor – seção

Relativo – relação / Intuitivo – intuição

*Três palavras da frase apresentada obedecem a essa regra:

Intento – intenção

Infrator – infração

Introspectivo – introspecção

2- Usa-se Ç em substantivos terminados em -TENÇÃO derivados de verbos terminados em -TER:

Conter – contenção

Reter – retenção

Deter – detenção

3- Usa-se Ç em verbos terminados em -ÇAR cujo substantivo equivalente seja terminado em -CE ou em -ÇO:

Lance – lançar

Desenlace – desenlaçar

Abraço – abraçar

Endereço – endereçar

Almoço – almoçar

Uma palavra da frase apresentada obedece a essa regra:

Alcance – alcançar

4- Usa-se Ç em substantivos terminados em -ÇÃO derivados de verbos de que se retirou a letra R:

Exportar – exportação

Abdicar – abdicação

Abreviar – abreviação

*Uma palavra da frase apresentada obedece a essa regra:

Educar – educação.

Crase:

A palavra crase é de origem grega e significa fusão, mistura. Em gramática, basicamente a crase se refere à fusão da preposição a com o artigo feminino a: Vou à escola. O verbo ir rege a preposição a, que se funde com o artigo exigido pelo substantivo feminino escola: Vou à (a+a) escola.

No caso de ir a algum lugar e voltar de algum lugar, usa-se crase quando: “Vou à Bolívia. Volto da Bolívia”. Não se usa crase quando: “Vou a São Paulo. Volto de São Paulo”. Ou seja, se você vai a e volta da, crase há. Se você vai a e volta de, crase pra quê?

É erro colocar acento grave antes de palavras que não admitam o artigo feminino a, como verbos, a maior parte dos pronomes e as palavras masculinas.

A tabela resume os principais casos em que a crase deve (ou não) ser utilizada:

 

É preciso paciência. Só aprende a escrever adequadamente quem treina sistematicamente.

 

 

 

Fonte:

UOL Educação

UOL Vestibular

Telemarketing americano

Genial, achei ótima e fiquei com vontade de fazer uma coisa parecida por aqui… Embora eu entenda o outro lado, esses rapazes e moças que são treinados para vender uma coisa que você não quer e precisam a todo custo cumprir suas metas. Imagino a pressão que eles sofrem. Mas o que eu acho é o seguinte, se quero ou preciso de alguma coisa, eu vou procurar, eu pego o telefone e ligo pra lá, não preciso que as empresas, bancos, etc, fiquem me aborrecendo toda hora.

O aúdio tem coisa de 3 minutos, mas vale muito a pena ouvir. É hilário.

 

 

Enviado pelo Eliseu Petrone.

 

Placa no metrô do Japão

A imagem abaixo andou circulando por e-mails no mundo todo:

Aí, você deve ter rido muito, afinal, “esses japoneses são malucos, mesmo”, ou “de repente, eles não têm a mente suja como a nossa”, ou qualquer raciocínio parecido – estimulado por esses desenhos… Bem, pois fique sabendo que ninguém vai encontrar essa sinalização nos vagões de metrô japoneses, porque isso é uma farsa, um “hoax” como tantos que a gente recebe todos os dias e que pululam na internet.

A verdadeira placa de sinalização é esta:

E o significado é, da esquerda para a direita:

1. Mulheres com crianças

2. Mulheres grávidas

3. Idosos (ou pessoas com deficiências que as impeçam de ficar de pé)

4. Pessoas com pés ou pernas machucados

Algum engraçadinho, em algum lugar do mundo, deu uma mexida nos ícones originais e espalhou a pegadinha.

 

10 pessoas que estão tendo um dia pior que o seu

Sessão autoajuda

Greve nos bancos, o trânsito está infernal, você engordou, o ar condicionado do escritório quebrou, você está de péssimo humor… Anime-se, tem gente que está tendo um dia pior que o seu. Quer ver?

Uma pessoa que perdeu para si mesma no braço de ferro, por exemplo…

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

Ou qualquer pessoa nesse barco!

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

Ou essa senhora que não conhecia sua própria loja…

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

Outro exemplo? Tem o amigo desse malabarista!

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

Veja o caso desse cara que fez uma dancinha e se empolgou:

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

E o desse, que voltou de férias e decidiu começar a malhar…

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

E o atleta, então, que descobriu que podia voar e não sabia até hoje?

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

E o outro, que atacou um cavalete indefeso e ele revidou?

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

Pior foi o mané, tentando brincar de Capitão América e se deu mal.

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

Não, pior mesmo é a garota que começou a carreira de modelo justo quando o mar estava de ressaca!

19 Pessoas que est�o tendo um dia bem pior que o seu

 

 

 

 

 

 

 

 

Saiu de férias e volta a trabalhar na segunda-feira? Cuidado!

Mais um serviço de utilidade pública do TRECO CERTO.

Trabalhar no escritório pode ser muito chato, às vezes, mas há uma válvula de escape que continua válida desde sempre: sacanear o colega.

Há inúmeras oportunidades para se fazer isso: aniversários, a pausa do almoço, e uma delas é talvez a mais utilizada: o cara sai de férias, e na volta, terá uma bela surpresa em sua mesa ou em sua sala.

Os autores das pegadinhas abaixo usaram toda a sua criatividade para dar as boas-vindas ao colega, embora algumas vezes tenham exagerado… Como na última. Mas não se pode negar que algumas delas são muito boas, e quem sabe não lhe sirvam de inspiração?

1. Post-it

via: worldwideinterweb.com

2. CSI

via: worldwideinterweb.com

3. Chegada triunfal

via: reddit.com

4. Na hora de sentar

via: worldwideinterweb.com

5. Bem-vindo

via: worldwideinterweb.com

6. Escritório voador

via: worldwideinterweb.com

7. Fã do Justin Bieber

8. Telefone elástico

9. Esta é clássica, a dos balões…

via: disterics on flickr.com

10. E a mãe de todas as sacanagens…

Fonte:

http://justsomething.co/