Atualidades, Curiosidades, Family

Vídeo mostra lanche de fast-food intacto após 24 anos; por que não estraga?

Outro dia, sem querer (porque raramente assisto TV) vi um comercial do Burger King informando que o lanche deles estraga. A chamada era algo como “comida de verdade estraga”.

Fiquei com isso na cabeça… a troco de quê eles fariam uma campanha tão… ousada… como essa? Daí, me deparei com a notícia abaixo e entendi tudo… Aliás, daí me lembrei de um post meu de algum tempo atrás e que tratava do mesmo assunto. Este aqui. Em resumo, a campanha do Burger King é certamente uma “resposta” à notícia que replico abaixo – e a tantas outras que, de tempos em tempos, aparecem por aí.

********

O que será que acontece com um hambúrguer ou batata frita de redes de fast-food ao ficarem guardados por mais de 20 anos dentro de uma caixa? A resposta é: nada.

E isso foi “provado” por um vídeo (ver no fim) que viralizou nas redes sociais mês passado, onde uma garota resolveu fazer o experimento e mostrar aos internautas como um sanduíche do Mc Donald’s, que foi guardado em 1996, permanece intacto. Segundo ela, o hambúrguer ficou guardado no guarda-roupa por 24 anos

Não é a primeira vez que a empresa de fast-food é questionada por isso. Em um comunicado, emitido dois anos atrás, a rede informou que os lanches estragam, sim, mas em condições específicas. De acordo com Keith Warriner, diretor do departamento de ciências alimentícias e controle de qualidade da Universidade de Guelph, no Canadá, os lanches permanecem intactos porque são mantidos em condições não favoráveis a bactérias.

O especialista explicou ainda que os micróbios responsáveis pela decomposição necessitam de água, nutrientes, calor e tempo para crescer. Se algum desses elementos é retirado, as bactérias não desenvolvem e não estragam a comida. No caso desses tipos de lanches, por exemplo, a carne perde água em forma de vapor durante o preparo e o pão, ao ser tostado, também perde água. Ou seja, depois de pronto, o hambúrguer fica praticamente seco.

E os conservantes?

Na resposta, o cientista não citou que a quantidade de conservantes que um alimento processado tem também altera a sua data de validade. Quanto mais, maior o prazo de validade do alimento. “Alimentos processados são aqueles desenvolvidos pela indústria alimentícia em que há a adição de componentes como açúcar, sal e conservantes para melhorar o sabor, o aroma, a textura e, claro, aumentar seu prazo de validade”, explica Aline Martins de Carvalho, nutricionista do Grupo de Estudos Epidemiológicos e Inovação em Alimentação e Saúde da Faculdade de Saúde Pública da USP (Universidade de São Paulo).

Os aditivos liberados pela Anvisa são os conservantes que retardam o crescimento de microorganismos que causam deterioração do alimento. Segundo o ITAL (Instituto de Tecnologia de Alimentos), da Secretaria de Agricultura de São Paulo, a inclusão de conservantes nos alimentos é fundamental para a segurança alimentar, reduzindo desperdícios e garantindo a disponibilidade do alimento.

Porém, vale lembrar, que optar pelo produto in natura é sempre melhor e mais saudável.

 

 

 

Fonte:

vivabem.uol.com.br

Atualidades, Curiosidades, Family, Humor

Lanche ‘esquecido’ por seis anos continua novo

Certa vez, comentei sobre um hambúrguer do McDonald’s que ficou esquecido durante 14 anos e, quando foi encontrado, mantinha a aparência de novo. (aqui)

Depois, me deparei com outra notícia bizarra, sobre um pedaço de pão de um século, e falei sobre isso neste link.

Pois bem, desta vez, o esquecimento de um lanche (do McDonald’s outra vez!) foi proposital. A norte-americana Jennifer Lovdahl, moradora de Anchorage, no Alasca, revelou o resultado de um experimento incomum: ela “esqueceu” por seis anos um lanche do Mc Donald’s em sua clínica de fisioterapia quiroprática.

A foto que Jennifer tirou mostrou que as batatas fritas e os nuggets de frango pareciam estar novos, quase que como se tivessem acabado de serem servidos. “O lanche estava em nosso escritório por todos esses anos e não apodreceu ou se decompôs. Tem cheiro de papelão”, escreveu Jennifer em seu relato no Facebook.

“Fizemos isso para mostrar aos nossos pacientes como esses ‘alimentos’ não são saudáveis. Especialmente para as crianças. Há tantos produtos químicos nesses alimentos!”, finalizou.

A grande pergunta que fica é: por que os lanches do McDonald’s não se decompõem?

 

 

Abaixo, o post original que acompanhava as fotos acima:

Jennifer Lovdahl adicionou 2 novas fotos.

It’s been 6 years since I bought this “Happy Meal” at McDonald’s. It’s been sitting at our office this whole time and has not rotted, molded, or decomposed at all!!! It smells only of cardboard. We did this experiment to show our patients how unhealthy this “food” is. Especially for our growing children!! There are so many chemicals in this food! Choose real food! Apples, bananas, carrots, celery….those are real fast food.