A Evolução do Ensino da Matemática no Brasil…

78

Semana passada comprei um chiclete que custou R$ 1,58. Dei à balconista R$ 2,00 e mais 8 centavos, para evitar receber ainda mais moedas. A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer.

Tentei explicar que ela teria que me dar 50 centavos de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la. Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar e ela aparentemente continuava sem entender.

Por que estou contando isso? Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi assim:

1. Ensino de matemática em 1950:

Um lenhador vende uma carroça por R$ 100,00. O custo de produção dessa carroça é igual a 4/5 do preço de venda.  Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970:

Um lenhador vende uma carroça por R$ 100,00. O custo de produção dessa carroça é igual a 4/5 do preço de venda, ou R$ 80,00. Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1980:

Um lenhador vende uma carroça por R$ 100,00. O custo de produção dessa carroça é de R$ 80,00. Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990:

Um lenhador vende uma carroça por R$ 100,00. O custo de produção dessa carroça é de R$ 80,00. Escolha a resposta certa,  que indica o lucro:

(  )R$ 20,00 (   )R$  40,00 (   )R$  60,00 (   )R$  80,00  

(   )R$ 100,00

5. Ensino de matemática em 2000:

Um lenhador vende uma carroça por R$ 100,00. O custo de produção dessa carroça é de R$ 80,00. O lucro é de R$ 20,00.

Está certo? (    )SIM    (    ) NÃO

6. Ensino de matemática hoje:

Um lenhador vende uma carroça por R$ 100,00. O custo é de R$ 80,00 e o lucro é de R$ 20,00. Se você souber ler, coloque um X  ao lado dos R$  20,00.

(   ) R$ 20,00    (   )  R$40,00   (   )  R$60,00   (  ) R$100,00

matematica1

Dez profissões em alta (2 de 2)

Faz alguns dias, postei a primeira parte dessa matéria (https://otrecocerto.wordpress.com/2013/08/02/dez-profissoes-em-alta-1-de-2/), e agora, vamos à parte final dela:

6) Controller

Quanto ganha (em média): R$ 10.000 a R$ 20.000

O que faz: Analisa e interpreta as informações contábeis das empresas de forma a reduzir perdas e maximizar o lucro, utilizando, para isso, conhecimentos avançados de administração. Atua no “centro nervoso” da companhia, relacionando os campos da contabilidade e da administração.

7) Advogado de contratos

Quanto ganha (em média): R$ 10.000 a R$ 14.000

O que faz: Analisa e redige contratos. É uma das áreas do Direito que mais tem crescido, acompanhando a escalada das fusões e aquisições de empresas no Brasil.

8) Gerente comercial/vendas

Quanto ganha (em média): R$ 8.000 a R$ 18.000

O que faz: É responsável pelo planejamento e controle das vendas, desde a saída dos produtos da fábrica até a chegada à casa dos consumidores. Cada vez mais disputado pelas empresas, precisa ser bem relacionado e carismático, com conhecimentos avançados de administração e marketing.

9) Biotecnologistas

Quanto ganha (em média): R$ 4.000 a R$ 5.000

O que faz: Pesquisa a criação, melhoria e gerenciamento de novos produtos nas áreas de saúde, química, ambiental e alimentícia. Na área da microbiologia, pode atuar na produção de vacinas. É cada vez mais requisitado por indústrias, cientes da necessidade da otimização da cadeia produtiva.

10) Técnico em Sistemas de Informação

Quanto ganha (em média): R$ 2.000 a R$ 3.000

O que faz: Profissional de nível médio, é responsável por criar e analisar os sistemas de armazenamento e coleta de dados de uma companhia.

Aí está. Espero que as informações tenham sido úteis!