Sacanas sem Lei?

Certa vez, comentei sobre a tradução que fazemos no Brasil dos títulos dos filmes estrangeiros (o post é este). Parece ser uma tradição a gente colocar nome sem graça, ou às vezes até com spoilers, nesses filmes – cujos títulos originais geralmente não “entregam” de cara sobre o que se trata.

Mas descobri que, em Portugal, eles são muito mais… Digamos… Criativos que nós. Veja só alguns exemplos:

007 – Um Novo Dia Para Morrer (Die Another Day)

50 Tons de Cinza (50 Shades of Gray)

A Menina que Brincava com Fogo (The Girl who Played with Fire)

Como Se Fosse a Primeira Vez (50 First Dates)

Bastardos Inglórios (Inglorius Basterds)

Corra Que a Polícia Vem Aí (The Naked Gun)

Duro de Matar (Die Hard)

Minions (desse eu gostei…)

Os Bons Companheiros (Goodfellas)

Planeta dos Macacos (Planet fo the Apes) (o spoiler foi demais…)

Um Corpo que Cai (Vertigo) (mesmo caso)

Há outros exemplos, mas acho que deixei claro o que pretendia demonstrar…

 

 

Fonte:

Osmar Portilho, para Virgula