Sobre Julio

Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo…

DESORDEM NO TRIBUNAL

Recebi de um amigo, por e-mail, um texto com uma série de frases supostamente ditas por advogados, promotores e testemunhas durante interrogatórios ocorridos em nossos Tribunais.

Segundo o e-mail, essas frases haviam sido compiladas em um livro chamado “Desordem no Tribunal”. Fiz várias buscas para checar se esse livro realmente existia, mas só encontrei referências ao próprio texto. De todo modo, segundo pessoas com experiência nos Tribunais, não seria improvável que tais situações realmente acontecessem, então, divirtam-se:

Advogado: Qual é a data do seu aniversário?
Testemunha: 15 de julho.
Advogado: Que ano?
Testemunha: Todo ano.
______________________________________________
Advogado: Essa doença, a miastenia gravis, afeta sua memória?
Testemunha: Sim.
Advogado: E de que modo ela afeta sua memória?
Testemunha: Eu me esqueço das coisas.
Advogado: Você esquece… Pode nos dar um exemplo de algo que você
tenha esquecido?
_______________________________________________
Advogado: Que idade tem seu filho?
Testemunha: 38 ou 35, não me lembro.
Advogado : Há quanto tempo ele mora com você?
Testemunha: Há 45 anos.
______________________________________________
Advogado: Qual foi a primeira coisa que seu marido disse quando
acordou aquela manhã?
Testemunha: Ele disse, ‘Onde estou, Bete?’
Advogado: E por que você se aborreceu?
Testemunha: Meu nome é Célia.
______________________________________________
Advogado: Seu filho mais novo, o de 20 anos…
Testemunha: Sim.
Advogado: Que idade ele tem?
______________________________________________
Advogado: Sobre esta foto sua… o senhor estava presente quando ela foi
tirada?
_______________________________________________
Advogado: Então, a data de concepção do seu bebê foi 08 de agosto?
Testemunha: Sim, foi.
Advogado: E o que você estava fazendo nesse dia?
_______________________________________________
Advogado: Ela tinha 3 filhos, certo?
Testemunha: Certo.
Advogado: Quantos meninos?
Testemunha: Nenhum
Advogado: E quantas eram meninas?
_______________________________________________
Advogado: Sr. Marcos, por que acabou seu primeiro casamento?
Testemunha: Por morte do cônjuge.
Advogado: E por morte de que cônjuge ele acabou?
_______________________________________________
Advogado: Poderia descrever o suspeito?
Testemunha: Ele tinha estatura mediana e usava barba.
Advogado: E era um homem ou uma mulher?
_______________________________________________
Advogado: Doutor, quantas autópsias o senhor já realizou em pessoas mortas?
Testemunha: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas…
_______________________________________________
Advogado: Aqui na corte, para cada pergunta que eu lhe fizer, sua
resposta deve ser oral, Ok? Que escola você frequenta?
Testemunha: Oral.
_______________________________________________
Advogado: Doutor, o senhor se lembra da hora em que começou a examinar o
corpo da vítima?
Testemunha: Sim, a autópsia começou às 20:30 h.
Advogado : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha: Não… Ele estava sentado na maca, se perguntando por que eu
estava fazendo aquela autópsia nele.
_______________________________________________
******* Essa é a melhor ********
Advogado: Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor checou o pulso
da  vítima?
Testemunha: Não.
Advogado: O senhor checou a pressão arterial?
Testemunha: Não.
Advogado: O senhor checou a respiração?
Testemunha: Não.
Advogado: Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a
autópsia começou?
Testemunha: Não.
Advogado: Como o senhor pode ter essa certeza?
Testemunha: Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa.
Advogado: Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha: Sim, é possível que ele estivesse vivo e cursando Direito
em algum lugar!!!


Portunhol e Espanholês

E-mail de Clene Salles:

Para quem não sabe, estou na Colômbia, precisamente em Bogotá. Por que estou aqui? Num lugar que aproximadamente marca 4.500 quilômetros de distância do Brasil? Já, já te conto! Guenta aí!

Hum… Estou aqui porque quero conhecer pessoas, lugares, costumes e, claro, estudar espanhol. Como uma profissional da área de comunicação, minha grande paixão é escrever. E talvez aqui seja um dos melhores lugares para isso! Esqueça tudo o que você ouviu falar sobre a Colômbia. Nada de terror ou medo nas ruas, muito pelo contrário, a segurança aqui é bárbara! Limpe sua mente, se aquiete um bocadinho… Agora, se prepare: o nível de alfabetização no país é de 92%, sendo que em Bogotá o incrível percentual é de 98%!!! Aqui, todo mundo lê! Por que escolhi estudar espanhol aqui? Porque é o mais puro da América Latina em relação ao da Espanha. E decidi estudar espanhol porque os registros informam que 21 países têm essa língua como idioma oficial ou segunda língua, e que há mais de 500 milhões de pessoas no nosso planetinha Terra que hablan español. Se eu já havia compreendido a importância de estudar este idioma, cada vez mais me certifico disto.

Para os navegantes de primeira viagem e que não estão nem um pouco a fim de passar pelos mesmos “micos” que passei por aqui, desfrutem agora de uma lista de dicas importantes – sendo que a PRINCIPAL é: cuidado com o Espanholês, Espanhoguês e ataques de Portunhol…

Confira comigo:

Numa linda manhã de Lunes (segunda-feira) sozinha vou à padaria. Dirijo-me à atendente, achando que eu era o último biscoito do pacote e digo: – Por favor, yo quiero un pan de queso, usted puede pegar a mí? Não é que a mocinha rachou de rir na minha “cara”? (Aqui não se fala rosto, nem face, tudo é cara mesmo!). Perguntei a ela porque ria tanto e ela, gesticulando, me explicou que “pegar” aqui é “bater”. Logo, perguntou se eu tinha certeza que era para “dar uns tabefes no pão antes de levar pra casa”… Minha reação? Simplesmente separar unas monedas para regalar a ella com gusto uma propina! Sim, aqui não se fala gorjeta e sim “propina”.

Por falar em “cara”, descobri ao hablar com um hombre en la calle (na rua) que estava trabalhando numa construção, que “careta” é a máscara de proteção de trabalho e “máscara” aqui só é usado, por exemplo, como máscara de fantasia… Pra me dar uma referência do que era máscara, ele me fez lembrar como referência o filme “O Máscara” com Jim Carrey. Pode? Oh, se pode! Tanto que pode que vou contar aqui mais algumas… Vem comigo: atenção, primeiro vem o verbete em espanhol e depois em português, combinado?

  • Pegar = Bater
  • Lastimadura = machucadura

Tem mais esta: se eu “pegar”, ou seja, “bater” em alguém vai causar uma “lastimadura”. Se alguém que tem como idioma original o espanhol lhe disser, “Ai, estoy lastimado”, certifique-se melhor o que irá “contestar” (contestar também significa responder)!

  • Embarazo = gravidez. Não se trata necessariamente de alguém confuso não… se liga, hein?
  • Saco = casaco

Logo, quem tem pensamentos “impuros” ao ler a seguinte frase: “De pronto, la venga un hombre tarado con saco rojo en las manos corriendo atrás de una buseta” pode interpretar completamente errado! Como fica: “Veja lá, vem um homem com um casaco vermelho nas mãos querendo alcançar o microônibus.”

  • Buseta é microônibus e “cuca” é a tradução de microônibus, sacou? He, He, He…
  • Candango = cadeado
  • Borrar = apagar
  • Grudante, pegante, pegamento = cola e…

Cola = fila de pessoas; cauda de um animal, de forma vulgar o c… (o símbolo de cobre também); e o bumbum das muchachas por aqui… Los hombres acá de pronto miran la hermosa cola de las mujeres en la calle!

Aqui não se atende ao telefone e muito menos quando toca a campainha… Em espanhol, o teléfono se “contesta” e o som que sai dele é “timbre”, logo “o teléfono está timbrando, quién irá contestar?” E quer saber mais? Nas casas, as pessoas têm “timbrantes” em suas portas de entrada… “todo eso para llamar las personas” que estão dentro da casa.

  • Paraguas = guarda-chuva (faz sentido)
  • De marras = alguém que anda cheio de ganância, em outras regiões “de marras” é aquela pessoa metida a sabe-tudo.
  • Enojada = irritada
  • Latido = batimento cardíaco (ai, ai.. melhor, au, au!)

Assim que cheguei ao apart-studio aqui, recebi uma ficha para preencher, imagina minha cara de UÉ quando li:

“Direcion de Origem, Firma, Fecha, blá, blá, blá…”

  • Direcion de Origem = o endereço, no caso aqui, deveria preencher (juro que preenchi!), meu endereço do Brasil.
  • Firma = assinatura
  • Fecha = data, datar, enfim indicar a data de entrada e “salida”…

Peguei um artesanato de madeira e curiosamente comecei a analisar e prestar atenção no objeto. Exclamei (eu e minha grande boca):- És uma oca, que cosa! No meu espanholês, estava crente que havia dito: -“É uma oca, que interessante!” Que nada, mega mico! Para os desavisados de plantão, “oca” é ganso! Quac! Ainda bem que

  • pato = pato!
  • Toma = tomada, então cuidado quando você estiver num país onde se fala espanhol e sai “hablando” que nem doido: “Pega! Toma!” Porque a tradução fica bem assim: “-Vou te bater, vai apanhar! Tomada Elétrica ! Tomada Elétrica!” Vixe… a cena seria hilária!
  • Tapado = alguém que está coberto com cobertor ou um sobretudo.
  • Taller (se pronuncia talher) não é garfo, faca ou colher não…. Acredite: é uma oficina! Pode ser oficina de jóias, carros, computador, etc…
  • Oficina = escritório
  • Escritório = escrivaninha, móvel de escrever (ai, meu Deus!)
  • Bilhete = cédula, papel moeda.

Nem preciso confirmar aqui que passei mais um mico daqueles quando estava comprando ingresso para o cinema… Pedi ao muchacho meus bilhetes e ele respondeu que há havia me dado “la vuelta”, ou seja, o troco – ai, ai, ai… Que pena! Fiquei com vergonha mesmo, compadecida de mim mesma, afê! Por quê? Veja a seguir:

  • Pena = vergonha
  • Parcelar = lotear, repartir um pedaço de terra. Se você pedir para parcelar uma compra aqui, vai ter que enfrentar uma cara de “ué”.
  • Cancelar = quitar uma dívida ou compra
  • Acreditar = dar crédito a alguém ou empresa
  • Acordar = resolver em comum acordo
  • Despertar = acordar
  • Oso = urso. Pronuncia-se “osso”, pero tambien se habla oso – quando alguém passa por um ridículo..
  • Planchar = passar roupa com ferro
  • Cana = pessoa com cabelos brancos (só que naturais)
  • Doce = 12 (número 12 mesmo!)
  • Aparecido = fantasma que se mostra para alguém
  • General = geral
  • Mano = mão; não se trata de forma nenhuma dos brothers…
  • Fresca = pessoa que tem um temperamento indiferente, que não se preocupa com nada e nem com ninguém. Longe de serem as patricinhas no Brasil…
  • Canson = pessoa chata
  • Mamona = pessoa mais chata ainda. Como diria o Faustão, mamona é o famoso pentelho!
  • Funda = é o que cobre o travesseiro, quase que o mesmo que fronha. Só que existem muitos tipos de funda: funda de celular, funda de arma, funda de jóias…
  • Finca = fazenda
  • Cubo de Basura = lata de lixo… em Bogotá o hábito é denominar isto como: Caneca de basura.
  • Vaso = copo
  • Panela = doce feito à base de cana de açúcar.
  • Neveira = geladeira
  • Escova = vassoura
  • Cepillo = escova

Se você precisa de escova de dentes ou de cabelo, please, preste atenção… Também passei o maior mico quando pedi no supermercado escova de “dientes” e escova de “cabellos”… A atendente se vira e diz: “A senhora tem certeza do que está pedindo?” E eu, a besta quadrada, respondo: Claro! Daí ela me levou no setor de escovas e disse que não conhecida escovas (vassouras) de dientes e cabellos… Quase tive uma sincope!

  • Taça = recipiente pequeno onde se toma sopa, logo, pede-se no restaurante uma taça de sopa.
  • Brincar = pular
  • Molestar = brincar
  • Mata = plantinha pequena

Fiquei que nem uma babaca tentando entender o que as pessoas me diziam naquela tarde de domingo… “Mire que linda mata.” E eu só via um pequenino – bem pequeno mesmo -, canteiro com flores amarelo-alaranjadas… Pensei comigo, “Vixe, pirei de vez!” Até descobrir que mata aqui em Bogotá significa “pequenas plantinhas” foi o ó do borogodó!

  • Despido = alguém que foi despedido, que está desempregado (não é que tem tudo a ver mesmo?)
  • Velada = noitada, encontro com amigos

E tem mais, não se trata de forma nenhuma que isso ocorra dentro de um cemitério ou velório. Velada é uma noite agradável, batendo papo com amigos, comendo, bebendo… Quando me “invitaram” para uma velada e o povo todo contente, fiquei sem entender nada. Minha única saída foi aceitar e me vestir com aquele “pretinho básico”. Nem preciso dizer que foi só no final da noite é que eu entendi o que era velada, ai, ai… sou mona mesmo!

  • Mona = loura, loira

E durante a velada, eu tentei me explicar e soltei uma daquelas pérolas… – Cual o termo que me puedo usar mismo? Me olharam com cara de bege… termo? Daí pegaram a garrafa térmica e me explicaram que o que tinha dentro era termo… Socorro!

  • Termo = garrafa térmica
  • Tocaya, Tocayo = Xará
  • Claraboya = teto solar do carro

 

É mole, ou quer mais?

Um abração

Clene Salles

Engurish na Ásia

Figura1O que seria uma Enterness?

Figura2

Eles deviam desejar boa sorte… Tomara que a pessoa encontre os banheiros…

Figura4

“Cuidado com as pessoas”. Ainda bem que avisaram.

Figura5

Deck erótico?

Figura6

Eh, eh, eh… as pessoas nem conseguem abrir o pacote! Afinal, a embalagem já avisa: “Complicated”!

Figura7

O prato da direita deve causar uma bruta acidez no estômago…

Expressões usadas pelas mulheres… e seus significados:

 
1 – “Certo”: Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e você precisa se calar.

2 – “5 minutos”: Se ela está se arrumando significa meia hora. “5 minutos” só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para ver o futebol antes de ajudar nas tarefas domésticas.

3 – “Nada”: Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está acontecendo e que você deve ficar atento. Discussões que começam em “Nada” normalmente terminam em “Certo”.

4 – “Você que sabe”: É um desafio, não uma permissão. Ela está te desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer… e não diga que também não sabe!

5 – Suspiro ALTO: Não é realmente uma palavra, é uma declaração não-verbal que frequentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idiota e que ela está imaginando porque ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre “Nada”.

6 – “Tudo bem”: Uma das mais perigosas expressões ditas por uma mulher. “Tudo bem” significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando você vai pagar por sua mancada.

7 – “Obrigada”: Uma mulher está agradecendo, não questione, nem desmaie. Apenas diga “por nada”. (Uma colocação pessoal: é verdade, a menos que ela diga “MUITO obrigada” – isso é PURO SARCASMO e ela não está agradecendo por coisa nenhuma. Nesse caso, NÃO diga “por nada”. Isso apenas provocará o “Esquece”).

8 – “Esquece”: É uma mulher dizendo “FODA-SE!!”

9 – “Deixa pra lá, EU  resolvo”: Outra expressão perigosa, significando que uma mulher disse várias vezes para um homem fazer algo, mas agora está fazendo ela mesma. Isso resultará no homem perguntando “o que aconteceu?”. Para a resposta da mulher, consulte o item 3.

10 – “Precisamos conversar!”: Fodeu!! Você está a 30 segundos de levar um pé na bunda.

11 – “Sabe, eu estive pensando…”: Esta expressão até parece inofensiva, mas usualmente precede os Quatro Cavaleiros do Apocalipse…

enviado por Clene Salles

Carta de ex- para ex-

Querida,


Escrevo para dizer que vou lhe deixar.

Fui bom marido por 7 anos.

As duas últimas semanas foram um inferno.

O seu chefe me chamou para dizer que você tinha pedido demissão e isto foi a última gota.
Na semana passada, nem notou que não assisti ao futebol.
Te levei no restaurante que mais gosta.
Chegou em casa, nem comeu e foi dormir depois da novela.
Não diz que me ama, nunca mais fizemos sexo.

Está me enganando ou não me ama mais.
PS. Se quiser me encontrar, desista.

A Júlia, aquela sua “melhor amiga” da academia e eu vamos viajar para o nordeste e vamos nos casar!
Seu Ex-marido.

Resposta:
Querido ex-marido,
Nada me fez mais feliz do que ler sua carta.

É verdade, ficamos casados por 7 anos, mas dizer que você foi um bom marido é exagero.
Vejo a novela para não lhe ouvir resmungar a toda hora, não valia a pena. Realmente reparei que não assistiu futebol, mas com certeza, foi pq seu time tinha perdido e vc estava de mau humor.
A churrascaria deve ser a preferida da minha amiga Júlia, pois não como carne há dois anos.
Fui dormir porque vi que a cueca estava manchada de batom.

Rezei para que a empregada não visse.
Depois de tudo isto, eu ainda o amava e senti que poderíamos resolver os nossos problemas.

Assim quando descobri que eu tinha ganhado na Loteria, deixei o meu emprego e comprei dois bilhetes de avião para o Taiti, mas quando cheguei em casa você já tinha ido. Fazer o quê?
Tudo acontece por alguma razão.

Espero que você tenha a vida que sempre sonhou.
O meu advogado me disse que devido à carta que você escreveu, não terá direito a nada. Portanto, se cuida!


PS. Não sei se lhe disse mas Julia, minha “melhor amiga”, está grávida do Jorginho, nosso personal. Espero que isto não seja um problema…
Ass: Milionária, Gostosona e Solteira.


Outra do Ruy Barbosa

Faz algum tempo, coloquei um post com uma história talvez folclórica com Ruy Barbosa. Clique aqui.

 Bem, esta outra história dizem ser mais verdadeira:

Contam que, ao chegar ao açougue para comprar carne, Ruy foi interpelado pelo açougueiro com uma pergunta sobre se podia lhe fazer uma consulta. Com o aquiescimento do grande jurisconsulto, o açougueiro perguntou: ” Se um cão, de propriedade de pessoa conhecida, adentrar o meu estabelecimento e se apoderar de um pedaço de carne e sair correndo, o dono dele será responsável por me pagar a carne?”. Ruy disse-lhe que sim. Então o açougueiro lhe disse: “Lamento informar que o cão que fez isso é de sua propriedade e assim o senhor me deve X”. Ruy, sem se abalar, disse então: ” Na verdade, quem está em crédito sou eu, pois a minha consulta, pelo preço de tabela, é 4X “. 

 Enviada por José Roberto Martins Segalla