Inventores e cientistas que morreram por suas criações

Alguns inventores, cientistas e pesquisadores tiveram mortes causadas, direta ou indiretamente, por suas próprias descobertas

O mundo das descobertas científicas e tecnológicas pode ser muito ingrato. Como se não bastassem as brigas por patentes e disputa de egos, cientistas, pesquisadores e inventores também enfrentam os perigos oferecidos pelo desconhecido. Principalmente quando ele está prestes a se tornar o primeiro em algum experimento extraordinário. E não foram poucos os que perderam suas vidas em nome da ciência e progresso da tecnologia.

 

  • Otto Lilienthal, pioneiro em voos de planador
    (Otto Lilienthal Musem)
    O alemão Otto Lilienthal ficou conhecido como “o pai do voo planado”. Engenheiro mecânico, em 1867 Herr Lilienthal publicou um importante estudo sobre o voo dos pássaros, considerado uma das obras mais importantes da aviação. Segundo informações do Museu Otto Lilienthal, foi em 1891 que, depois de vários protótipos, o alemão chegou ao modelo Derwitzer Glider, o primeiro a carregar uma pessoa. Alguns anos depois, Herr Lilienthal desenvolveu aquele que seria o seu carrasco, o planador “Normal Glider”. Ao decolar e planar com ele no dia 9 de agosto de 1896, o alemão caiu de uma altura de 17 metros do chão, quebrando a coluna. Herr Lilienthal morreu no dia seguinte. Reza a lenda que suas últimas palavras, como bom germânico, foram: “Opfer müssen gebracht werden” que, em português, significam “Sacríficios precisam ser feitos”.

 

 

 

 

 


* O ozônio é um gás incolor que forma uma fina camada na atmosfera e absorve componentes nocivos da luz solar, conhecidos como raios “ultravioleta B” ou “UV-B”. Ele protege os seres humanos dos riscos de desenvolver câncer de pele ou catarata, entre outras doenças, e impede mutações nocivas em animais e plantas.
Nos anos 1980, cientistas descobriram que a produção humana de gases CFC tinha causado um buraco enorme na camada de ozônio, colocando em risco a vida no planeta. A abertura, encontrada acima do Polo Sul, acendeu um alerta global e se tornou o maior ícone da luta pela preservação ambiental.

 

 

Fonte:

exame.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.