Atualidades, Curiosidades, Sabedoria

10 DESCOBERTAS SURPREENDENTES SOBRE A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

A Segunda Guerra Mundial terminou há mais de 70 anos, porém ainda está muito viva na memória de sobreviventes e parentes de quem lutou ou presenciou aquela época. No decorrer das décadas, foram encontradas centenas de evidências de batalhas, além de aviões, navios e materiais bélicos que eram tidos como desaparecidos.

Até hoje acontecem descobertas surpreendentes sobre a Segunda Guerra, como você pode conferir nos itens abaixo.

1 – Cartão-postal

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Em 1943, um cartão-postal foi enviado de um hospital militar em Illinois e só chegou ao seu destino em 2012. A correspondência foi enviada pelos pais do soldado George Leisenring, que foram visitá-lo durante a sua recuperação no hospital, para as irmãs do rapaz, que estavam em uma pequena cidade do estado de Nova York.

O postal dizia: “Queridas Pauline e Theresa, chegamos em segurança e fizemos uma boa viagem, mas estamos bastante cansados”. O problema é que, quando o cartão chegou ao seu destino com 70 anos de atraso, ninguém mais da família morava na casa endereçada.

2 – Obras de arte

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Em 2011, mais de 1,5 mil pinturas, que eram tidas como destruídas na Segunda Guerra Mundial foram encontradas na Alemanha. O tesouro em obras de arte que os nazistas roubaram dos seus proprietários vale bilhões e foi descoberto por trás de latas de comida estragada em um apartamento em Munique.

As pinturas eram dadas como perdidas e destruídas pelo bombardeio de Dresden em 1945, porém foram achadas no apartamento (em péssimo estado) de Cornelius Gurlitt. Segundo os investigadores, a coleção aparentemente veio do pai de Gurlitt, Hildebrandt, que era um historiador de arte quando os nazistas tomaram o poder nos anos 1930.

Ele teria adquirido centenas de quadros vendidos por preço de banana pelos judeus, que estavam tentando escapar do regime nazista, e as repassou para o seu filho antes de morrer.

3 – Pombo-correio

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Durante a reforma de uma lareira em sua casa em 1982 — em Surrey, na Inglaterra —, David Martin descobriu um pombo-correio em sua chaminé, portando uma mensagem que ainda estava ligada ao seu esqueleto.

Os especialistas acreditam que a ave foi enviada pelas Forças Aliadas a partir da França ocupada pelos nazistas em 6 de junho de 1944, ou seja, durante as invasões ocorridas no histórico Dia D.

Juntamente com os ossos do pombo, foi encontrada uma pequena cápsula vermelha que continha a mensagem codificada. O texto, enviado com destino ao posto XO2 — provavelmente o Comando de Bombardeio — apresenta 27 códigos, cada um deles composto por cinco letras ou números.

A mensagem, cujo conteúdo os agentes acreditam ser top secret, provavelmente traz informações sobre o progresso das operações.

Os pombos-correios participaram ativamente durante a Segunda Guerra Mundial, e 32 deles chegaram inclusive a ser condecorados como heróis, como foi o caso da ave “GI Joe”, cuja mensagem salvou mais de mil vidas ao evitar o bombardeio de um vilarejo que havia sido retomado pelas forças britânicas.

4 – Barris de gordura

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Diversos barris de gordura foram encontrados na praia da Reserva Natural de St. Cyrus (na Escócia), depois que uma tempestade atingiu o local. A madeira dos barris já havia se desfeito há muito tempo, porém a forma foi mantida devido às cracas marinhas que os recobriram.

Acredita-se que os barris tenham vindo de um navio mercante bombardeado durante a Segunda Guerra Mundial e que eles continuam a aparecer no decorrer das décadas devido às tempestades que agitam o mar e os levam para as praias.

5 – Campo de batalha

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Em 2010, um campo de batalha inteiro — incluindo armas, equipamentos e ossadas de soldados — foi descoberto praticamente intacto em uma floresta de Papua Nova Guiné.

O local foi encontrado pelo capitão aposentado Brian Freeman, que se baseou em antigos diários e mapas para chegar ao campo de batalha. O cenário encontrado mostra o resultado de uma das mais sangrentas batalhas entre soldados japoneses e australianos, conhecido como Eora Creek, na qual 79 australianos morreram e outros 145 ficaram feridos.

6 – Submarino japonês

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Um supersubmarino japonês desaparecido em 1946 foi avistado ao largo da costa sudoeste de Oahu a quase 700 metros de profundidade. O I-400 foi o maior e mais avançado tecnologicamente da época. Era capaz de viajar uma vez e meia ao redor do mundo sem reabastecimento e liberar três bombas de 1,8 mil quilos rapidamente.

O submarino foi capturado pelos militares americanos no final da Segunda Guerra Mundial e mantido em Pearl Harbor para a inspeção. Quando começou a Guerra Fria, os soviéticos exigiram o acesso à embarcação, mas os Estados Unidos, não querendo que a tecnologia caísse mãos dos inimigos, negaram qualquer conhecimento de seu paradeiro.

7 – Uma fortuna em prata

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Um navio mercante britânico afundado pelos nazistas em 1941 foi descoberto recentemente a cerca de 480 quilômetros da costa da Irlanda. O navio continha cerca de 61 toneladas de prata, que eram divididas em 1.574 lingotes, somando um valor estipulado de aproximadamente 36 milhões de dólares.

8 – Bomba antiga detonada por acidente

Fonte da imagem: Reprodução/Mashable

Uma bomba da Segunda Guerra Mundial, que ficou enterrada desde então, foi detonada em um canteiro de obras na Alemanha, matando um motorista de escavadeira e ferindo mais oito trabalhadores. A explosão ocorreu quando o motorista levantava a terra e os detritos do terreno, mas nem sequer imaginava que havia algo tão perigoso por ali.

9 – Bombardeiro encontrado

Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News

Em 2010, foi encontrado um bombardeiro americano tido como desaparecido desde julho de 1943, contendo os restos mortais do sargento Thomas L. Meek e do capitão Henry S. White. O avião foi achado no Pacífico Sul em um recife de corais. Também foram encontradas na aeronave moedas norte-americanas e australianas, além de pertences dos militares.

10 – Submarino alemão

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Um submarino U-550 foi encontrado em águas profundas a cerca de 112 quilômetros ao sul de Nantucket, Massachusetts. Em abril de 1944, o U-550 torpedeou um navio-tanque que partia para a Grã-Bretanha com 140 mil barris de gasolina.

Em seguida, o submarino tentou se esconder, mas foi descoberto pelo USS Joyce, um dos três navios da escolta do tanque. O Joyce atingiu o submarino com cargas de profundidade, forçando-o a subir à superfície, onde foi atacado por outra embarcação e afundou.

 

 

 

 

 

 

Fonte:

megacurioso.com.br

 

Atualidades, Curiosidades

POR QUE EXISTE UMA GÁRGULA “ALIEN” NUMA IGREJA DO SÉCULO 13?

A existência da escultura na Abadia de Paisley despertou inúmeras teorias, que só foram derrubadas recentemente

Construída no século 12, precisamente no ano de 1245, a Abadia de Paisley passou por inúmeros processos de destruição e reconstrução durante os diversos episódios ocorridos na Escócia ao longo dos anos, como em situações de crise política e independência no país.

Em uma dessas reconstruções – mais atual e muito menos dramática -, um detalhe interessante foi colocado na abadia, que agora conta com uma gárgula que se parece muito com o antagonista do filme terror sci-fi Alien – O 8º Passageiro.

O detalhe foi apontado pela primeira vez em uma fotografia, após um fã do filme notar a curiosa semelhança entre o ornamento da abadia e o assustador personagem do longa-metragem.

Cena do filme Alien – O 8º Passageiro / Crédito: Divulgação – Brandywine Productions

As gárgulas * foram, inicialmente, construídas para afastar os maus espíritos das igrejas e catedrais, principalmente na Europa. Por isso, eram colocadas nas laterais das igrejas. E foi em um desses locais que um turista percebeu o curioso fato.

Depois disso, teorias tentavam entender como era possível uma estrutura tão antiga abrigar uma referência tão atual e, principalmente, assustadora. Em 2013, quando a foto da década de 90 começou a ganhar popularidade e a história começou a circular pelo mundo todo, muitas teorias foram levantadas.

A emissora britânica BBC fez questão de ir atrás dos fatos, e entender o que um alien fazia na igreja paroquial. Para isso, entrevistaram o reverendo Alan Birss que explicou toda a história, esclarecendo os boatos.

A verdade é que havia 12 gárgulas na igreja, que estava em péssimas condições – nunca foram reparadas e já estavam extremamente desgastadas. Como consequência, em 1991, elas acabaram sendo removidas e um artesão de Edimburgo foi contratado para restaurar as obras.

No entanto, apenas uma das gárgulas havia sobrado no exterior da Abadia, faltando  referência para o escocês, que foi obrigado a usar a própria imaginação. “Pessoalmente, acredito que ele estava se divertindo com as criações”, confessou o reverendo. “Talvez o filme fosse relativamente novo quando estavam esculpindo, e se ele estivesse pensando em um alienígena, a primeira associação seria com o Alien”.

O terceiro filme da saga, Alien 3, foi feito em 1992, então a teoria é bem plausível. A gárgula ajudou a alavancar a popularidade da Abadia de Paisley, tornando-a um dos mais interessantes locais de se conhecer na Escócia.

A Abadia de Paisley, na Escócia / Crédito: Wikimedia Commons

*Gárgula vem do francês gargouille, gargalo ou garganta. Eram estruturas colocadas próximas às calhas de igrejas medievais, com a função principal de esconder os canos que escoavam a água da chuva, que descia por suas “gargantas”.

A ideia parece ter surgido no Egito Antigo. Templos egípcios já tinham gárgulas no formato de cabeça de leões. Isso também foi adotado na arquitetura grega e o costume não se perdeu.

 

 

 

 

Fonte:

aventuranahistoria.uol.com.br