Primeira vídeochamada foi há mais de 50 anos… e o que isso tem a ver com Walt Disney

slide-7

Embora as videochamadas tenham se popularizado com o Whatsapp e outros aplicativos similares, o conceito da tecnologia surgiu há muito mais tempo. A primeira ligação com vídeo tem mais de 50 anos: ela foi demonstrada em uma feira tecnológica nos Estados Unidos em um aparelho chamado Picturephone.

gal_worlds_fair11
A demonstração do funcionamento do Picturephone, aparelho que permitia ligar para um número fixo e mostrava a imagem do interlocutor, ocorreu em 20 de abril de 1964

A World’s Fair (Feira Mundial), realizada em Nova York em 1964 , trouxe como um dos destaques o Picturephone, fabricado pelo laboratório Bell da AT&T. Para usá-lo, o visitante tinha de entrar em uma cabine e discar para o número de telefone fixo. Depois de a ligação ser completada, a pessoa apertava um botão indicado com um “V” para ativar o vídeo. Uma pequena câmera capturava a imagem da pessoa, que era mostrada em outro Picturephone à pessoa do outro lado da linha.

new-look

A videochamada, no entanto, estava longe de ser perfeita. A imagem mostrada era em preto e branco em uma tela pequena (16 x 21 polegadas) e gerada em 30 quadros por segundo. A pessoa tinha de ficar praticamente imóvel diante do Picturephone, caso contrário a imagem não aparecia do outro lado da telinha.

Apesar de avançada e muito curiosa para a época, a tecnologia não era barata nem prática. Quem fizesse uma chamada de 15 minutos teria de desembolsar US$ 15 – o equivalente a US$ 640 (quase 3 mil reais!) em valores corrigidos de hoje.  Em 1969, a AT&T começou a vender um modelo de Picturephone para empresas, com leves melhorias no aparelho. Mas, em meados de 1971, a companhia encerrou as vendas e a oferta do serviço.

097001

De todo modo, foi um enorme avanço, porque até então, as videochamadas estavam restritas aos desenhos animados ou aos filmes de ficção-científica…

On_Space_Station_V,_Dr._Heywood_Floyd_places_a_videocall_to_his_daughter_on_Earth
Jetsons século XXI 02
17iszmqq10smijpg

Aliás, a Feira Mundial de Nova York de 1964 tinha de fato esse objetivo, apresentar as grandes inovações futuristas e propostas de invenções que, segundo seus idealizadores, modificariam o mundo e o deixariam melhor. Uma dessas invenções era justamente o Picturephone.

New_York_World's_Fair_August_1964
No centro da Feira Mundial de Nova Iorque em 1964 ficava o ícone da exibição: A Uniesfera. Construída pela US Stell, esta edificação era o triunfo da engenharia americana. Ninguém tinha conseguido criar uma representação da Terra em tal escala antes. Assim como a Torre Eiffel na Exposição de Paris em 1889, a Uniesfera tornou-se instantaneamente o símbolo reconhecível da Feira Mundial de 1964. Ela ainda está lá, no Queens, no parque que foi construído para a exibição.

Esse Picturephone foi inclusive instalado na Disneyland, e ligava o parque ao único hotel da Disney que existia na época. Falando em Disney, é claro que Walt, sempre olhando para o futuro, não deixaria de participar dessa exposição.

tumblr_lrqacjaJJr1qb62ym

Ainda antes da abertura da Feira, Disney e seus criativos foram convidados a desenvolver atrações para o evento. E três grandes empresas decidiram patrocinar essas atrações, a Ford, a General Electric e a Pepsi. Essas três atrações, depois do final da exibição,  poderiam ser reconstruídas na Disneyland.

A Ford oferecia uma viagem de volta no tempo para as origens da Terra, intitulada “Magic Skyway”. A bordo de conversíveis guiados em um trilho, os visitantes podiam ver os primeiros animais na Terra, os dinossauros, na forma de robôs animados, e os primeiros seres humanos e as primeiras invenções. A sequência de dinossauros – chamada Primeval World – é a que foi depois levada para o parque na Califórnia.

023+-+Embarkation+Ramp (1)
65-xx-03_Magic_Skyway_start
ford49
tumblr_n4gn3hwA9X1s6mfc6o1_500

A General Electric, por sua vez, propôs uma viagem ao futuro, através do “Progressland”, um pavilhão que mostrava como a eletricidade mudara o mundo. Uma das atrações desse pavilhão era o “Carousel of Progress”, reconstruído na Disneyland após o final da Feira: em um palco circular giratório, veríamos como a família vivia no passado e a evolução dessa família até o futuro, onde iríamos passar as férias na Lua, como seriam nossas cidades subaquáticas, as fazendas do futuro… As rodovias onde nossos carros andariam sozinhos… Tudo isso com bonecos audioanimatrônicos, robôs que usavam a mais avançada tecnologia da época.

8070443 (1)
ge47
NYWF_7-64-Progressland
010-COP-1-NY
walt-disney-carousel-of-progress-00
74e8468e3ea1ed02b87013069c189661

Finalmente, a Pepsi se uniu à UNICEF e patrocinou a atração “It’s a Small World”, convidando os visitantes a viajar por todas as nações do mundo em pequenos barcos, sendo recebidos por bonecos audioanimatrônicos que representavam todas as nacionalidades e cantando um hino à fraternidade universal. A atração praticamente não sofreu mudanças quando foi levada à Disneyland, depois da Feira Mundial.

article-2603177-1D0C41CD00000578-480_964x609
disney-small-world-1964-worlds-fair
hqdefault
inventions17wf-25-web
WFW665993LARGE

Mas esses três pavilhões não foram as únicas atrações que Walt Disney levou à Feira Mundial. Ele tinha mais uma, no pavilhão do Estado de Illinois, e que era um sonho que vinha acalentando e desenvolvendo por onze anos: o projeto Lincoln.

Era o presidente americano Abraham Lincoln que levantava-se da cadeira, discursava, agradecia aos aplausos e voltava a sentar-se, em um total de 48 movimentos corporais e 15 movimentos faciais diferentes.

DSC_4688_detail

No dia da estreia da atração na Feira, um acidente provocou uma pane no sistema e deixou Walt desesperado. Ao sentar-se, a figura voltou a levantar-se e não parou mais de repetir esses movimentos. Impressionado, o público aplaudia sem parar, julgando que Lincoln agradecia aos aplausos. Sem perceber o problema, a plateia delirou!

a0395173577_10

Claro que as atrações criadas por Disney foram as grandes sensações da Feira Mundial, provocando filas enormes de visitantes ansiosos por conhecê-las. Para Walt, os resultados da Feira foram altamente positivos. Além de trazer novas atrações para a Disneyland, conseguiu o que era impossível até então: trabalhar suas ideias junto às grandes empresas norte-americanas.

Um fato curioso ocorreu no final da exposição, porém, com o boneco de Lincoln. Ao contrário das outras três atrações, ele não foi levado à Califórnia. Quando o pavilhão de Illinois foi demolido, os artefatos mais valiosos foram devolvidos ao Estado, e o boneco se perdeu. Quando decidiram remontar a atração na Disneyland, tiveram que construir outro boneco.

Great_Moments_with_Mr_Lincoln_Poster

Durante muitos anos, tudo o que restou da versão original foram as lembranças de quem assistiu o espetáculo em Nova York, as fotos e as gravações de áudio ou vídeo.

64-fair-music-lincoln-mask-
Escultor da Disney dando os últimos retoques no boneco original, de 1964.

Porém, descobriu-se finalmente que a figura original de Lincoln havia sido colocada numa caixa, enviada de volta à Califórnia e ficado misteriosamente esquecida nos armazéns da Disney durante décadas. Essa figura, apenas com a cabeça, mãos e sua estrutura original, hoje uma relíquia, está bem guardada na Disneyland…

IMG_2408

Todo suor tem cheiro? Transpirar emagrece?

Cecê, fedor, inhaca, catinga…

Antes de responder às perguntas do título do post, um pouco de “cultura”. Em inglês, “c.c.” (cheiro de corpo) é chamado de “b.o” (body odor). Você sabia que foi o sabonete Lifebuoy que criou o termo “c.c.” no Brasil?

Nas propagandas nos Estados Unidos, eles já usavam a gíria “b.o.”, e quando essas antigas propagandas foram veiculadas no Brasil, na década de 1940, usaram a abreviatura adaptada ao português, e que hoje se escreve “cecê”, como adotado pelo dicionário Aurélio.

Mas vamos às questões sobre os mitos e as verdades sobre a transpiração.

Todo suor tem cheiro. MITO: Suor não possui odor. O mau cheiro, chamado de bromidrose e conhecido popularmente como “cecê”, ou “chulé”, quando afeta os pés, é causado pela presença de bactérias e restos celulares. O tratamento dos odores é feito através de uma higiene cuidadosa nas regiões de maior sudorese. Em alguns casos, o dermatologista pode indicar medicamentos para eliminar fungos e bactérias.

Só suamos quando faz calor. MITO: A função do suor é controlar a temperatura do corpo e isso acontece em todas as estações do ano. No inverno, é comum transpirar mais nas axilas por conta da quantidade de roupas utilizadas para proteger do frio.

Suar demais pode ser sinal de doença. VERDADE: Transpirar muito pode ser um sinal de hiperidrose, doença que causa sudorese excessiva nas axilas, mãos, pés e virilha, tratada com aplicações de toxina botulínica. A grande quantidade de transpiração também pode indicar a presença de doenças como diabetes, infecções ou febres ocultas.

Suor ajuda a emagrecer. MITO: A transpiração elimina apenas água e sais minerais que são repostos no momento em que o corpo é reidratado.

Suor é o mesmo em todas as partes do corpo. VERDADE: O suor é composto de água e sais minerais, o que difere são as glândulas pelas quais ele é eliminado do corpo. As écrinas eliminam água, sódio e potássio através de poros na pele. As apócrinas, localizadas em regiões como axilas, genitália, pés e couro cabeludo, eliminam o suor através de folículos capilares, e não de poros.

Desodorante antitranspirante faz mal à saúde. MITO: Segundo os dermatologistas, os antitranspirantes não causam o entupimento dos poros. A recomendação é procurar um médico antes de escolher o produto para evitar alergias ou hipersensibilidade.

Suor faz mal à pele. MITO: O suor é composto por água e sais minerais e funciona como mecanismo de regulação da temperatura do corpo. O que pode acontecer é a formação de brotoejas, mais comuns em crianças, quando os dutos de excreção do suor são obstruídos. Isso ocorre quando o suor fica acumulado na pele. Por isso, a higiene é importante. Sempre!

Curiosidades sobre os filmes da Disney…

Há alguns fatos curiosos por trás das animações da Disney que são divertidos e surpreendentes.

1. O rosto de Aladim foi baseado em Tom Cruise.

3-tom-cruise-aladdin

2. “Can You Feel the Love Tonight” foi quase cortada na versão final de O Rei Leão (1994). Quando Elton John soube disso, disse aos produtores que eles DEVIAM colocá-la de volta… Para quem não se lembra:

3. Ao contrário do que se pensa, Tinker Bell não foi inspirada por Marilyn Monroe e sim na modelo Margaret Kerry, que serviu de referência.

4. John Lennon recusou o convite do estúdio Disney para que os Beatles fizessem as vozes da banda que aparece em Mogli, o menino-lobo (1967). A banda tinha sido inspirada no quarteto de Liverpool, e mesmo com a recusa de Lennon, Walt Disney decidiu manter os personagens mesmo assim. Aliás, Mogli foi o último filme que ele supervisionou, e foi lançado dez meses após a morte de Disney, em 1966.

5. O pênis na capa original do lançamento em VHS de A Pequena Sereia (1989) foi puramente acidental. De acordo com o artista que a desenhou, ele estava com pressa para terminá-la e não estava nem com raiva dos chefes e nem prestes a ser demitido – como se especulou na época.

6. O mago Yen Sid, para quem Mickey vai trabalhar no segmento “O Aprendiz de Feiticeiro” de Fantasia (1940), tem o nome Disney soletrado de trás para frente.

7. Walt Disney recebeu um Oscar honorário por Branca de Neve e os Sete Anões (1937), e mais sete estatuetas em miniatura.

8. Ursula, a vilã de A Pequena Sereia, foi inspirada na vilã Madame Medusa de Bernardo e Bianca (1977) e na drag-queen Divine.

From L-R: Madame Medusa, Ursula, Divine (Photo: Everett/Getty)

9. Não se ouvem rugidos de leões em O Rei Leão.  Os produtores acharam que eram muito baixos, então usaram os rugidos de tigres!

10. Esta é boa: o nome do tubarão vegetariano em Procurando Nemo (2003) é Bruce, e foi batizado assim em homenagem ao tubarão mecânico usado no filme de Steven Spielberg Tubarão (1975). O Bruce de Spielberg recebeu esse nome em “homenagem” ao antigo advogado do diretor… Ah, ah, ah!

11. O príncipe de “A Bela Adormecida” foi o primeiro a receber um nome, Felipe, em homenagem ao Duque de Edinburgo, marido da rainha Elizabeth e pai do príncipe Charles.

12. Para gravar um minuto de “O Estranho Mundo de Jack”, o filme em stop-motion dirigido por Tim Burton, era necessário uma semana!

16-nightmare-before-christmas

13. Walt Disney tinha a ideia de uma sequência para “Branca de Neve”, um curta-metragem chamado “Snow White Returns”, que nunca foi desenvolvido. Restaram apenas algumas cenas esboçadas e mais nada…

7-snow-white-returns

14. A atriz Eleanor Aubrey foi quem deu o rosto e as expressões para duas das maiores vilãs da Disney: Lady Tremaine de “Cinderela” e Maléfica de “A Bela Adormecida”.

15. Quando criança, Walt Disney interpretou “Peter Pan” em uma peça teatral na escola.

37-peter-pan-walt-disney

BÔNUS

O Disney World de Orlando, na Flórida, é muito mais do que… O Magic Kingdom, cujo símbolo é o castelo da Cinderela. Ele ainda inclui o Epcot, o Animal Kingdom, o Disney MGM e mais um monte de coisas… Ah, e é do tamanho da cidade de San Francisco…