Os robôs músicos

Chico MacMurtrie, artista de Brooklyn, constrói robôs há cerca de três décadas. As suas criações não aspiram a casa, ensinam idiomas estrangeiros  a crianças ou tentam dominar o mundo; foram concebidas para tocar música, principalmente ritmos sincopados, e talvez evocar alguma reflexão sobre a humanidade.

A maioria das máquinas que constrói tem formas abstratas, alturas de média a enorme, e são controladas por conjuntos de computadores, servomotores e acionadores pneumáticos.

Ainda que tenham sido produzidos para diferentes instalações artísticas expostas em todo o mundo, os robôs de MacMurtrie têm em comum uma espécie de fantasia sombria, nascida do contraste entre a brutalidade da sua maquinaria e a inocência dos seus movimentos canhestros. Um dos robôs, por exemplo, dedilha o seu corpo encordoado, enquanto outros saltam pelo chão de uma maneira não muito diferente de uma criança.

theRoboticChurch3_544

Agora, MacMurtrie transformou a sua considerável coleção numa orquestra que tocará pela primeira vez na costa leste dos Estados Unidos, na «Igreja Robótica» que ele criou. Três espetáculos gratuitos foram realizados no dia 22 de setembro no Brooklyn. Outros espetáculos estão planejados até o dia 27 de Outubro.

Achei incrível essa iniciativa, e você pode ver informações adicionais  na página da «Igreja Robótica»  no Facebook.

Pode ainda ver o vídeo aqui:

Agora, admito, que é estranho, é…

Breve história dos computadores

Esta história vale a pena conhecer…

Há muitos milênios, a máquina de calcular era o ábaco, que teria sido usado pela primeira vez na Mesopotâmia. 

Em 1622, apareceram as primeiras réguas de cálculo, muito semelhantes às que os engenheiros usaram até não muito tempo atrás. 

Em 1672, a calculadora automática de Leibniz fazia cálculos das 4 operações e ainda extraía a raiz quadrada. 

Hermann Hollerith inventou, em 1880, uma máquina para realizar as operações de recenseamento da população. A máquina fazia a leitura de cartões de papel perfurados em código binário e efetuava contagens da informação referente à perfuração respectiva. Ele também foi um dos fundadores da IBM.  

Em 1943, sob encomenda da Marinha, a IBM construiu o Mark I, uma máquina totalmente eletromecânica, com 17 metros de largura, 2, 5 metros de altura e 5 toneladas de peso. 

Usado para fins bélicos, ele tinha 750.000 peças unidas por aproximadamente 80 km de cabos. Quando em funcionamento, dizia-se que produzia o ruído de uma grande sala cheia de velhinhas tricotando ao mesmo tempo.

ENIAC (Electronic Numerical Integrator and Computer) foi o primeiro computador digital eletrônico de grande escala. Criado em fevereiro de 1946 pelos cientistas norte-americanos John Eckert e John Mauchly,  começou a ser desenvolvido em 1943 durante a II Guerra Mundial para computar trajetórias táticas que exigissem conhecimento substancial em matemática, mas só se tornou operacional após o final da guerra. Ele ocupava 270 m2, pesava 30 toneladas e sua capacidade operacional equivalia à de uma calculadora eletrônica simples de hoje. 

1954, Computadores IBM 650.

Disco rígido em 1956 – 5 MB. 

1967 – 1980, disco de 8 polegadas, capacidade de armazenagem 79,7 Kb. 

Em 1969, em plena “guerra fria” entre os EUA e a URSS, a ARPA (Advanced Research Projects Agency), uma subdivisão dos Departamento de Defesa americano, cria uma rede com os dados do governo espalhados por vários lugares, para que não fossem guardados em um único servidor. Esse foi o embrião da internet.  

Um PC de 1981.

Em pouco mais de 30 anos, evoluímos rapidamente para um novo tipo de armazenamento de dados.

    

E saímos, nesses 70 anos, do Eniac para os laptops e tablets.

A rede mundial. Essa é a 3ª onda da humanidade, um império sem rei que ainda não conhece a magnitude de seu poder. 

Enviado por Amalia Dan.

As frutas mais exóticas do mundo

Os europeus sempre foram fascinados pelas frutas dos trópicos, especialmente pela diversidade que pode se encontrar no Brasil, como já falei neste post. Como me interesso pelo assunto, encontrei referências a frutas mais exóticas, se podemos definir assim, e que eu nunca vi. Mas fiquei curioso para provar:

Pitaya

Muito comum no México, parece que já existe essa fruta no Mercado Municipal de São Paulo, caríssima, me disseram. Também conhecida como fruta do dragão, por causa da casca irregular e dos gomos escamosos, a pitaya tem um leve sabor adocicado, que lembra o do kiwi. Ela ainda é rica em vitamina C, cálcio, ferro, fósforo e potássio.

Kiwano

É nativo do deserto do Kalahary, no sul da África. Foi introduzido em diversos países europeus e inclusive na Nova Zelândia, que acabou se tornando seu maior produtor. Quem já provou diz que o sabor parece de pepino, misturado com granizo e melão daqueles bem insossos, puxando para a banana… Parece uma coisa pré-histórica, um mamão com chifres…

Rambutan

Ela é conhecida como a delícia do Pacífico. A Rambutan é nativa da Malásia, porém se adaptou muito bem ao clima do norte do Brasil, sendo cultivada em Rondônia, Amazonas e Pará, além do litoral da Bahia. Na natureza, a árvore de Rambutan alcança até 24 metros. De sua casca saem pelos típicos.  Essa fruta que lembra a lichia ainda é pouco conhecida no país, mas tem benefícios sobre ela, seu fruto é maior e suas sementes são de 30 a 50% menores, dando mais espaço a sua polpa, que é doce e pouco ácida, semelhante à uva. Quem a provou, disse que é muito saborosa.
Mangostão
Nativo da região tropical do sudeste asiático, abrangendo também a maioria das ilhas da Indonésia, o mangostão é considerado pelos habitantes desses lugares como a fruta mais saborosa do mundo: “a rainha das frutas tropicais”. Verdadeiro “manjar dos deuses”, o mangostão foi comparado, por alguns, ao néctar e à ambrosia, alimentos do Olimpo grego. Sua sua polpa é branca e macia enquanto sua pele vermelha é grossa e fibrosa. Dizem que seu sabor é muito doce e agradável. Elas aparecem apenas em alguns meses do ano – normalmente de maio a setembro.
Ficheiro:Mangosteen.jpeg
Yangmei
Nativa da Ásia, mais precisamente da China, dizem que já era cultivada há 2.000 anos.  Agora é cultivada em países próximos, como Taiwan, Japão e Coréia. Yangmei é verde quando imaturo, mas ficará vermelho para roxo quando maduro. O fruto é redondo, com geralmente cerca de 3 a 4 centímetros de diâmetro. A fruta em si tem o sabor adocicado e ácido. A aparência externa dela lembra um pouco a amora. Há uma única semente no centro do fruto.
Fonte: http://hypescience.com/, por Luciana Galastri.

O mundo perdido existe!

É uma caverna tão grande que os exploradores descobriram uma floresta lá dentro! Fica no Vietnã, e foi batizada como Son Doong. Tem 200 metros de largura, 150 metros de altura e uns 9 quilômetros de profundidade. Cabe uma cidade inteira!

Além da floresta, existem também cachoeiras e lagos, e parece fazer parte de um sistema de cavernas ainda maior. Há lugares tão fechados que os exploradores não conseguem enxergar o teto, e não apenas por causa da altura, mas porque há nuvens presas lá em cima!

A visão desde uma pequena janela na parede do vasto sistema de cavernas , onde se formam nuvens no interior dos espaços enormes.

An intrepid cave explorer ascends a rope hanging from the Niubizi Tian Keng. This photograph is one of the first-ever images taken of one of a cave so large it has its own weather system

Um explorador de cavernas sobe uma corda pendurada. Esta fotografia é uma das primeiras imagens tiradas de uma de uma caverna tão grande que tem seu próprio ecossistema.

As estalagmites – formações que crescem a partir do chão em direção ao teto, formadas pela deposição (precipitação) de carbonato de cálcio arrastado pela água que goteja do teto – têm a altura de um prédio de 10 andares. Os rios são largos e profundos, e o sistema de cavernas é tão grande que os exploradores ficaram trabalhando lá dentro por um mês e nem sequer viram um quinto do que se pode explorar.

Abaixo, um vídeo que procura dar uma ideia da magnitude desse mundo perdido e, depois, mais algumas fotos tiradas pelos exploradores.

Fonte:

Daily Mail

O tempo, essa entidade misteriosa…

O tempo, essa entidade misteriosa que não perdoa ninguém… Espere, alguns conseguem enganar Cronos!

O incrível é que ninguém diria que as celebridades abaixo têm a mesma idade! Como é que pode? Problemas de saúde, de bebida, estilo de vida que acabam com as pessoas… Um DNA mais favorecido que dos demais? Medicina ortomolecular, plásticas, e botox muito bem feitos e quase imperceptíveis? Sei lá… O fato é que alguns estão ótimos, enquanto que os outros, bem… Digamos que suas “almas” são mais velhas… Confira!

Ambos têm 51 anos.

Keanu Reeves and Nicolas Cage are both 48.

David Bowie e Edward James Olmos… David morreu com 69 anos, idade de Olmos.

David Bowie and Edward James Olmos are both 66.

O capitão Kirk, digo, William Shatner e Robert Duvall ambos têm 85 anos...

William Shatner and Robert Duvall are both 82.

Você diria que a Halle Berry tem 49 anos? A moça ao lado, Robin Wright, também tem.

Halle Berry and Robin Wright are both 46.

Estes, achei incrível terem a mesma idade, nunca pensei… O Michael J. Fox e o George Clooney têm 54 anos. O McFly, com Mal de Parkinson e tudo…

Michael J. Fox and George Clooney are both 51.

Jessica Simpson e Gisele Bundchen… 35 anos…

Joan Allen e Dana Delaney, as duas estão com 60 anos. Impressionante a diferença, não?

 

 

 

Menina Veneno

Era 1983.

Morrem Clara Nunes e Garrincha, além de Janete Clair e Altemar Dutra.  Nelson Piquet se torna bicampeão mundial da Fórmula 1 e prendem em São Paulo o mafioso  italiano Tommaso Buscetta, considerado um dos maiores traficantes de drogas do mundo. (eu me lembro o que saiu de piada com o sobrenome do bandidão…). A CUT é criada em S. Bernardo do Campo (SP) e o governo maxidesvaloriza a moeda pela enésima vez (era o cruzeiro) e o país sofria com inflação em alta, incríveis 200% ao ano!

Bill Gates começa a dominar o mercado de software. O mundo descobria as cores fluorescentes e tudo era verde-limão: neons, propagandas de tv, mochilas e shapes de skate. Em 1983, o primeiro objeto criado pelo homem ultrapassa as fronteiras do sistema solar: a sonda Pioneer 10, e foi nesse ano que brinquedos como o Cubo Mágico e a boneca Moranguinho, lançada naquele ano, faziam um sucesso escandaloso e toda criança queria um.

Foi lançado no Brasil o Atari, primeiro videogame a se popularizar em todo o mundo, e na TV,  estreava a Rede Manchete e um programa infantil com uma apresentadora loirinha chamada Xuxa. O Flamengo foi o campeão brasileiro de futebol.  Milhares de desempregados promovem uma onda de saques ao comércio da cidade de São Paulo…

Em outubro, ocorre a invasão de Granada pelas forças norte-americanas. Ronald Reagan defende a intervenção com a necessidade da defesa dos interesses norte-americanos contra o golpe de estado que tinha derrubado o governante pró-americano.

Essa foi a primeira grande operação realizada pelo exército dos Estados Unidos desde a Guerra do Vietnam. A luta durou vários dias e o número total de tropas americanas alcançou cerca de 7000 combatentes, aos quais se juntaram 300 combatentes da OEA. As forças invasoras encontraram 1500 soldados granadinos e cerca de 600 cubanos, a maioria dos quais engenheiros militares. Fontes oficiais dos Estados Unidos afirmavam que os defensores estavam bem preparados, bem posicionados e opuseram forte resistência, o que obrigou os americanos a pedir reforços na tarde de 26 de outubro. Porém, a superioridade total naval e aérea das forças invasoras (incluindo helicópteros e artilharia naval de apoio) era indiscutível.

A Compaq lança o seu primeiro microcomputador.

Na Região Nordeste, 1983 será lembrado como o ano em que a seca chegou ao auge. Tendo começado em 1979, a supermega blaster seca deixou milhares de famílias desabrigadas sem água e as mulheres e as crianças foram as que mais sofreram com a estiagem.

revista-veja-n-791-783-o-guerra-ataque-urss-jumbo-coreano-15045-MLB20095702001_052014-F

Foi um ano tenso. Um avião da companhia sul coreana KAL foi derrubado por jatos interceptadores soviéticos, ,por ter invadido o espaço aéreo. Todos os 269 passageiros morreram.

Com uma trama recheada de comédia,  a novela “Guerra dos Sexos”, de Sílvio de Abreu, revolucionou o horário com um ritmo alucinante e elenco de primeira, encabeçado por Fernanda Montenegro e Paulo Autran e a antológica cena em comédia pastelão no café da manhã.

E a música do ano – e que incrivelmente ainda toca hoje e com o mesmo sucesso, provando que coisa boa não tem data – foi “Menina Veneno” de Ritchie, que hoje tem um estúdio e uma gravadora e faz trocentos shows pelo país.

O clone perfeito

A ideia deste post veio de minha prima Eliete Tonon, e que me enviou umas fotos bizarras de sósias de celebridades. Elas meio que confirmam aquela frase que a gente ouve sempre: “Nossa! Você é a cara de fulano! É parente dele?”

Bem, eu devo ter um rosto meio padrão, porque sempre vejo alguém me olhando meio de lado, com aquela expressão de “onde mesmo que eu vi esse cara”? Bem, o fato é que lendas germânicas contam sobre o Doppelgänger, que seria o nosso sósia perfeito. Ele imita em tudo a pessoa copiada, até mesmo as suas características internas mais profundas. O nome Doppelgänger se originou da fusão das palavras alemãs doppel (significa duploréplica ou duplicata) e gänger (andanteambulante ou aquele que vaga). Glup! Será que eu tenho um doppelgänger meu andando por aí?

Espero que não porque, segundo as mesmas lendas, esses seres fantásticos representam o lado negativo, e tentam estimular a pessoa a fazer coisas erradas, influenciando a pessoa a fazer aquilo que normalmente ela não faria. Maass… Existe ainda o contraponto: há teorias que dizem que essa criatura seria um “conselheiro invisível”, que só poderia ser visto pelo indivíduo que o tem.

A ciência tenta explicar a possível existência desses clones perfeitos, de gente que em tudo seria igual a nós – e não apenas fisicamente – como sendo “o mau funcionamento da junção temporoparietal, uma região do cérebro responsável pela integração de sensações táteis, visuais e de posicionamento do corpo, que constantemente chega ao cérebro montando a forma pela qual se entende o mundo e o posicionamento de seu corpo ao que está ao seu redor”. Ainda bem que a ciência explicou, né? Agora, tudo ficou claro para mim…

Bem, seja como for, não há nenhuma evidência de tal criatura, e é possível que os Doppelgängers só estejam mesmo na imaginação das pessoas. Agora, que existem esses clones fisicamente perfeitos, ah, isso existem. Vejam as fotos abaixo, de pessoas sem nenhum parentesco, e que foram encontradas em países diferentes pelo fotógrafo François Brunelle , que mora em Quebec – Canadá, e estuda o rosto humano desde 1968, quando tinha 18 anos e começou sua carreira na fotografia. Ele encontrou essas pessoas em meio aos 7 bilhões de seres humanos que habitam o planeta! Quer dizer, dentre essa multidão, é possível até que existam mais clones, não é?

francbrunelle 1 I’m Not a Look Alike   François Brunelle

francbrunelle 3 I’m Not a Look Alike   François Brunelle

francbrunelle 5 I’m Not a Look Alike   François Brunelle

Francois Brunelle 650x789 Im not a look alike by Francois Brunelle

Agora, bizarras mesmo são as fotos dos clones (Dopplegängers?) das celebridades… Tem gente que tinha seus clones em outros tempos! Será que entramos sem saber, numa realidade paralela? Olha isso:

À esquerda, Jeffrey Dean Morgan, à direita, Javier Bardem.

Most U.S. presidents bring out at least a few strident ...

Ilham Anas (Indonésia) estrela comercias de TV em seu país como Obama.

Chad Smith, do Red Hot Chilli Peppers, e Will Ferrel

E agora, a série de sósias de vidas passadas! Brrr!

O “dopplegänger” do Nicholas Cage lutou na Guerra Civil americana.

O do Justin Timberlake foi um criminoso.

O poeta Henry David Thoreau teria reencarnado em Helen DeGeneres?

O filósofo John Locke é a versão mais velha de Adrian Brody.

Só tenho uma coisa a dizer… Esse negócio de Doppelgänger é assustador!

Fontes:

http://literatortura.com
http://arquivosdoinsolito.blogspot.com.br
http://dsc.discovery.com
http://pt.wikipedia.org
http://paranormal.about.com
http://verenafotografia.wordpress.com
http://minilua.com
http://poptartmagazine.wordpress.com
http://www.businessinsider.com