We are the World completa 30 anos!

weare

 

Michael Jackson foi o primeiro a chegar, por volta das 21h do dia 28 de janeiro de 1985, há exatos 30 anos, a uma sala do estúdio da gravadora A&M, em Hollywood, para gravar “We Are the World”, uma das canções mais famosas do século 20. Por volta das 22h30, 44 cantores que estavam entre os mais famosos da música pop na época se juntariam ao Rei do Pop para gravar a canção, composta em parceria por ele e Lionel Richie. Na ocasião, a maioria dos astros havia acabado de sair da premiação do American Music Awards, que ocorreu na mesma noite, e foi direto para o estúdio, atendendo ao convite de Jackson e Richie.

Com o objetivo de arrecadar fundos para o combate à fome na África, a música foi um estrondoso sucesso, rendendo cerca de US$ 55 milhões. Só nos Estados Unidos, o single vendeu cerca de 7 milhões de cópias, tornando-se um dos mais vendidos de todos os tempos. E não era para menos. O time estrelado que participou da gravação contou com cantores como Tina Turner, Bruce Springsteen,Bob Dylan, Cyndi Lauper, Diana Ross, Ray Charles, Stevie Wonder, Paul Simon, Lionel Richie, Dionne Warwick, Willie Nelson e Al Jarreau, entre outros.

O clipe, com os cantores se revezando nos vocais e regência do maestro Quincy Jones, também entrou para a história. Gravada em janeiro, a canção foi lançada comercialmente no dia 7 de março. Imediatamente, seu clipe, que mostrava todos os astros reunidos no estúdio, formando um coral, foi exibido à exaustão por praticamente todos os canais de TV do mundo, inclusive os do Brasil.

Abaixo, a letra da música:

There comes a time when we hear a certain call/ When the world must come together as one/ There are people dying / Oh, and it’s time to lend a hand to life / The greatest gift of all / We can’t go on pretending day by day / That someone, somewhere will soon make a change / We are all a part of God’s great big family / And the truth, you know, love is all we need

We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let’s start giving

There’s a choice we’re making / We’re saving our own lives / It’s true we’ll make a better day / Just you and me / Oh, Send them your heart / So they’ll know that someone cares / And their lives will be stronger and free / As God has shown us by turning stones to bread / And so we all must lend a helping hand / 

We are the world, we are the children

We are the ones who make a brighter day

So let’s start giving

Oh, there’s a choice we’re making / We’re saving our own lives / It’s true we’ll make a better day / Just you and me

When you’re down and out, there seems no hope at all / But if you just believe there’s no way we can fall / Well, well, well, well let us realize that a change can only come / When we stand together as one

Chorus:
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let’s start giving
There’s a choice we’re making
We’re saving our own lives
It’s true we’ll make a better day
Just you and me
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let’s start giving

There’s a choice we’re making / We’re saving our own lives / It’s true we’ll make a better day Just you and me

Versões

Por aqui, aliás, a canção foi muito lembrada em 2004, quando a sister Solange, do “Big Brother Brasil 4” a entoou durante uma prova do programa. Sem saber absolutamente nada de inglês, ela a cantou com uma letra totalmente embromada, gerando piadas na internet. Sua interpretação da música acabou conhecida como “Iarnuou”, e, ao ser eliminada do reality, Solange entrou na brincadeira, chegando até a cantar a sua versão no palco do “Domingão do Faustão”.

Anos antes, porém, em 1987, “We Are the World” inspirou uma iniciativa muito mais séria no Brasil. Na ocasião, o programa “Fantástico”lançou a campanha “Nordeste Já”, com a música “Chega de Mágoa”, para arrecadar fundos para as populações carentes do Nordeste. Participaram os cantores Milton Nascimento, Gilberto Gil,Djavan,  entre outros.

Em 2010, após o terremoto que devastou o Haiti, artistas como Miley Cyrus,Enrique Iglesias, Wycleaf Jean, Adam Levine,  e Akon revisitaram a canção “We Are The World”, novamente a convite de Lionel Richie, para arrecadar fundos para as vítimas do desastre.

Recusa de Prince

Mesmo com todo o sucesso, a canção não ficou imune a polêmicas. Uma delas envolveu o cantor Prince, que na época rivalizava com Michael Jackson no posto de Rei do Pop. Ele foi convidado para participar, mas não compareceu. Como motivo, ele alegou que não dividia os vocais com outros artistas. Também há relatos de que Prince não participou porque um dos organizadores, o cantor irlandês Bob Geldof, o havia chamado de “estranho”. No entanto, ele ofereceu para o álbum do projeto a faixa exclusiva “4 The Tears In Your Eyes”, que entrou no lado b do disco.

No estúdio, aliás, para conter tantas vaidades, já que estavam reunidos ali 45 astros da música pop, havia uma placa na porta que dizia: “Por favor, deixem seus egos ao entrar”. Para descontrair, Stevie Wonder disse para os colegas, em tom de piada, que, se a gravação não fosse concluída em apenas um take, ele e Ray Charles (que eram cegos) dirigiriam os carros que levariam todos para casa.

O resultado final foi uma amostra de companheirismo entre os cantores, que ajudou a abrir os olhos do público para a pobreza na África e continua inspirando iniciativas semelhantes até hoje.

Saiba o que aconteceu com alguns dos cantores de “We Are The World”
Efe
Michael Jackson morreu em 2009 aos 50 anos. O artista foi um dos compositores de “We Are the World”, junto com Lionel Richie. Em 2014 foi lançado o segundo disco póstumo do cantor, “Xscape”, com oito músicas inéditas.
Dimitrios Kambouris/AFP
Lionel Richie, 65, começou a carreira como vocalista da banda The Commodores. Em 1982, lançou sua carreira solo e ajudou a compor com Michael Jackson “We Are The World”. Na década de 90 sua fama diminuiu. Em 2010, o cantor se apresentou pela primeira vez no Brasil. Seu último álbum “Tuskegee” foi lançado em 2012. Em 2015, Richie fará uma extensa turnê pela Europa.AFP PHOTO/KARIM SAHIB
Quincy Jones, 81, foi o maestro responsável pela gravação de “We Are The World”. O produtor foi um dos principais parceiros de Michael Jackson, responsável por álbuns como “Off The Wall” (1979), “Thriller” (1984) e “Bad” (1987). O músico se dedica atualmente a projetos sociais tocados por sua fundação.
Reuters
Michael Jackson disse que Stevie Wonder, 64, foi uma de suas influências na música. O cantor continua fazendo shows até hoje. Ele veio ao Brasil em 2011, quando se apresentou na quarta edição do Rock In Rio. No ano seguinte fez show de graça na praia de Copacabana. E, em 2013 voltou a se apresentar no Rock in Rio.
Getty Images
Paul Simon, 73, ficou mundialmente famoso na década de 60 ao formar com Art Garfunkel a dupla Simon & Garfunkel. Um dos principais sucessos da dupla foi o disco “The Sound of Silence” (1966). Na década de 70 aventurou-se no cinema, mas logo desistiu. O músico continua na ativa fazendo shows nos Estados Unidos.
Vittorio Zunino Celotto/Getty Images
Tina Turner, 75, é uma das vozes femininas do rock mais famosa do mundo. Entre os destaques da sua carreira está a interpretação da icônica canção-tema “We Don’t Need Another Hero”, de “Mad Max”, além de sucessos como “Simply The Best”, “I Don’t Wanna Lose You” e “Let’s Stay Together”. Em 2013 casou-se com o alemão Erwin Bach, com quem vive há mais de 27 anos. Atualmente mora na Suíça.
Manuela Scarpa / Foto Rio News
Diana Ross, 70, foi uma das maiores influências de Michael Jackson, sendo incluída no testamento do artista na função de guarda de seus filhos na ausência de sua mãe, Katherine Jackson. Em 2007, Diana foi homenageada pelo presidente George W. Bush por suas contribuições à cultura norte-americana.
Kris Connor/Getty Images
Dionne Warwick, 74, é uma das principais cantoras americanas, consagrando a canção “I Say a Little Prayer”, uma de suas parcerias com o compositor Burt Bacharat. Em 2013, a cantora deu entrada formal em um pedido de falência pessoal alegando que suas finanças foram mal administradas por seu ex-empresário.
Getty Images
Willie Nelson, 81, é um dos mais famosos cantores de country music dos EUA. O cantor continua na ativa fazendo shows pelo país e tem uma impressionante marca de 67 álbuns autorais. O último foi lançado em 2008, “Moment of Forever”. O cantor é defensor da legalização da maconha e já foi preso várias vezes por posse de drogas.
Fernando Maia/UOL
Bruce Springsteen, 65, uma das vozes mais marcantes de “We Are The World”, continua fazendo shows pelo mundo. Sua apresentação no Rock in Rio em 2013 foi eleita uma das melhores do festival, com quase três horas de duração.
Getty Images
Cindy Lauper, 61, ficou mundialmente famosa com as canções “Girls Just Want to Have Fun”, “True Colors” e “Time After Time”. Na década de 80, disputava com Madonna o título de rainha do pop. A cantora continua na ativa, porém dedicada ao blues. Seu último disco “Memphis Blues”, de 2010, foi bastante elogiado pela crítica.
Fred Tanneau/AFP
Bob Dylan, 73, é um dos maiores cantores americanos vivos. Na década de 60 se destacou por suas canções de protesto. Atualmente continua fazendo shows pelo mundo. Em 2012 ele se apresentou em cinco capitais brasileiras. Neste ano ele lançará um disco só com regravações de Frank Sinatra.
Getty Images
Ray Charles, morto em 2004, aos 73 anos, foi um dos principais músicos de soul, blues e jazz dos Estados Unidos. Durante toda a sua vida, enfrentou problemas com as drogas. Mulherengo, Ray casou-se duas vezes e foi pai de doze filhos com sete mulheres diferentes. Sua vida foi interpretada nos cinemas por Jamie Foxx, que ganhou em 2005 o Oscar pelo papel.Getty Images
Billy Joel, 65, é apontado pela RIAA (Recording Industry Association of America) como o sexto artista que mais vendeu discos nos EUA (7,8 milhões de cópias). O cantor continua fazendo shows pelos EUA, muitos deles com lotação esgotada.

 

Fonte:
UOL
Anúncios

Um pensamento sobre “We are the World completa 30 anos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s