As Huacas

Huaca era o lugar sagrado para as culturas do antigo Peru, onde uma divindade era cultuada, e no idioma “quechua” significa “sagrado”.

Trujillo_Huanchaco_Peru14-700x325

As huacas possuem personalidade própria, no sentido de você sentir emoções diferentes em cada uma delas, e existia uma forte relação entre os homens das antigas culturas e as huacas, que foram espalhadas praticamente por todo o território peruano. As huacas, como centros cerimoniais e religiosos, serviam de palco para rituais elaborados louvando as divindades, e se tornaram também importantes centros urbanos, com as vivendas da população e os centros comerciais sendo construídos em volta delas.

Na costa norte, elas foram construídas numa linha que, ao que indicam os estudos dos pesquisadores, servia para expressar a cosmologia da cultura desses povos e foram alinhadas então astronomicamente de acordo com diferentes configurações estelares.

Como eram centros religiosos, as huacas ainda se tornaram conhecidas por ser o local em que se depositavam as ricas oferendas aos soberanos. Por essa razão, foram violentamente saqueadas e praticamente destruídas pelos invasores espanhóis e, mais tarde, pelos “huaqueros” – habitantes do local e que buscavam peças de cerâmica ou joias e ornamentos de ouro e prata, que eram depois vendidas a colecionadores e museus de outros países.

Na década de 1990, o governo peruano finalmente costurou acordos com o governo dos Estados Unidos e de vários países europeus e tem conseguido repatriar lentamente muitos desses tesouros roubados. São tesouros que, em muitos casos, estão nas mãos de colecionadores particulares.

Dentre as huacas mais conhecidas, temos:

HuacaCaoViejo

Huaca Cao Viejo, onde foi encontrada a múmia intacta da Señora de Cao.

HPIM6490

Huaca de La Luna

ISOMETRIA-LUNA

Esta reconstituição por computador mostra como teria sido a Huaca de La Luna antes de sua destruição pelos conquistadores espanhóis, pela ação do tempo, tsunamis, terremotos e outros fenômenos naturais.

Created with Nokia Smart Cam

O arqueólogo Regulo Franco, descobridor da múmia da Señora de Cao e marido da escritora Clene Salles, a caminho da Huaca Prieta – o sítio arqueológico mais antigo já descoberto, com seus restos datados de 12.000 a.C..

100_3292Huaca Rajada, onde há inúmeras câmaras funerárias dos Senhores Moches e onde, há 27 anos, foi encontrada a tumba do maior deles, o Senhor de Sipán.

Publicado por Julio

Uma pena eu não ter nascido herdeiro ou milionário. Pois tenho um grande potencial pra isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: