E os fósforos?

38907033_52d2f24796
Um dia, ele disse que ia até a esquina comprar cigarros e desapareceu. Não é força de expressão ou sentido figurado. Ele disse exatamente isto:

— Vou ali na esquina comprar cigarro.

Ficou dez anos desaparecido. Há algum tempo, reapareceu.

Bateu à porta, a mulher foi abrir, e lá estava ele. Dez anos mais velho. Quieto. Sem dizer uma palavra. A mulher despejou sua revolta em cima dele:

— Seu isso! Seu aquilo! Então você diz que vai na esquina comprar cigarro e desaparece? Me abandona, abandona as crianças, fica dez anos sem dar notícia e ainda tem o desplante, a cara de pau, o acinte, a coragem de reaparecer desse jeito? Pois você vai me pagar. Fique sabendo que você vai ouvir poucas e boas. Essa eu não vou lhe perdoar nunca. Está ouvindo?  Nuuunca… Entre, mas prepare-se para…

Nisso, o homem dá um tapa na própria testa e diz para a mulher:

— Putz, esqueci os fósforos, já volto!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s