Cara de um, focinho do outro

Quando eu era pequeno, assisti no cinema o desenho “101 Dálmatas” e fiquei encantado. Não apenas pela magia do movimento, pela emoção da história e pela crueldade da vilã, Cruella Cruel, que desejava sacrificar todos aqueles filhotinhos de dálmata para fazer um casaco de pele. Mas também por uma sequência marcante logo no início doContinuar lendo “Cara de um, focinho do outro”