Sugestões para Cartões de Natal

Em mais um serviço de utilidade pública, apresentamos aos nossos queridos leitores diversas sugestões para deixar seu Natal mais feliz. Afinal, é uma época de congraçamento, de união, e de mandar mensagens aos familiares e amigos que você não vê há pelo menos um ano.

Assim sendo, nada melhor do que tirar uma foto com toda a família reunida e enviá-la aos seus entes queridos com uma mensagem celebrando essa tão importante data cristã. Para facilitar o seu trabalho, as sugestões a seguir podem ser realizadas sem muito esforço, e não requerem nem prática, e nem tampouco habilidade. Apenas um pouco de inspiração…

E, para encerrar nossas sugestões, a mais meiga de todas e que representa bem o espírito de Natal nos dias de hoje…

 

Aranhas tecem véu em cidade australiana

A Austrália tem muitos encantos, conheço muitos brasileiros que se mudaram para lá e estão conseguindo um padrão de vida que dificilmente teriam no Brasil… Mas é um país que tem uns bichos estranhos… Por exemplo, o “demônio da Tasmânia”.

Não, não é o coadjuvante do Pernalonga em suas aventuras, mas o verdadeiro marsupial carnívoro, que é extremamente forte para seu porte. E para quem não sabe, a Ilha da Tasmânia é um estado da Austrália. As orelhas do bicho ficam vermelhas quando ele fica irritado devido ao grande fluxo sanguíneo. Esse é um ótimo aviso para você se mandar, porque sua mordida pode quebrar ossos.

Outro animal estranho é o peixe-pedra! Sim, isso mesmo!

É o peixe mais venenoso do mundo. Segundo os cientistas, a dor mais forte do planeta é causada por ele, que vive em águas rasas e pode ser confundido com pedras e corais – e pode ser pisado. Aí literalmente é onde mora o perigo, porque o peixe-pedra tem cerca de 13 espinhos venenosos alinhados na região dorsal. Quando uma pessoa pisa no peixe-pedra. é injetada uma grande quantidade de veneno que causa uma dor intensa e agonizante, e se o ferimento causado pelos espinhos do peixe for muito profundo, o veneno pode causar choque, delírios, paralisia e a morte de tecidos. O que se tem que fazer imediatamente é procurar ajuda médica!

Como se não bastassem esses e outros bichos estranhos, a Austrália ainda tem mais de 10 espécies de escorpiões e 150 de aranhas, algumas delas muito venenosas e cuja picada pode ser fatal para o ser humano. E um fato inusitado ocorreu no verão passado em Wagga Wagga, uma simpática cidade em New South Wales, no sudeste do país.

As fortes chuvas daquele ano causaram inundações e obrigaram muitos moradores a deixarem suas casas até que as águas recuassem. E o que se viu então foi uma cena incrível: os campos pareciam estar cobertos de neve!

O estranho era que não costuma nevar naquela região, e muito menos no verão! Na verdade, o que de longe parecia neve era um “campo de refugiados” das aranhas! O que aconteceu é que o véu branco que recobria a paisagem eram milhões de teias de aranha tecidas por aranhas-lobo que, fugindo da inundação, vieram se refugiar perto dos humanos.

Owen Seeman, especialista em aracnídeos do museu de Queensland, disse que aquilo foi um fenômeno curioso porque aquela espécie de aranha geralmente tem um comportamento solitário.

Editora Globo

Ele e outros especialistas garantiram que as criaturas não ofereciam qualquer perigo à população, e estavam apenas tentando escapar das enchentes. Para onde olhasse, você enxergava aquele véu tênue cobrindo os campos, as plantas e as flores, cada véu habitado por milhares de minúsculas aranhas.

spiders_01 spiders_03 spiders_05

Assim que as águas baixaram, as aranhas voltaram para seu habitat natural, que é as margens dos rios. Para alívio da população!

spiders_02Só na Austrália, mesmo…

 

Fontes:

Buzzfeed
http://revistagalileu.globo.com
http://www.viralnova.com

 

Desafios da publicidade nos supermercados

O anúncio publicitário pretende influenciar o comportamento ou atitude do potencial utilizador, cliente ou revendedor perante o serviço ou produto anunciado. Tem objetivos claros: criar desejo, informar, divulgar, facilitar a tarefa de vender alguma coisa, lembrar benefícios ou malefícios (“beber leite faz bem” ou “fumar prejudica a saúde”, respectivamente). Pode ser conceituado como uma mensagem criada para informar sobre características e benefícios de alguma coisa, ou ainda a notícia pela qual algo é anunciado publicamente.

Mas essas definições tão nobres muitas vezes são desmentidas ou desvirtuadas quando vemos os anúncios nos supermercados brasileiros, que desafiam muitas vezes a lógica, além do próprio idioma – ou outros idiomas… Veja alguns exemplos compilados do que circula nas redes sociais:

Maaass… Como disse a amiga Fernanda Lima, e ela tem razão, “enquanto a maioria do povo for despreparada, nossos lugares estão garantidos por toda a eternidade  – diz a gangue no Congresso Nacional”.

Dica do prof. Egidio Toda.

O quarto do resgate de Atahualpa

A civilização Inca foi o resultado de culturas andinas pré-colombianas  e que existiu na América Latina desde 1200 até a invasão dos conquistadores espanhóis e a execução do último imperador, Atahualpa.

A sociedade inca desenvolveu-se a partir do século XII, na cordilheira dos Andes na América do Sul, englobando uma série de povos assimilados no decorrer de um longo processo.

No século XIV, em seu auge, encontravam-se sob poder inca cerca de 20 milhões de pessoas, espalhadas por um vasto território que englobava terras dos atuais Peru, Equador, Bolívia e norte do Chile. O poder era centralizado na figura de um soberano, denominado inca (“o filho do sol”), que detinha a posse das terras, riquezas, minas e rebanhos. Com ampla autoridade, ele era considerado quase um deus, ocupando a posição de maior prestígio naquela sociedade. Os altos funcionários e os sacerdotes, geralmente membros da família do inca, também detinham grande poder e riquezas.

As civilizações que foram absorvidas pelos incas já construíam pirâmides de mais de 20 metros de altura, e grandes complexos cerimoniais. No auge do Império Inca, foram construídas estradas, pontes e engenhosos sistemas de irrigação, um dos quais ainda alimenta uma área de Lima, capital do Peru.

Foi em 1532 que essa magnífica civilização ruiu. Atahualpa era seu imperador e dividia o reino com o irmão Huascar, que controlava o sul do império, e a quem Atahualpa enfrentou numa cruel batalha de unificação, durante a qual, segundo historiadores, teriam morrido mais de cem mil soldados. Atahualpa venceu e se tornou o único soberano, mas o Império Inca ficou muito enfraquecido por causa da guerra.

Foi então que começaram a correr rumores sobre estrangeiros vindos do outro lado do mar e que pretendiam acabar com todo o império. O imperador resolveu apurar essa história e dirigiu-se até Cajamarca, no Peru, onde recebeu um convite do líder das tropas espanholas, Francisco Pizarro, para um jantar. 

De fato, o álibi de Pizarro revelou-se uma grande armadilha. Ele cercou os incas e fez uma proposta: ordenou que eles aceitassem a religião cristã se quisessem sobreviver e ofereceu um exemplar da Bíblia. Sem entender nenhuma palavra em castelhano, Atahualpa jogou a Bíblia no chão, o que deu a entender aos conquistadores que ele queria guerra. No mesmo momento, os soldados espanhóis que estavam escondidos avançaram e prenderam imediatamente o imperador.

Durante oito meses Atahualpa permaneceu preso, pois os espanhóis tinham interesse em mantê-lo ali para desvendar algumas localizações estratégicas de seus homens e tesouros. Mas Atahualpa ofereceu comprar sua liberdade em troca de um quarto cheio de ouro e dois de prata até a altura que sua mão alcançasse. Os conquistadores receberam o resgate, que o imperador mandou trazer das minas de Cuzco e outras localidades, mas o Inca não foi libertado.

Por não aceitar a doutrina católica, foi condenado à morte por poligamia e heresia, e enforcado em julho de 1533.

O “quarto do resgate”, que o imperador inca encheu de ouro e prata,  existe até hoje em Cajamarca, a 870 quilômetros a nordeste de Lima, e está sendo restaurado pelo governo peruano com um investimento de cerca de U$ 100 mil.

Os especialistas do Instituto Nacional de Cultura advertiram nos últimos anos sobre a presença de uma espécie de fungo que foi “comendo” a pedra e afetando a estrutura geral do quarto. A obra de restauração, além de reforçar os alicerces e estabilizar as paredes da construção de mais de 500 anos, está também restaurando o telhado e recuperando os muros do entorno.

Ficheiro:Cajamarca Cuartorescate Atahualpa lou.jpg

Os historiadores calculam que o valor do resgate pago seria de aproximadamente 650 milhões de dólares atuais, e é considerado um dos mais altos da história da humanidade. O tesouro, composto por peças e vasos de outro e prata, foi fundido e repartido entre os generais conquistadores e a coroa espanhola.

As peças que Atahualpa mandou entregar a seus sequestradores – e que foram fundidas por eles mais tarde – se assemelhavam a estas, resgatadas séculos depois e que tinham sido escondidas para escapar da sanha dos invasores:

ATUALIZAÇÃO – OUTUBRO 2018

 

A leitora Janine Soares da Rosa de Moraes fez a seguinte observação:

“A quarta imagem apresentada em “O QUARTO DO RESGATE DE ATAHUALPA” é de outro tempo e local na história, diz respeito ao encontro de um dos líderes dos Mexicas e Hernan Cortez.

You Tube. Canal: Informativos y Documentales – La hora de los Héroes II. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=GThKnfhX8N4

AYALA, Felipe Guaman Poma de. Nueva Coronica Y Buen Gobierno. Disponível em: http://www.latinamericanstudies.org/incas/Nueva_coronica_1.pdf “

Agradeço de público a inestimável colaboração.

 

 

Momentos felizes dos bichos!

Estresse, medo, ansiedade, depressão, agressividade…
Os bichos, assim como nós, sofrem de tudo isso. Motivos não faltam… No caso dos animais de estimação é menos difícil reconhecer quando estão tristes ou deprimidos. O cachorro, por exemplo. Se ele não tiver um quintalzinho que seja para brincar e se exercitar à vontade, não vai viver lá muito feliz. Caso passe boa parte do tempo na mais completa solidão, idem.
Quanto ao gato, por trás daquele ar de felina superioridade esconde-se um ser carente. Pois é, cães e bichanos são sensíveis ao que acontece ao seu redor. Basta ver a reação apavorada deles a trovoadas e rojões.
A perda de um companheiro faz o bicho sofrer. O mesmo acontece quando nasce um bebê na família que o adotou e ele deixa de ser o centro das atenções. Mudanças de ambiente, uma viagem de curta duração, a ida ao pet shop para os cuidados com a higiene ou a estadia num hotelzinho também são fatores capazes de causar um certo estresse.
Assim como se pode reconhecer quando o animal está triste, também podemos perceber quando ele está feliz. Nas fotos abaixo, algumas pessoas tiveram a sorte de captar alguns desses momentos de alegria dos bichinhos.
Curta essa emoção!
Bem, este amigo enfiou o nariz onde não devia… Eh, eh, eh!

OUTRO TERREMOTO EM FUKUSHIMA É ADEUS JAPÃO E EVACUAÇÃO TOTAL DOS EUA!

ALERTA: “SE HOUVER OUTRO TERREMOTO EM FUKUSHIMA É ADEUS AO JAPÃO E EVACUAÇÃO TOTAL NOS EUA” DIZ O CIENTISTA PREMIADO DAVID SUZUKI

Publicado em Os Bastidores do Planeta

O cientista premiado David Suzuki alertou em uma palestra pública que, caso haja outro terremoto de magnitude sete ou mais, provocaria uma evacuação completa da América do Norte e a “despedida para o Japão”.

Vencedor de 16 grandes prêmios acadêmicos e uma série popular na CBC, intitulada “The Nature of Things”, Suzuki participou de um simpósio na Universidade de Alberta, CA, sobre estudos científicos da ecologia da água, mas ao invés de simplesmente discutir os ecossistemas marinhos ou de água doce, lançou um aviso muito sério sobre o futuro de Fukushima e suas consequências globais para todo o planeta.

Falando especificamente sobre a natureza da bomba-relógio em Fukushima, Suzuki reiterou que é, talvez, a maior ameaça para a humanidade e para o planeta que teremos de enfrentar no futuro imediato. “Fukushima é a situação mais terrível que podemos imaginar”, disse ele antes de se aprofundar no assunto. “Três dos quatro reatores foram destruídos no terremoto e no tsunami, e o quarto foi danificado de tal forma que, se houver outro terremoto de magnitude sete ou mais, a construção toda entrará em colapso desencadeando o inferno. E a probabilidade de um terremoto deste tipo nos próximos três anos é de mais de 95%”, disse Suzuki.

A empresa responsável pela usina nuclear de Fukushima, Tepco, anunciou que em breve começará a tentar a extração de mais de 1.200 blocos utilizados na piscina de resfriamento de combustível nuclear. Cientistas do mundo todo têm alertado há mais de dois anos sobre os riscos e consequências globais que podem ocorrer se esse processo levar a um dano perto do reator número 4, o mais afetado pelo tsunami de 2011. Caso apenas duas hastes se toquem neste processo, pode haver uma reação de cisão e uma imensa liberação de radiação.

(A Tepco anunciou em 18 de novembro o início da retirada de combustível da piscina do reator 4, a operação mais delicada desde que o tsunami de março de 2011 devastou as instalações. A retirada das barras de urânio e plutônio da piscina, é a primeira etapa do processo de desmantelamento da central nuclear, que vai demorar décadas. A piscina do reator 4 contém 1.533 pacotes de combustível, que a empresa espera retirar até o fim de 2014).

Fato é que a usina de Fukushima está à beira do equivalente a uma super bomba nuclear. Segundo Suzuki, é certo que outro terremoto atinja Fukushima dentro dos próximos três anos.

Mas não conte com o governo japonês para informar do risco. Em vez disso, eles provavelmente irão, mais uma vez, começar a desligar seus contadores de radiação, aumentando os limites admissíveis de radiação nos alimentos. Ou deverão selar a cidade, como foi feito em Chernobyl, e ficar por isso mesmo. Por agora, cabe a nós mesmos nos prepararmos – fazendo um esforço para espalhar as notícias e chamar o público para exigir que uma ação seja tomada em Fukushima, sob a orientação dos melhores cientistas independentes.

 

A última foto antes de momentos épicos

Hilariantes, dolorosos, aterrorizantes, às vezes bonitos, aqui está uma coleção de momentos que só uma câmera poderia capturar.

Taken before the dog got seriously addicted to chips

 Taken before he had to sit on a donut for the rest of the year

Taken before she realized jumping off of a swing was a really stupid idea

Taken before that lady even realized she was falling

Taken before saying maybe the bag broke

Taken before he ruined her night

Taken before an awful, awful fight

Taken before getting 240 likes on Facebook

Taken before the most epic snowball fight of all time