Atualidades, Curiosidades, Sabedoria

A sabedoria ancestral, a simbologia e a interpretação dos mitos, e sua aplicação na vida diária

Muitos conhecem a Clene Salles, orientadora de Inteligência Espiritual (https://www.facebook.com/Clene.Salles/about) e sabem de seu profundo conhecimento de mitologia e simbologia, entre outros temas.

 

 

Ela vem aproveitando esse conhecimento, e aliando-o a tudo o que tem aprendido no Peru, onde vive atualmente, país que tem uma ancestralidade poderosa – foi berço de diversas civilizações avançadas que existiram nos Andes ao mesmo tempo em que, do outro lado do oceano, Cleópatra reinava e o Império Romano se expandia. Quer dizer, o Novo Mundo não era tão novo assim…

Além de aprender, Clene tem também procurado compartilhar esses conhecimentos e para isso tem começado a organizar palestras. A próxima será no dia 15, e vai tratar sobre  a importância do tempo (dias e horas planetários) e sua aplicação prática na vida diária dos seres humanos, para escolher e tratar adequadamente o tempo de forma que seja favorável a reuniões de negócios, relações familiares, viagens, tratamento médico, estudos, harmonia, evolução espiritual, etc.

Essa palestra será em Trujillo, cidade ao norte do Peru e perto de onde foi descoberta a múmia da Dama do Cao, tema de um post (https://otrecocerto.wordpress.com/2012/08/31/a-descoberta-da-senhora-do-cao-1/). Essa descoberta foi importante porque ela foi a primeira governante nas Américas, há 17 séculos! A Clene visita com frequência os locais das escavações e o museu onde foram depositados a múmia e todas as riquezas encontradas com ela.

Essa mesma palestra será apresentada depois em outubro, no salão nobre do Espaço Cultural de um importante banco peruano, onde Clene poderá usar de recursos audiovisuais que enriquecerão sua apresentação.

Torcendo aqui para que ela, quem sabe, possa colocar essa palestra online algum dia, de forma que possamos desfrutá-la também!

Atualidades, Curiosidades, Novidades

Atores famosos que já fizeram papel de alien

A vida não é fácil para ninguém.

Quando a gente vê nos noticiários que o ator X estava de férias no iate em Ibiza, ou a atriz Y comprou um apartamento de 100 milhões em Nova York, a gente não imagina o quanto que tiveram que ralar para chegar lá. São poucos aqueles que alcançam a fama e a fortuna logo em seu primeiro papel no cinema ou na TV. Muitos tiveram que fazer praticamente de tudo para conseguir um espaço e poder mostrar seu talento ou seu carisma. Como, por exemplo, atuar como alien num dos seriados de TV mais populares de todos os tempos – e que hoje, em sua versão para o cinema, arrebenta nas bilheterias: “Jornada nas Estrelas”. Outros acabaram fazendo escolhas bizarras mesmo no auge da carreira… E há os casos de atores que assumiram esse papel para se divertir, mesmo.

1. DWAYNE ‘THE ROCK’ JOHNSON EM “STAR TREK: VOYAGER”

Através dos inúmeros mundos de Star Trek, temos visto um grande número de rostos interessantes. São seres com brânquias, antenas, orelhas pontudas… Um desses foi o The Rock, hoje muito popular mas que começou a carreira numa ponta num dos episódios  desse seriado. Ele fazia o papel de um campeão da raça Pendari e sua estreia foi há mais de 10 anos.

2. KIM CATTRALL, “JORNADA NAS ESTRELAS VI:A TERRA DESCONHECIDA”

Bem antes de ficar conhecida pelo seriado “Sex and the City”, a loira Kim Cattrall fez o papel da vulcana Tenente Valeris em 1991, no 6º filme da franquia e o último a incluir todo o elenco da série original da década de 1960. A atriz já tinha 16 anos de carreira, sempre em papéis menores ou pontas, e só sete anos mais tarde explodiu como Samantha.

3. CHRISTOPHER LLOYD EM “JORNADA NAS ESTRELAS III: À PROCURA DE SPOCK”

Nós o conhecemos como o cientista doidão que viaja pelo tempo em “De Volta para o Futuro”, mas em 1984 ele foi o glorioso comandante Klingon nesse filme, cuja direção foi de Leonard Nimoy, o próprio Spock.

4. KIRSTEN DUNST EM “JORNADA NAS ESTRELAS: A NOVA GERAÇÃO”

Hoje ela estrelou filmes como “Maria Antonieta” e ficou famosa como a namorada do Homem-Aranha. Mas ainda pequena, com 11 anos de idade, ela foi uma alien em um dos episódios dessa série de TV, filhote da série original.  Um ano depois, começou a chamar a atenção do mundo como a vampirinha Claudia, “filha” de Lestat (Tom Cruise) e Louis (Brad Pitt) em “Entrevista com o Vampiro”.

5. JOHN TRAVOLTA EM “CAMPO DE BATALHA”

Bem, ele não estava em início de carreira, ao contrário, tinha experimentado o estrelato com “Embalos de Sábado à Noite”, caído no ostracismo e voltado com tudo em “Pulp Fiction”. Mas Travolta, crente da Cientologia, como seu colega Tom Cruise, procurava há muito fazer um filme sobre o livro de Ron Hubbard do mesmo nome, fundador da seita – ou crença. Travolta não conseguiu financiamento de nenhum grande estúdio devido a preocupações sobre as conexões com a cientologia. O projeto foi assumido por uma produtora independente, e Travolta assinou como co-produtor e contribuiu com milhões de dólares, de seu próprio bolso. O filme foi lançado em 2000 e foi um imenso fracasso comercial e considerado um dos piores filmes de todos os tempos. O astro faz o papel de Terl, chefe de segurança de um planeta distante.

6. VINCENT D’ONOFRIO EM “MEN IN BLACK”

Esse versátil ator já tinha aparecido em diversos filmes, sempre em papéis menores, até que interpretou o “baratão” Edgar nesse grande sucesso das telonas de 1997. A partir de sua atuação extremamente elogiada, passou a ganhar destaque cada vez maior, até que alcançou a popularidade como o detetive Goren na série de TV “Law &Order: Criminal Intent”, ganhando inclusive diversos prêmios como melhor ator. Mas o “baratão” será sempre lembrado como sua atuação mais marcante.

7. LOUIS GOSSETT JR. EM “INIMIGO MEU”

Gossett Jr. já era famoso como o sargento durão de Richard Gere em “A Força do Destino”, tendo ganho inclusive prêmios por sua atuação. E aceitou o difícil papel de alien, contracenando com Dennis Quaid, mais pelo desafio em si e pelo roteiro do filme, que narra a história de um soldado da Terra, de nome Davidge, e do alienígena Jeriba que, inimigos em uma guerra espacial, depois de ficarem perdidos em um planeta inóspito, terminam por tornarem-se profundamente amigos, dando lugar a consequências imprevisíveis. O filme foi um fiasco no lançamento, mas tornou-se “cult” com o passar dos anos e Gossett está irreconhecível debaixo da pesada maquiagem.